Arquivo da tag: Ji-Paraná

Deu no site Defender.org : IPHAN tomba os postos telegráficos da Comissão Rondon em Ji-Paraná e Vilhena, em Rondônia

Clique na foto para ir ao site Defender.org

Clique na foto para ir ao site Defender.org

Leia também em PDF, “Trazias na mão o fio que fala… Rondon:O desbravador dos sertões, por Adler Homero Fonseca de Castro, na Revista Cultura”

Gostou da notícia ? Compartilhe !!!

1 comentário

Arquivado em Reblog

ANAC autoriza início das operações da TRIP em Cacoal (RO)

A TRIP Linhas Aéreas recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, e vai iniciar as operações em Cacoal (RO) dia 27 de Dezembro.A cidade rondoniense será o 88º destino da TRIP no País. No estado, a companhia já opera em Vilhena, Ji-Paraná e na capital Porto Velho .A companhia é controlada pelos Grupos Caprioli e Águia Branca, ambos com tradição em transporte de passageiros e um histórico de resultados sólidos e crescimento sustentado e tem como um de seus investidores a norte-americana Skywest Inc.(que comanda a Skywest Airlines e a Atlantic Southeast Airlines) maior empresa de transporte aéreo regional do mundo, com 696 aeronaves, que adquiriu 20% de participação no capital da companhia.

Origem

Destino

Partida

Chegada

Cacoal

Cuiabá

6h00

9h17

Cacoal

Vilhena

6h00

6h40

Cacoal

Porto Velho

22h05

23h10

Cuiabá

Cacoal

20h25

21h45

Vilhena

Cacoal

21h05

21h45

Porto Velho

Cacoal

4h30

5h40

Cacoal, cidade conhecida como a capital do café, é um dos municípios mais prósperos de Rondônia, com uma economia em franca expansão. Seus mais de 78 mil habitantes vivem, principalmente, da lavoura cafeeira, da atividade industrial do setor madeireiro, agropecuário e do comércio.As tarifas, se adquiridas com antecedência de 30 dias, podem ser encontradas com valores promocionais. Destaque para os trechos: Cacoal/Cuiabá com tarifas a partir de R$ 149,90; Cacoal/Vilhena a partir de R$ 79,90 e Cacoal/Porto Velho a partir de R$ 99,90.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Enquanto Cineamazônia apresenta filmes inéditos, ALE/RO faz sessão reprise

Leónidas nas Termópilas, por Jacques-Louis David. Óleo sobre tela, 395 × 531 cm, 1814. Museu do Louvre, Paris, França

Leónidas nas Termópilas, por Jacques-Louis David. Óleo sobre tela, 1814. Museu do Louvre, Paris / blog do Maurilio Ferreira Lima

Deu no G1. Filme Velho

Veja a nota da PF :

” A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público de Rondônia e com o apoio da Controladoria-Geral da União, deflagrou a Operação Termópilas, com o objetivo de desmantelar organização criminosa que fraudava licitações e contratos no Governo de Rondônia.

A operação consiste no cumprimento de 10 mandados de prisão preventiva, 04 de prisão temporária, além de 57 mandados de busca e apreensão. Foram autorizadas também ordens de sequestro de bens e valores, bem como suspensão de exercício de função pública e proibição de acessos. Os mandados foram cumpridos em seis cidades do Estado (Porto Velho, Itapoã do Oeste, Ji-Paraná, Ariquemes, Nova Mamoré e Rolim de Moura)e inclui órgãos públicos estaduais e a Assembléia Legislativa de Rondônia.

As investigações tiveram início há um ano e meio, visando identificar e colher provas a respeito de grupo criminoso estabelecido na Secretaria de Estado de Saúde de Rondônia (SESAU), montado para desviar verbas do Sistema Único de Saúde (SUS), em conjunto com empresários locais. No decorrer da investigação, foi percebida a participação de parlamentar estadual nos crimes, o que fez com que a apuração fosse deslocada para o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, em razão da prerrogativa de foro do deputado.

A quadrilha agia sob a liderança do presidente da Assembléia Legislativa do Estado de Rondônia e praticava crimes no âmbito de algumas Secretarias de Estado, em especial as Secretarias da Saúde e da Justiça, além do DETRAN local. O esquema consistia em um verdadeiro loteamento de licitações e contratos de prestação de serviços junto à administração pública estadual, mediante corrupção e tráfico de influência, para favorecer determinadas empresas.

As pessoas envolvidas no esquema criminoso serão indiciadas, na medida de suas participações, pelos crimes de formação de quadrilha, extorsão, falsidade ideológica, peculato, corrupção passiva, advocacia administrava, violação de sigilo funcional, tráfico de influência corrupção ativa, além de crimes previstos na Lei de Licitações e na Lei de Lavagem de Dinheiro.

A operação contou ainda com o auxilio logístico do Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira e Departamento Penitenciário Nacional.

Via  Comunicação Social da PF em Rondônia

Deixe um comentário

Arquivado em Curta Milimetragem

Banco da Amazônia lança financiamento do FNO para Micro Empreendedor Individual (MEI)

O Banco da Amazônia lança, no próximo dia 20 de junho, o Programa de financiamento com recursos do FNO para Micros Empreendedores Individuais (MEIs), para aquisição de equipamentos e utensílios, construção e reforma de instalações físicas e também para capital de giro, segundo o superintendente do Banco em Rondônia, Wilson Evaristo. Os empréstimos são destinados para MEIs que estejam há pelo menos seis meses em atividades. O programa empresta até R$ 15 mil com juros de 6,75% ao ano, um dos mais baixos do mercado, e oferece um bônus de 15%  para os clientes que pagarem suas faturas até a data de vencimento, além de isenção de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e  agilidade na concessão do crédito, já que o processo de análise dos Planos de Negócios é simplificada.

São considerados MEIs, os empreendedores que têm um faturamento anual de até R$ 36 mil, possuem um único estabelecimento, não participem de outra empresa como titular, sócio ou administrador e contem com apenas um empregado. Ele deve ser optante do SIMPLES nacional. Em Rondônia já foram registrados mais de 8 mil MEIs das mais diversas áreas, como costureiras, pintores de parede, vendedores, cozinheiras, pequenos agricultores e outros  tocadores de pequenos negócios. Em todo o Brasil um milhão de empresários já se formalizaram por meio do MEI. O registro é simplificado e os interessados recebem todas as informações necessárias nas agências do Sebrae, Sindicato da Micro e Pequena Indústria (Simpi) e associações comerciais.

Os MEIS interessados em sacar recursos por meio do FNO poderão se dirigir às agências do Banco da Amazônia a partir de 20 de junho. Nas agências, será disponibilizado o modelo do  Plano de Negócios simplificado, que é necessário para a avaliação da rentabilidade dos investimentos. Como se trata de empréstimo orientado, o banco também oferece consultoria sobre o melhor modo de gerir a aplicação dos empréstimos. O Sebrae, o Simpi e associações comerciais também podem orientar sobre os investimentos. As garantias exigidas são as mesmas utilizadas pelo mercado, com hipoteca, alienação de bens ou aval. No caso de aval, o avalista deverá ser pessoa idônea e dispor de uma receita mensal comprovada de, no mínimo, o equivalente a três vezes o valor da parcela de amortização do financiamento.

O programa FNO oferece empréstimos para Investimento Fixo, destinado à aquisição de equipamentos, móveis e utensílios e à construção ou reforma de instalação física; Investimento Misto, com capital de giro associado ao investimento fixo; e Capital de giro Isolado, que permite a compra de matéria-prima, insumos, bens ou produtos para formação de estoques. Para Investimento Fixo ou Misto, o primeiro financiamento pode ser de até R$ 7,5 mil e os empréstimos subsequentes poderão chegar a R$ 15 mil, desde que o montante anterior tenha sido liquidado. No caso de Investimento em Capital de Giro, o primeiro financiamento deverá se de até R$ 2,5 mil e para os subseqüentes o teto é de R$ 5 mil.

Para Investimento fixo ou misto, o banco oferece prazo de até 36 meses para pagamento dos empréstimos, incluídos até dois meses de carência, sendo o prazo máximo do financiamento determinado em função do cronograma físico e financeiro do plano de negócio e da capacidade de pagamento do mutuário; já no caso do Capital de giro isolado, para aquisição de matéria-prima, insumos, bens ou produtos para formação de estoques, o prazo de pagamento é de até 24 meses, incluindo até um mês de carência.

O Basa conta com agências em Porto Velho, Extrema, Guajará-Mirim, Buritis, Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Jaru e Vilhena e dentro de no máximo três meses serão abertas agências em São Miguel do Guaporé e Pimenta Bueno.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Clubes do Norte – RO – Ji-Paraná Futebol Clube

foto : B. Gerhardt

O colaborador Bráulio Gerhardt há tempos deu uma idéia legal. Colocar as camisas dos clubes de Rondônia para que as pessoas conheçam melhor. Como o blog tem bastante audiência também nos outros estados do Norte do Brasil, resolvi estender a idéia para o Acre, Amazonas, Pará, Amapá e Roraima. E a primeira que vai , da série, é do Ji-Paraná. Quem quiser colaborar mandando fotos das camisas dos seus clubes, o e-mail é betobertagna@yahoo.com.br . A título de curiosidade, esse modelo de camisa foi usado pelo Ji-Paraná no ano de 1997, na disputa da Copa do Brasil (quando enfrentou o Botafogo-RJ), no Campeonato Brasileiro da Série C (ficando em 8º lugar, depois de eliminar equipes como o Operário-MS e o Goiânia-GO) e no campeonato estadual, onde conquistou seu 5º título. Na época, o escudo do Jipa tinha apenas 4 estrelas, referentes aos títulos estaduais de 1991/92/95/96. Depois, foram adicionadas mais 4 estrelas, referentes aos títulos de 1997/98/99 e 2001, totalizando 8 títulos estaduais. Em 1997 o Ji-Paraná disputou também a I Copa Norte, ficando em 3º lugar (invicto). Atualmente, o “Galo da BR”, como é chamado, está numa fase ruim, disputando a 2ª divisão estadual e sem conquistar um título há 9 anos. Esperamos que o Jipa volte aos seus dias de glória, quando representou muito bem o futebol rondoniense nos campeonatos nacionais que disputou. Valeu, Bráulio !

5 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

Livros imprescindíveis para entender Rondônia – 12 – Os Desbravadores

Vitor Ugo, autor de “Os Desbravadores”, fez estudos superiores em São Paulo, Rio de Janeiro e no exterior. Em seus mais de 40 anos de vivência em Rondônia, ocupou a cátedra do magistério de nível médio e superior. Foi o primeiro Secretário de Estado de Rondônia para a Cultura, Esporte e Turismo – SECET, além de ter criado a Rádio Caiari, implantado o automatismo telefônico em Porto Velho, onde, nos anos 60, também colocou a primeira imagem televisionada.  Com a autoridade de profundo conhecedor da região e dos homens que habitam a Rondônia de Roquette Pinto, lhe foi possível acompanhar passo a passo o progresso que a envolve, com seus complexos problemas, a partir da eclosão migratória aos problemas ecológicos, ambientais e do índio., todos vistos sobretudo sob o aspecto social.

Tive o privilégio de conhecer e trabalhar com o prof. Vitor Ugo e com o Prof. Isaías dos Santos, implantando o CEPAV – Centro de Produções Audiovisuais Pe. Landell de Moura, embrião da TVE – Madeira Mamoré, canal 2, emissora educativa filiada ao SINRED ( Sistema Nacional de Rádio e TV Educativas). A TVE, canal 2 chegou a ter um telejornal diário de 30 minutos de duração e funcionava embaixo das arquibancadas do Estádio Aluisio Ferreira. A sua antena superturnstyle, ainda está em cima da caixa dágua da Caerd ao lado do hotel Aquarius, como testemunha deste tempo. E tínhamos retransmissores em Ji-Paraná e Vilhena. Tudo sucateado em nome da politicagem rasteira e inócua. Quanto recuo, quantas trevas este Estado ainda precisa clarear . Poderíamos ter uma TV Educativa forte hoje…não temos nem uma fraquinha, nem um alto-falante de poste educativo, nada ! E dê-lhe feira agropecuária.

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações