Arquivo da tag: Guajará-Mirim

30 de abril, Dia do Ferroviário

Oscar Ferreira Lima, mestre de linha e Raimundo Quaresma de Carvalho, motorista de automotriz

Oscar Ferreira Lima, mestre de linha e Raimundo Quaresma de Carvalho, motorista de automotriz, ferroviários da EFMM

Hoje se comemora em Rondônia e no Brasil o centenário da chegada dos trilhos da lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré a Guajará-Mirim, seu ponto final ao longo dos 366 km de extensão. E também se comemora o Dia do Ferroviário. No dia 30 de abril de 1854 foi inaugurada a primeira linha ferroviária, em uma viagem que contou com a presença de Dom Pedro II : a Estrada de Ferro Petrópolis com cerca de 14 km de trilhos, ligando o Rio de Janeiro à raiz da Serra . Um empreendimento do Barão de Mauá, Irineu Evangelista de Sousa. A ferrovia é uma invenção inglesa que conquistou o mundo. No Brasil, os trens se difundiram de forma avassaladora e marcaram a chegada do progresso e a fundação de inúmeras cidades. Para se ter uma idéia, na década de 50 o país já contava com 40 mil quilômetros de trilhos. Nos fins dos anos 50, com a chegada da indústria automobilística, as estradas de ferro entraram em decadência. A EFMM, berço da criação de Porto Velho e Guajará-Mirim foi declarada extinta em 1966 mas funcionou até 10 de julho de 1972. E os bravos ferroviários, que hoje comemoram o seu dia, ajudaram nesta história de heroísmo e pioneirismo.

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Parabéns , Guajará-Mirim ! Esta cidade é 10 !

Estação final da centenária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, Guajará em breve vai escutar o apito da máquina 20 rodando pelos trilhos num pequeno trecho turístico até o Yata ou Bananeiras. Quem viver , verá ! Pérola do Mamoré, parabéns pelo seu aniversário. Um abraço em todo(a) guajaramirense que ama, de fato, esta terra ! Leia mais sobre Guajará-Mirim aqui .

2 Comentários

Arquivado em Ao Norte

Começou a 118ª Romaria da Irmandade do Senhor Divino Espírito Santo, no Vale do Guaporé – Programação Completa

A 118ª Romaria do Senhor Divino Espírito Santo no Vale do Guaporé, na Amazônia iniciou nesta segunda, dia 9 de abril de 2012, com a chegada do batelão às 4 horas da tarde na localidade de Surpresa, distrito de Guajará-Mirim. É uma festa planejada com um ano de antecedência .
A celebração, que envolve o Brasil e a Bolívia, é um Patrimônio Cultural Imaterial de Rondônia que está em processo de instrução para ser reconhecido como Patrimônio Brasileiro.

O Iphan, numa parceria com a UNESCO,  está enviando uma equipe com antropólogas capacitadas ao Vale do Guaporé, para consolidar a argumentação perante a Câmara do Patrimônio Imaterial, que decide sobre a inclusão dos registros.

O Presidente da Irmandade do Divino, Dionísio Faustino também espera uma atenção maior das autoridades para esta que é a maior celebração religiosa, cultural e folclórica do Vale do Guaporé :
– Aguardamos muita gente na chegada em Piso Firme, povoado da Bolívia, quando o batelão aportará no dia 23 de maio de 2012 às 16 horas.

É ano eleitoral, mas os ribeirinhos já conhecem os políticos que dão atenção ao Vale, por isto vai a dica: Não adianta chegar como penetra distribuindo bonézinho e camiseta, é perda de tempo. Os beiradeiros, quilombolas, devotos e assemelhados são espertos e só dirigem suas preces para quem realmente merece.
E para quem fala mal ou escreve,  quando convém, sobre a cultura rondoniense é uma boa pedida, tirar um pouco a bunda da cadeira e andar algumas centenas de quilômetros em estrada de chão e voadeira, lendo Viagem ao Redor do Brasil, do João Severiano da Fonseca, irmão do ilustre Deodoro da Fonseca, para purificar a alma .

1 comentário

Arquivado em Ao Norte

Começa em abril a 118ª Romaria da Irmandade do Senhor Divino Espírito Santo, no Vale do Guaporé

A 118ª Romaria do Senhor Divino Espírito Santo no Vale do Guaporé, na Amazônia terá início daqui a um mês, no dia 9 de abril de 2012, com a chegada do batelão na localidade de Surpresa, distrito de Guajará-Mirim. É uma festa planejada com um ano de antecedência.
A celebração, que envolve o Brasil e a Bolívia, é um Patrimônio Cultural Imaterial de Rondônia que está em processo de instrução para ser reconhecido como Patrimônio Brasileiro.
O Presidente da Irmandade do Divino, Dionísio Faustino espera uma atenção maior das autoridades para esta que é a maior celebração religiosa, cultural e folclórica do Vale do Guaporé :
– Aguardamos muita gente na chegada em Piso Firme, povoado da Bolívia, quando o batelão aportará no dia 23 de maio de 2012 às 16 horas.
Os ribeirinhos já conhecem os políticos que dão atenção ao Vale, por isto vai a dica: Não adianta chegar como penetra distribuindo bonézinho e camiseta, é perda de tempo. Os beiradeiros, quilombolas, devotos e assemelhados são espertos e só dirigem suas preces para quem realmente merece.
E para quem fala, e mal, quando convém, da cultura rondoniense é uma boa pedida, tirar um pouco a bunda da cadeira e andar algumas centenas de quilômetros em estrada de chão e voadeira, lendo Viagem ao Redor do Brasil, do João Severiano da Fonseca, irmão do ilustre Deodoro da Fonseca, para purificar a alma .

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Morre Isaac Bennesby, ex-prefeito de Guajará-Mirim

foto: O Mamoré

foto: O Mamoré

Faleceu na tarde deste domingo, o ex-prefeito de Guajará Mirim, Isaac Bennesby, provavelmente de infarto agudo do miocárdio.  Segundo o jornal O Mamoré, de Guajará-Mirim, Isaac sentiu-se mal na véspera de natal, sábado (24) e foi encaminhado para o Hospital Bom Pastor onde permaneceu até a manhã de domingo (25). Ainda neste domingo ele voltou a passar mal e foi internado novamente às pressas vindo a falecer. Primeiro prefeito eleito de Guajará-Mirim( 05/11/1983 à 31/12/1988 ) Bennesby voltaria ao cargo se reelegendo em 1.992 (01/01/1993 a 31/12/1996). Isaac também foi Deputado Estadual . Em 1978 , galga o mandato de deputado federal, pela ARENA, ainda no tempo do Território de Rondônia. É um dois deputados federais junto com Jerônimo Santana, do MDB. Como homem público, tinha uma imagem de “tocador de obras”, que o levou a ser convidado para outros cargos dentro da estrutura administrativa do Estado, como o DER. Atualmente, o engenheiro Bennesby  exercia o cargo de Diretor de Obras do governo Confucio Moura. O corpo de Isaac Bennesby está sendo velado na Câmara Municipal de Vereadores daquela cidade fronteiriça.

Casa Civil, Governador de Rondônia e ALE emitem notas de pesar

“Rondônia perdeu um grande homem publico, que não ajudava somente Guajará, tenho na memória o Dr. Isac Benesby fazendo asfalto de qualidade em Ariquemes, eu procurador do município e ele voluntario ajudando o Dr. Confúcio Moura (prefeito de Ariquemes) mudar a cara da cidade.

E eu Ricardo de Sá perdi um amigo, que deixou seu exemplo e sua marca de realizações por onde passou, fomos secretários juntos ele no DER e eu na SEIJUS, rendo minhas homenagens a família e desejo que o Espírito Santo os console.

Ricardo de Sá Vieira / Secretario Chefe da Casa Civil”

“O governador Confúcio Moura lamenta a morte do ex-prefeito de Guajará-Mirim, Isaac Bennesby.

Seus dois mandatos de prefeito, em 85 e em 92, fizeram de Isaac Bennesby o maior tocador de obras de Guajará-Mirim, onde tem sua marca em todos os setores. Foi o único prefeito na história de Rondônia a ousar e investir na pavimentação asfáltica de uma rodovia, a BR-425.

Foi com imensa consternação, portanto, que o governador Confúcio Moura recebeu a notícia da morte, ocorrida na tarde de domingo. Neste momento de dor e sofrimento, o governador que se deslocou na manhã desta segunda-feira até Guajará Mirim para participar do velório – solidariza-se com amigos e familiares para desejar que Deus o tenha em sua infinita Glória.

Confúcio Aires Moura / Governador de Rondônia”

“A Assembleia Legislativa lamenta o falecimento do ex-deputado estadual Isaac Bennesby, ocorrido neste domingo (25), em Guajará-Mirim. Isaac foi o primeiro prefeito eleito de Guajará, assumindo em 1º de janeiro de 1985. Foi eleito novamente em 1.992, ficando no cargo até 1.996. Isaac Bennesby foi deputado estadual no período de 1991 a 1994.”

Vários partidos políticos também expressaram mensagens de pesar como o PT, o PSDB e o PHS.

A Prefeitura Municipal de Guajará Mirim decretou luto oficial por 3 dias. Veja a nota na íntegra.

“Gabinete do Prefeito, 26 de dezembro de 2011

DECIO KEHER MARQUES

Chefe de Gabinete

DECRETA LUTO OFICIAL NO MUNICÍPIO DE GUAJARÁ-MIRIM, PELO FALECIMENTO DO EX-PREFEITO DR. ISAAC BENNESBY

                                                                                                

        ATALIBIO JOSÉ PEGORINI Prefeito Municipal De Guajará-Mirim, Estado de Rondônia, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 62,  da  Lei Orgânica do Município  e,

        Considerando o falecimento ex-prefeito senhor ISAAC BENNESBY, ocorrido no  dia 25 de dezembro de 2011,  pessoa muito conhecida e querida causa  um profundo sentimento de pesar e comoção na população de Guajará-Mirim:

        Considerando que Dr. Isaac Bennesky exerceu o cargo de Prefeito  por dois mandatos neste Município, seu nome ficará para sempre inscrito na historia política como o primeiro prefeito eleito pelo voto direto, também representou a região do Vale do Guaporé na Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, como Deputado Estadual sempre defendeu o progresso de Guajará-Mirim dentro e fora do Estado, sua figura e personalidade forte se destacava entre a população: nos meios políticos conquistou respeito pela lealdade, ultimamente mesmo não exercendo nenhum cargo político nunca se furtou em colaborar  com as Administrações que passaram pela Prefeitura Municipal, promulga o seguinte:

D E C R E T O

             Art. 1º – Fica decretado luto Oficial no Município de  Guajará-Mirim nos dias  26, 27 e 28 de dezembro de 2011, pelo falecimento do Ex-prefeito , DR. Isaac Bennesby.

        Art. 2.º -As repartições publicas  municipais e outras estacionadas no âmbito do município de Guajará-Mirim, nesses dias estarão com suas Bandeiras hasteadas a meio mastro em respeito ao luto oficial.

        Art. 3.º – Este Decreto entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições contrárias.- Publique-se

      Palácio Perola do Mamoré, 26 de dezembro de 2011.

ATALIBIO JOSÉ PEGORINI

Prefeito Municipal

4 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

Entra em cena a 2ª Rota do Cinema na fronteira com a Bolívia, em Guajará-Mirim

Acontece de 21 a 23 de dezembro a 2ª Rota do Cinema na cidade de Guajará Mirim e Nova Mamoré, um projeto de continuidade do 2º Festival de Cinema Curta Amazônia .

Para Dayan Saldanha, secretário de cultura do município,”a mostra de cinema gratuita, é vista sempre com bons olhos para os gestores públicos. Nós  conduzimos a cultura aqui na fronteira com muita dificuldade, e é muito gratificante, um presente de Natal nesse fim de ano feito pelos organizadores para nossa comunidade.”

A 2ª Rota do Cinema traz filmes de animação, documentários e ficção que fazem parte do circuito alternativo independente de cinema e acervo da entidade Curta Amazônia, que procura divulgar sempre os filmes dos nossos cineastas que contribuem para formação de platéia do cinema nacional em diversas regiões de nosso estado.

“Além de divulgar o cinema nacional, temos como meta de estabelecer e fortalecer parcerias com os municípios através das artes na região da fronteira do Brasil e Bolívia. Essas são algumas das diversas metas da 2ª Rota do Cinema, proporcionando entretenimento e discussão de temas ambientais, sociais e educativos na fronteira, para que o público rondoniense tenha  acesso a filmes que possam também a conduzi-los a reflexão e formar o senso crítico sobre temas que contribuem para uma sociedade mais justa e humana, sem fórmulas prontas e ditadas pelos governantes”, frisou a produtora executiva  do projeto Golda Barros.Os filmes que compõem a 2ª Rota do Cinema são:  “Videoclipe Um brinde  com  a campanha contra o alcoolismo”, Trailer do filme: “Madeira Mamoré: 100 anos depois… O sonho não acabou”, “O diário da terra”, “A fábula da corrupção”, “Buba e o aquecimento global”, “Eu venci”, “Doce turminha e a corda da viola”, “Bailarino e o bonde”, “Mocó Jack”, “Tamanduá Bandeira”, “O casamento da ararinha azul”, “Eu queria ser um monstro”, “Esaú o catador de histórias”, “Feira da Fantasia”, “A sombra de Sofia”, “Tempestade”, “Traz outro amigo também”, “Muita calma nessa hora”, “Depois do almoço”, “O contador de filmes”, “Pinball” e o “Videoclipe Mudança do grupo Inquérito”.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Mitos e crenças populares prejudicam o controle da malária

O mês de novembro marca a luta pelo controle da malária nas Américas. A data visa incentivar estes países a aumentar o diálogo e realizar campanhas contra a doença. O Brasil registrou, somente no ano passado, 300 mil casos de malária, 99% deles concentrados na Amazônia Legal. A falta de informação sobre transmissão, diagnóstico e tratamento da malária é que ainda atrapalha o controle da doença. Nesta etapa do projeto, a Mobilização Contra Malária busca desmistificar algumas crenças populares sobre o diagnóstico, a transmissão e o tratamento que, ao serem repassados, dificultam as ações de combate à doença. Mitos difundidos na região que prejudicam o controle da doença:

– Malária pode ser transmitida pela água? Mentira. A única forma de transmissão é pela picada do carapanã contaminado.

– Chás e plantas medicinais podem curar a malária? Mentira. O tratamento só pode ser feito com medicamentos e tem que ser completo, caso contrário, a malária pode voltar mais grave.

– Se os sintomas da malária passaram, a pessoa está curada?A pessoa tem que fazer o tratamento até o final, por mais que os sintomas já tenham desaparecido. Depois do tratamento, é importante fazer novamente o exame de malária para saber se está completamente curado.

– O sangue da ponta do dedo não permite um diagnóstico preciso para malária? Mentira. As gotas de sangue colhidas na ponta do dedo ou na veia fornecerão as mesmas informações sobre a doença. Os exames realizados são seguros e todos aprovados pelo Ministério da Saúde.

É preciso sentir todos os sintomas para estar com malária? Mentira. Os sintomas podem variar, portanto, basta sentir um ou dois desses sinais para procurar um serviço de saúde para fazer o exame. Os sintomas são dor de cabeça, dor no corpo e na barriga, febre e tremor.

– Mulheres grávidas não podem fazer o tratamento? Mentira. A gestante tem um tratamento diferenciado, basta procurar o serviço de saúde para receber um acompanhamento especial.

“Ao levarmos informação, conseguiremos interromper o ciclo da malária. Quando as pessoas fazem o tratamento até o final, elas ficam curadas e diminuem os riscos de contaminar outros mosquitos que poderão transmitir a doença para familiares e vizinhos. É fundamental para isso: realizar o diagnóstico rapidamente e, caso esteja com malária, fazer o tratamento completo,” explica Ana Carolina Silva Santelli, coordenadora-geral do Programa Nacional de Controle de Malária

O projeto tem o patrocínio do Fundo Global de Luta contra AIDS, Tuberculose e Malária e realização pela Fundação Faculdade de Medicina (FFM), Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e do Ministério da Saúde por meio da Unidade Técnica do Projeto (UT) e  integra 47 municípios prioritários para o controle da malária: Acre: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Plácido de Castro e Rodrigues Alves; Amazonas: Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Borba, Careiro, Coari, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Manaus, Manicoré, Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga; Amapá: Oiapoque e Porto Grande; Pará: Itaituba, Anajás, Jacareacanga, Pacajá, Itupiranga, Novo Repartimento e Tucuruí; Rondônia: Alto Paraíso, Buritis, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Guajará-Mirim, Itapuã do Oeste, Machadinho D’Oeste, Nova Mamoré e Porto Velho; Roraima: Bonfim, Cantá, Caracaraí e Rorainópolis.

Leia também : 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações