Arquivo da tag: Ponta do Abunã

Cineamazônia Itinerante 2011

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nova Califórnia foi a última localidade da região de Ponta do Abunã a receber esta etapa do Festcineamazônia Itinerante. Após oito dias de estrada e sete apresentações, a população da última sessão recebeu com alegria as apresentações do festival. Além de filmes e vídeos, o festival levou artes circenses para agraciar o público.

Na quadra da escola municipal Maria Jacira Feitosa de Carvalho, em Nova Califórnia, havia pessoas de todas as idades, mas principalmente crianças e adolescentes. Bebês, como Breno, 1 ano, Lavaene, 2 meses, a Antonio Saturnino Silva, 64 anos, antigo soldado da borracha, ou Odacir Barros, 62, migrante sulista, e muitos jovens, como Eliane, 13, e João Marcos, 15. Para a vice-diretora da escola, Ana Cristina Azevedo da Silva, 34 anos, “os alunos amam mesmo o festival, e pensavam: será que vão vir esse ano?”. Segundo Ana Cristina, “quando estão em aula, os alunos fazem trabalhos sobre os filmes que viram, e o festival mobiliza a comunidade.”

A sessão ocorreu no dia 22 de dezembro, 23 anos depois do assassinato de Chico Mendes. Fernanda Kopanakis, organizadora do festival, afirmou: “Chico Mendes deixa uma mensagem: a gente só vai viver se manter a floresta e as árvores em pé, precisamos sobreviver com a floresta, com menos violência no campo e menos devastação.”

Nova Califórnia é a sede do projeto RECA (Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado), que auxilia os extrativistas a coletar frutos da floresta e industrializá-los. Vários integrantes estavam presentes, e se emocionaram com a projeção do filme Soldados da Borracha. Alguns extrativistas alegam que, com a violência no campo em razão do conflito fundiário muitos não estão podendo coletar castanhas durante a época da chuva. E outros, como Antonio Saturnino Silva, comentou emocionado: “era assim mesmo a nossa vida no seringal, era muito triste”, diz.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Acidente na BR 364 mata "Zé Gaúcho", liderança da Ponta do Abunã

Zé Gaúcho, ao centro, de chapéu faleceu em acidente na BR 364

Zé Gaúcho, ao centro, de chapéu em audiência com o Governador Confúcio Moura.

José Hermeto Mazurkewicz, o “Zé Gaúcho” , morador de Extrema e um dos criadores do movimento de emancipação dos Distritos de Porto Velho da Ponta do Abunã, morreu nesta noite de quinta-feira (30) , num acidente automobilístico na BR 364. “Zé Gaúcho” , morador antigo e líder comunitário ficou conhecido por sua luta para promover a emancipação daquela região que faz fronteira com o Estado do Acre.

Sobre ele disse o ‘Governador de Rondônia, Confúcio Moura em um post no seu blog :” – Zé Gaúcho, como sempre, um eterno defensor da emancipação do Distrito de Extrema. Ele que não é advogado. Mas, já escreveu alguns tratados de direito sobre o caso. Eu vou lendo o que escreve e pegando fundamentos de tudo. Se amparado, nomear o prefeito e implantar o município porque merece. Não resta dúvida”, finalizou.

Sobre os 100 primeiros dias do Governo Confúcio, Zé Gaúcho escreveu em abril deste ano:
“Governo sério não investe em propaganda, trabalha, mostra serviço…e o povo fica satisfeito. Este poderá ser um dos fatores, que nos principais jornais dão tanta ênfase ás dificuldades de ajustes de administração do governo Confúcio Moura.Porém mesmo que gratuitos estes questionamento são benéficos para o aprimoramento do rumo das ações de governo, pois o inicio em qualquer administração, tem necessariamente, conhecer primeiro os elementos e as ações que estavam em curso no mandato anterior e inteirasse daquilo que ficou para prosseguir, que já vinha planejado pelo antecessor, que certamente tinha uma “lógica diferente”.Mas o governo precisa urgentemente se “desvencilhar” de bajuladores que em vez de somar, talvez impede que lhe seja informado que impedem “algo estranho” está acontecendo, que pela falta de capacidade dos “baba ovos”, o governo é surpreendido quando o problema já está grave ou difícil de controlar…Porém Confúcio, com o dom do velho “Mestre Chinês”, não se abala e vai procurando “sincronizar as engrenagens para que a máquina possa então rodar macio”…Avaliações eletrônicas mostram que superadas as dificuldades que todo novo governo encontra ou herda da administração anterior, Confúcio, com toda a tranqüilidade e segurança de administrador provado, fará um governo diferente, mas positivo.Certamente agora será a vez do povo, rondoniense colher os frutos que ajudou a plantar……E na Ponta do Abunã, é grande a expectativa pelo “grito da independência” para que a sonhada autonomia administrativa passe a ser um fato !”

Nota de Pesar do Governo do Estado

É com grande consternação que o governador Confúcio Moura recebeu a notícia da abrupta morte do pioneiro na região da Ponta do Abunã, José Hermeto Mazurkewicz, o “Zé Gaúcho”. O governador reconhece a dedicação e o trabalho de Zé Gaúcho, em defesa do desenvolvimento e emancipação política e administrativa daquela região. É, portanto, com enorme pesar que o governador Confúcio Moura presta condolências aos familiares e amigos do popular e ilustre Zé Gaúcho e manifesta sentimento de sincera solidariedade. 

Confúcio Ayres Moura 
Governador de Rondônia 

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Acidente na BR 364 mata “Zé Gaúcho”, liderança da Ponta do Abunã

Zé Gaúcho, ao centro, de chapéu faleceu em acidente na BR 364

Zé Gaúcho, ao centro, de chapéu em audiência com o Governador Confúcio Moura.

José Hermeto Mazurkewicz, o “Zé Gaúcho” , morador de Extrema e um dos criadores do movimento de emancipação dos Distritos de Porto Velho da Ponta do Abunã, morreu nesta noite de quinta-feira (30) , num acidente automobilístico na BR 364. “Zé Gaúcho” , morador antigo e líder comunitário ficou conhecido por sua luta para promover a emancipação daquela região que faz fronteira com o Estado do Acre.

Sobre ele disse o ‘Governador de Rondônia, Confúcio Moura em um post no seu blog :” – Zé Gaúcho, como sempre, um eterno defensor da emancipação do Distrito de Extrema. Ele que não é advogado. Mas, já escreveu alguns tratados de direito sobre o caso. Eu vou lendo o que escreve e pegando fundamentos de tudo. Se amparado, nomear o prefeito e implantar o município porque merece. Não resta dúvida”, finalizou.

Sobre os 100 primeiros dias do Governo Confúcio, Zé Gaúcho escreveu em abril deste ano:
“Governo sério não investe em propaganda, trabalha, mostra serviço…e o povo fica satisfeito. Este poderá ser um dos fatores, que nos principais jornais dão tanta ênfase ás dificuldades de ajustes de administração do governo Confúcio Moura.Porém mesmo que gratuitos estes questionamento são benéficos para o aprimoramento do rumo das ações de governo, pois o inicio em qualquer administração, tem necessariamente, conhecer primeiro os elementos e as ações que estavam em curso no mandato anterior e inteirasse daquilo que ficou para prosseguir, que já vinha planejado pelo antecessor, que certamente tinha uma “lógica diferente”.Mas o governo precisa urgentemente se “desvencilhar” de bajuladores que em vez de somar, talvez impede que lhe seja informado que impedem “algo estranho” está acontecendo, que pela falta de capacidade dos “baba ovos”, o governo é surpreendido quando o problema já está grave ou difícil de controlar…Porém Confúcio, com o dom do velho “Mestre Chinês”, não se abala e vai procurando “sincronizar as engrenagens para que a máquina possa então rodar macio”…Avaliações eletrônicas mostram que superadas as dificuldades que todo novo governo encontra ou herda da administração anterior, Confúcio, com toda a tranqüilidade e segurança de administrador provado, fará um governo diferente, mas positivo.Certamente agora será a vez do povo, rondoniense colher os frutos que ajudou a plantar……E na Ponta do Abunã, é grande a expectativa pelo “grito da independência” para que a sonhada autonomia administrativa passe a ser um fato !”

Nota de Pesar do Governo do Estado

É com grande consternação que o governador Confúcio Moura recebeu a notícia da abrupta morte do pioneiro na região da Ponta do Abunã, José Hermeto Mazurkewicz, o “Zé Gaúcho”. O governador reconhece a dedicação e o trabalho de Zé Gaúcho, em defesa do desenvolvimento e emancipação política e administrativa daquela região. É, portanto, com enorme pesar que o governador Confúcio Moura presta condolências aos familiares e amigos do popular e ilustre Zé Gaúcho e manifesta sentimento de sincera solidariedade. 

Confúcio Ayres Moura 
Governador de Rondônia 

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte