Arquivo da tag: IPHAN

Icumam abre inscrições para a 10ª Goiânia Mostra Curta

O Instituto de Cultura e Meio Ambiente (Icumam) abriu as inscrições para a 10ª Goiânia Mostra Curtas em solenidade ocorrida na sede do IPHAN, em Goiânia-GO. O festival será realizado entre 05 e 10 de outubro, no Teatro Madre Esperança Garrido, do Colégio Santo Agostinho, com patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Rouanet,  apoio do Fundo Nacional de Cultura, Secretaria do Audiovisual e Sebrae Goiás.
Os interessados em participar do festival podem se inscrever até 20 de agosto, pelo site www.goianiamostracurtas.com.br . Conforme regulamento disponível na Internet, a 10ª Goiânia Mostra Curtas recebe inscrições de filmes (35mm) e vídeos, mediante envio de cópia em DVD e preenchimento da ficha de inscrição on line. Os títulos, além de inéditos no festival, devem ter até 25 minutos e terem sido realizados a partir de 2009.

Este ano, o tema da Goiânia Mostra Curtas é o aniversário de dez anos do festival. Como em todos os anos, o tema eleito pela direção do festival vai pautar debates, oficinas, seminário e mostra especiais não-competitivas – Curta Mostra Especial 10 Anos (principal), Curta Mostra Goiás Especial 10 Anos e Curta Mostra Cinema nos Bairros Especial 10 Anos – que trarão um retrospecto das produções de destaque na década exibidas na tela grande do festival, de 2001 a 2009. A Curta Mostra Cinema nos Bairros Especial 10 Anos elegerá, por júri popular, melhor filme já exibido nas praças de Goiânia nesse período.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

E não é que o site "porcalhão" rondoniaovivo se manifestou ?

É incrível a cara de pau dos sujeitos !

Levam uma canelada à la Costa do Marfim e chamam de “picuinha” ! Vocês levaram foi uma porrada mesmo, rapá . Mas este pessoal , além de porcalhão, é mentiroso (já foi provado com um Direito de Resposta goela abaixo) e incompetente porque nem  lê nem o que publica. Tentaram uma enquete fajuta e o resultado, segundo o jornalista Nelson Townes, foi que “o rabo roeu o cachorro” ! Quá .

Depois, vem querer meter o pau no IPHAN e em mim pessoalmente (raivinha…) e lá no meio do próprio saite de fo-foca tem um manifesto sobre o Museu da EFMM em Guajará-Mirim que desmente tudo que o sujeito escreve !

Deuzulivre , mermão.

Companheiro, lê o teu saite e depois se mete a escrever, fica menos ridículo. Vai lá, prá te ajudar a página é http://www.rondoniaovivo.com/news.php?news=63579 .

Lá você lerá coisas como “Desde 2004 existem recursos (originalmente R$ 800 mil) de um Contrato de repasse, via Caixa Econômica Federal, entre o Governo Federal (MinTur) e o Governo do Estado de Rondônia (SETUR),destinado à reforma do complexo da EFMM, em Guajará-Mirim” .  Ou “O então, Gov. Ivo Cassol foi cobrado publicamente pelos Amigos do Museu durante o 9º Encontro dos Filhos e Amigos de Guajará, em novembro de 2009. Ele prometeu agilidade no processo. Este não caminhou muito, em que pese a demonstração de apoio de Sua Excelência. O Governo do Estado não consegue publicar o edital desde então. A explicação dos técnicos da SETUR gira em torno de falta de documentação, renovação de licença ambiental e até adequação orçamentária da Planilha correspondente.”

Como o recurso alocado é para o  Estado, lá vai uma nova matéria do próprio site. Ajudo de novo. http://www.rondoniaovivo.com/news.php?news=63952

“Segundo o superintendente da Setur, Heitor Costa, que assumiu a pasta há menos de um mês, disse que tem trabalhado no projeto, que se encontra na Superintendência Estadual de Licitações de Rondônia (Supel), e deve ser licitado no próximo dia 25 deste mês. “Estamos correndo contra o tempo, pois em virtude da legislação eleitoral nenhuma obra poderá ser iniciada depois do dia 2 de julho”, informou.
O superintendente da Setur disse ainda que o projeto foi aprovado pela Caixa Econômica Federal, e o recurso na ordem de R$ 1 milhão está na conta, sendo que R$ 595 mil é de repasse do Ministério do Turismo e R$ 219 mil contrapartida do Governo do Estado. Heitor Costa explicou também que o recurso está aplicado e só de juros rendeu mais de R$ 180 mil.”

Só que isto vai atacar o padrinho Cassol , e como diria o “Dunga” , o saite é “cagão” para essas coisas e não vai querer dizer que o Estado e seu ex-governador endeusado pelo saite não honrou seu compromisso em plena campanha pré-eleitoral e não licitou a obra de recuperação do museu, apesar de ter o dinheiro depositado na Caixa Econômica Federal.

Prefere atacar gratuitamente o IPHAN achando que com isto vai atingir o Pref. Roberto Sobrinho, que em certa ocasião bateu o brim do “jornalista” .

Poderiam ao menos entrevistar o Sec de Cultura de Guajará-Mirim, Dayan Saldanha , ou o Prefeito Atalíbio Pegorini para perguntar sobre a ação do IPHAN na questão. Só que , certamente o que eles diriam não iria agradar à vontade nefasta de denegrir a minha pessoa e o IPHAN.  Mas que tal criar um pouquinho de coragem e ligar para eles ? Eles estão mais disponíveis e fáceis de achar que o tal “caminhão-baú” incendiado.

Mas tenho que reconhecer um elogio, feito ao final da matéria. Este blog “Beto Bertagna a 24 quadros” é atualizado e muito bem informado. Reconheço e agradeço, também em nome de todos os colaboradores que contribuem para este sucesso, que a cada dia mais conquista leitores qualificados e formadores de opinião deste Estado, do Acre e do restante Norte do Brasil.

Não é fácil receber elogio público de um inimigo descarado e falso.

E quanto à sugestão de o IPHAN nacional monitorar o blog não é preciso.

Já existe um link no portal oficial  do órgão para que os mais de 100.000 internautas que se preocupam verdadeiramente com patrimônio cultural também acessem  este humilde, porém muito honesto , blog.

Não escondam o rabinho torto entre as pernas. Venham com a tréplica para apanhar mais ou  vão se roçar em 3 milhões de ostras.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

E não é que o site “porcalhão” rondoniaovivo se manifestou ?

É incrível a cara de pau dos sujeitos !

Levam uma canelada à la Costa do Marfim e chamam de “picuinha” ! Vocês levaram foi uma porrada mesmo, rapá . Mas este pessoal , além de porcalhão, é mentiroso (já foi provado com um Direito de Resposta goela abaixo) e incompetente porque nem  lê nem o que publica. Tentaram uma enquete fajuta e o resultado, segundo o jornalista Nelson Townes, foi que “o rabo roeu o cachorro” ! Quá .

Depois, vem querer meter o pau no IPHAN e em mim pessoalmente (raivinha…) e lá no meio do próprio saite de fo-foca tem um manifesto sobre o Museu da EFMM em Guajará-Mirim que desmente tudo que o sujeito escreve !

Deuzulivre , mermão.

Companheiro, lê o teu saite e depois se mete a escrever, fica menos ridículo. Vai lá, prá te ajudar a página é http://www.rondoniaovivo.com/news.php?news=63579 .

Lá você lerá coisas como “Desde 2004 existem recursos (originalmente R$ 800 mil) de um Contrato de repasse, via Caixa Econômica Federal, entre o Governo Federal (MinTur) e o Governo do Estado de Rondônia (SETUR),destinado à reforma do complexo da EFMM, em Guajará-Mirim” .  Ou “O então, Gov. Ivo Cassol foi cobrado publicamente pelos Amigos do Museu durante o 9º Encontro dos Filhos e Amigos de Guajará, em novembro de 2009. Ele prometeu agilidade no processo. Este não caminhou muito, em que pese a demonstração de apoio de Sua Excelência. O Governo do Estado não consegue publicar o edital desde então. A explicação dos técnicos da SETUR gira em torno de falta de documentação, renovação de licença ambiental e até adequação orçamentária da Planilha correspondente.”

Como o recurso alocado é para o  Estado, lá vai uma nova matéria do próprio site. Ajudo de novo. http://www.rondoniaovivo.com/news.php?news=63952

“Segundo o superintendente da Setur, Heitor Costa, que assumiu a pasta há menos de um mês, disse que tem trabalhado no projeto, que se encontra na Superintendência Estadual de Licitações de Rondônia (Supel), e deve ser licitado no próximo dia 25 deste mês. “Estamos correndo contra o tempo, pois em virtude da legislação eleitoral nenhuma obra poderá ser iniciada depois do dia 2 de julho”, informou.
O superintendente da Setur disse ainda que o projeto foi aprovado pela Caixa Econômica Federal, e o recurso na ordem de R$ 1 milhão está na conta, sendo que R$ 595 mil é de repasse do Ministério do Turismo e R$ 219 mil contrapartida do Governo do Estado. Heitor Costa explicou também que o recurso está aplicado e só de juros rendeu mais de R$ 180 mil.”

Só que isto vai atacar o padrinho Cassol , e como diria o “Dunga” , o saite é “cagão” para essas coisas e não vai querer dizer que o Estado e seu ex-governador endeusado pelo saite não honrou seu compromisso em plena campanha pré-eleitoral e não licitou a obra de recuperação do museu, apesar de ter o dinheiro depositado na Caixa Econômica Federal.

Prefere atacar gratuitamente o IPHAN achando que com isto vai atingir o Pref. Roberto Sobrinho, que em certa ocasião bateu o brim do “jornalista” .

Poderiam ao menos entrevistar o Sec de Cultura de Guajará-Mirim, Dayan Saldanha , ou o Prefeito Atalíbio Pegorini para perguntar sobre a ação do IPHAN na questão. Só que , certamente o que eles diriam não iria agradar à vontade nefasta de denegrir a minha pessoa e o IPHAN.  Mas que tal criar um pouquinho de coragem e ligar para eles ? Eles estão mais disponíveis e fáceis de achar que o tal “caminhão-baú” incendiado.

Mas tenho que reconhecer um elogio, feito ao final da matéria. Este blog “Beto Bertagna a 24 quadros” é atualizado e muito bem informado. Reconheço e agradeço, também em nome de todos os colaboradores que contribuem para este sucesso, que a cada dia mais conquista leitores qualificados e formadores de opinião deste Estado, do Acre e do restante Norte do Brasil.

Não é fácil receber elogio público de um inimigo descarado e falso.

E quanto à sugestão de o IPHAN nacional monitorar o blog não é preciso.

Já existe um link no portal oficial  do órgão para que os mais de 100.000 internautas que se preocupam verdadeiramente com patrimônio cultural também acessem  este humilde, porém muito honesto , blog.

Não escondam o rabinho torto entre as pernas. Venham com a tréplica para apanhar mais ou  vão se roçar em 3 milhões de ostras.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Festa do Divino Espírito Santo no Vale do Guaporé, Rondônia , Brasil

A Festa do Divino Espírito Santo no Vale do Guaporé , na fronteira de Rondônia com a Bolívia, é uma das maiores, senão a maior, manifestação do Patrimônio Imaterial da região. A Irmandade fez o pedido de Registro como Patrimônio Cultural Brasileiro  junto ao IPHAN.  O Batelão conduzindo os símbolos sagrados do Divino chegou a Remanso, Bolívia nesta terça-feira, dia 18 de maio, às 4 da tarde. Enquanto durar a festa, que vai até o domingo, dia 23 de maio deixaremos este vídeo na primeira página.

6 Comentários

Arquivado em Efêmeras Divagações

Um forte para ser respeitado II

O trabalho minucioso dos arqueólogos, para identificar o local em que cada objeto é encontrado. Por exigência do IPHAN os arqueólogos dividem o sítio em quadrantes de 2 m por 2 metros.

O material recolhido,que ficará sob a guarda do Exército Brasileiro mostra evidência da integração dos militares com a população da região. Foram encontradas “louças europeias misturadas com cerâmicas nativas”, segundo relata Fernando Marques, um dos arqueólogos contratados pelo IPHAN para desenvolver o estudo na secular fortaleza situada em Costa Marques, a cerca de 800 km de Porto Velho, na fronteira de Rondônia com a Bolívia.

“Dentro do espaço do forte havia capela, hospital, boticário, costureiros. E, ao lado dele, foram surgindo comunidades”, descreve o arqueólogo. Segundo ele, suas instalações permitiam dar abrigo a cem soldados.

Já foram encontradas mais de 40.000 peças como botões, insígnias militares, restos de faiança portuguesa, garrafas de cerveja e outros objetos.

O estudo continua em 2010, quando será pesquisada a casa do capitão-general e a capela.

É a primeira vez que a admirável fortaleza que empresta seu símbolo para o brazão de Rondônia é pesquisada e tem uma intervenção protecionista desta forma.

Sou o Superintendente do IPHAN em Rondônia e acredito firmemente que é o Patrimônio Cultural Brasileiro que está em jogo.

Rondônia ganha um salto gigantesco no conhecimento da sua memória , do seu passado e da sua história.

Tenho certeza de que a sociedade científica e sua massa crítica, que não se interessa  por “diz que me disse, fofocas políticas e fuxicos” agradece.

Mais notícias e informações nos próximos posts. Tem muita coisa legal prá conhecer…

40.000 objetos já foram encontrados, num , modéstia à parte, brilhante trabalho de pesquisa científica da Superintendência do IPHAN em Rondônia.

3 Comentários

Arquivado em Efêmeras Divagações