Arquivo da tag: memória

Cineastas lançam manifesto em apoio à Comissão da Verdade

Diante das manifestações de alguns setores militares “confrontando as instituições democráticas e o próprio estado de direito”, um grupo de mais de cem cineastas brasileiros divulgou um manifesto em defesa da Comissão da Verdade. “Repudiamos os ataques desses setores minoritários das Forças Armadas brasileiras, que de forma alguma irão obstruir as investigações que devem ser iniciadas o quanto antes”, afirma o manifesto.

“Nós, cineastas brasileiros, expressamos a nossa preocupação com as frequentes manifestações de militares confrontando as instituições democráticas e o próprio estado de direito. Todos os cidadãos brasileiros têm o direito de conhecer o que foram os 21 anos de ditadura militar instaurada com o golpe de 1964. É preciso que a Comissão da Verdade, instituída para esclarecer fatos obscuros daquele período, em que foram cometidas graves violências institucionais, perseguições, torturas e assassinatos, tenha plenas condições e apoio da sociedade brasileira para realizar essa tarefa histórica. Repudiamos os ataques desses setores minoritários das Forças Armadas brasileiras, que de forma alguma irão obstruir as investigações que devem ser iniciadas o quanto antes. Estaremos atentos para que tal comissão seja composta por pessoas comprometidas com a democracia e com a verdade.”

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Na Cama Com Simone

Hoje temos duas mulheres especiais fazendo a festa no nosso Clube. Nosso GUEST POST dessa segunda é da Biscate Convidada Srta. Bia, autora do Groselha News, moderadora e autora do Blogueiras Feministas. Divertida, antenada e lambateira tropical, a Srta. Bia pinta e borda no twitter. E como Biscate adora celebrações, nada mais apropriado que lembrar a aniversariante ilustre do dia: Simone de Beauvoir – que, aliás, não recusaria um brinde: tim-tim.

Na Cama Com Simone, por Srta. Bia

Em 1952, Simone de Beauvoir estava dando uns amassos com seu peguete, o escritor Nelson Algren. Os amassos evoluíram para um je t’aime moi non plus e no fim do dia Simone precisava de um banho. Simone tinha 44 anos e Nelson tinha um apartamento alugado sem chuveiro. A solução foi levá-la até a moradia do fotógrafo Art Shay, um amigo que tinha um chuveiro e uma câmera…

Ver o post original 299 mais palavras

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano