Arquivo da tag: Fátima Cleide

Porque considero Fátima Cleide & Miguel de Souza a melhor escolha para Porto Velho

Na reta final das campanhas os ânimos se exaltam, o sangue ferve mais rápido e as ilusões e fantasias voam com mais facilidade.

E justamente é nesta hora que se precisa uma análise fria e racional pra escolher com sabedoria aqueles que vão governar com propostas concretas esta cidade , que hoje faz aniversário, pelos próximos 4 anos.

Acho Fátima Cleide e Miguel de Souza a melhor escolha pra Porto Velho, para uma juventude cheia de expectativas e toda uma sociedade que vai enfrentar a ressaca do pós-usinas com uma conjuntura econômica mundial que não se sabe ao certo onde vai chegar.

Conheço Fátima, pessoa íntegra e honesta, há bastante tempo e nunca soube de nada que desabonasse sua conduta política. Aos contrário, sempre foi transparente nas suas ações, em defesa da cultura, da educação, combatendo as desigualdades sociais, uma autêntica ficha-limpa.

“É impossível resolver os problemas de 100 anos em 8 anos, mas Porto Velho teve um dos maiores crescimentos econômicos do Brasil, gerando milhares de empregos e atraindo indústrias”

Acredito que Fátima deve impulsionar a educação do jeito que a capital Porto Velho precisa . Tem competência e experiência para isso e uma de suas propostas divulgadas na mídia é  atingir 50% da demanda de crianças de 0 a 5 anos no ensino integral , ampliando o atendimento com a construção de mais creches e escolas. A idéia é aumentar os recursos investidos na educação de 25% para 27% , 2% de diferença que representam muito quando olhamos para o orçamento global da Prefeitura de Porto Velho.

Gosto da sua idéia de implantar o orçamento participativo, que deu certo em outras cidades como Porto Alegre, onde a população tem o direito de decidir as prioridades de aplicação dos recursos públicos municipais, elegendo também seus representantes pra acompanhar a execução dos projetos.

Ela é hoje uma liderança articulada e sua proximidade com a presidenta Dilma e com vários ministros e ministras  em Brasília devem a facilitar a vinda de mais programas sociais visando o crescimento da cidade e a melhoria da vida das pessoas. E olha que a briga por recursos em Brasília é grande, afinal são mais de 5.000 prefeitos atrás de verbas para seus municípios. Fátima também pretende ser uma atenta fiscal destes recursos,como por exemplo, a execução das redes de água e esgoto que hoje encontram-se em andamento, executadas pelo Governo Estadual, através da Caerd.

Outra proposta muito interessante é a construção de ciclovias como forma alternativa de transporte, permitindo uma forma saudável de locomoção e desafogando o trânsito, pois as cidades brasileiras estão entupidas de carros.

O engenheiro Miguel de Souza, o vice,  poderá trazer para Rondônia e Porto Velho, a redenção da nova fronteira econômica, por ele articulada há muito tempo atrás com seus contatos peruanos, e que finalmente hoje tem a grande via de escoamento de produtos, através da rodovia Interoceânica podendo transformar a nossa cidade num grande centro geopolítico amazônico brasileiro.

É isso aí e no dia do seu aniversário e sempre, Porto Velho , parabéns !

1 comentário

Arquivado em Crônicas certeiras

Gente que encontrei por aí… Fátima Cleide

Fátima foi atuante na Comissão de Educação, acumulou experiência no Senado e  trouxe muitas emendas para os municípios de RO,  principalmente Porto Velho. Hoje ela é  a candidata do PT  para a sucessão do atual prefeito e tem muito prestígio entre as galeras da educação e da cultura.  Autora da PEC da Transposição, amiga pessoal de Lula e da Presidente Dilma, em tempos das mulheres no poder,  Fátima pode ser a mulher que Porto Velho precisa prá ser reorganizada.  Fátima é ficha-limpa e seu nome inspira respeito e admiração, pois tem uma história de lutas e de conquistas.

Deixe um comentário

Arquivado em Gente que encontrei por aí

Ministras do Gov. Dilma recebem Fátima Cleide. Em pauta, a transposição dos servidores de Rondônia

Foto: Ricardo Weg - clique para ampliar

Foto: Ricardo Weg – clique para ampliar

Por Michelle Rusche

Em visita de trabalho a Brasília nesta segunda-feira (3) a candidata à prefeita de Porto Velho, Fátima Cleide, se reuniu com as três principais ministras do governo Dilma: Miriam Belchior, do Planejamento; Glecy Hoffman, da Casa Civil e Ideli Salvatti, das Relações Institucionais.

Em pauta a questão da transposição dos servidores de Rondônia. Fátima manifestou seu entendimento, como autora da Emenda Constitucional 60, de que o benefício deva ser até 91 e com os salários da União. Lembrou que a própria presidente Dilma, em visita à Rondônia em 2011, manifestou seu compromisso pessoal com a transposição, como uma questão de justiça com Rondônia.

A ministra do Planejamento informou que, apesar da Advocacia Geral da União (AGU) já ter manifestado uma interpretação sobre o assunto, estará reabrindo nesta semana as negociações com a bancada federal, governo do Estado e sindicalistas de Rondônia, buscando construir conjuntamente uma saída para o atual impasse.

Fátima saiu otimista da reunião, pois acredita na possibilidade de avanços positivos para o funcionalismo e o Estado, que permitam o início da transposição o mais rápido possível; pois, a cada dia que passa Rondônia perde milhões de reais que poderiam estar sendo investidos em educação, saúde, segurança e nas demais necessidades da população.

A candidata a prefeita questionou o uso eleitoral que os adversários políticos vem fazendo do tema da transposição, tentando crucificar as pessoas que mais lutaram pra conquistar esse grande beneficio para Rondônia.

Fátima alertou os servidores para que fiquem atentos e identifiquem aqueles que torcem para que haja atraso no processo de enquadramento dos servidores beneficiados com a transposição, muitas vezes dizendo “eu não falei que não ia dar certo”. Essas “aves de mau agouro” só têm a ganhar com o quanto pior melhor, enquanto os servidores e o Estado acumulam o prejuízo do tempo perdido.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Fátima Cleide vence prévias e será indicada candidata do PT à Prefeitura de Porto Velho, em Rondônia

Foi uma disputa acirrada, disputada até os últimos momentos de votação. Mas Fátima Cleide, a candidata mais preparada para manter a união dos simpatizantes e afiliados do Partido dos Trabalhadores, venceu a chapa de Cláudio Carvalho, apoiada pelo atual prefeito, por 526 a 490 votos no 2º turno das prévias do PT. Para a maioria dos petistas, a hora é de agregar os militantes para a campanha e buscar alianças com outros partidos para o pleito.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Gente que encontrei por aí… Fátima Cleide

Fátima foi atuante na Comissão de Educação, acumulou experiência no Senado e  trouxe muitas emendas para os municípios de RO,  principalmente Porto Velho. Hoje ela é  o nome mais forte do PT  para a sucessão do atual prefeito e tem muito prestígio entre as galeras da educação e da cultura.  Autora da PEC da Transposição, amiga pessoal de Lula e da Presidente Dilma, em tempos das mulheres no poder,  Fátima pode ser a mulher que Porto Velho precisa prá ser reorganizada. Com certeza, é o nome mais temido pelos adversários dos outros partidos numa disputa direta. Mas antes, ela precisa vencer as prévias do PT, em que liderou o primeiro turno com 380 votos e  onde tem como oponente Cláudio Carvalho, também um bom nome, mas que carrega o fardo de ter as suas contas reprovadas no TRE o que, em tese, o tornaria inelegível.  Fátima é ficha-limpa e seu nome inspira respeito e admiração, pois tem uma história de lutas e de conquistas.

Deixe um comentário

Arquivado em Gente que encontrei por aí

Valverde e Fátima recepcionam o Presidente Lula em Porto Velho

O Presidente Lula, em visita a Porto Velho nesta  quinta e sexta-feira, dia 13, será recepcionado pelo candidato a governador Eduardo Valverde e pela candidata à reeleição ao senado, Fátima Cleide, da coligação “Rondônia Melhor Para Todos – PT/PSB”.  Com essa visita a Rondônia, Lula confirma o apoio às candidaturas do PT de Valverde ao governo  e de Fátima  à reeleição para o Senado.

Quando da definição das candidaturas a governador e a senador, o Presidente Lula disse que a eleição de Eduardo Valverde para o governo de Rondônia é a melhor opção para iniciar no Estado a transformação que já toma conta do país. “Temos o apoio do companheiro Lula e da companheira Dilma, e temos os melhores projetos para transformar Rondônia em um lugar melhor para todos. Estamos percorrendo todo o Estado e discutindo com a população o nosso plano de governo participativo. Esse encontro que teremos com o Presidente Lula será de grande importância para integrar ainda mais essa parceria”, disse Valverde.

A presença de Lula é uma vitória para as campanhas de Dilma,Valverde e Fátima no Estado. O PMDB de Confúcio e Raupp não queriam a presença do presidente, que goza de uma aceitação histórica, na campanhas estadual em RO.

O Presidente Lula desembarca na noite desta quinta na Base Aérea da capital rondoniense e na sexta (13) visita os canteiros de obras das usinas de Jirau  e Santo Antônio.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Professores da educação básica : 6 anos para obter formação superior

Relatado pela senadora Fátima Cleide, presidente da Comissão de Educação do Senado, o PLC 280/2009, projeto de autoria do Executivo que dispõe sobre a formação dos profissionais que atuam na educação básica, foi aprovado .

Os atuais professores terão um prazo de seis anos para se adequar à nova regra, que exige formação superior para os novos professores da educação básica.

Segundo a senadora Fátima Cleide ” a versão  relatada permite que os professores com formação de nível médio – na modalidade Normal – que não tenham nível superior, continuem a atuar na educação básica, desde que no prazo de seis anos obtenham diploma universitário. Os professores com curso Normal podem continuar atuando em creches e pré-escolas. O Brasil é muito desigual, e exigir pra já a formação superior para professores ribeirinhos, que estão no meio da floresta, sem condições ainda de dar um salto em sua qualificação, seria muito radical. Dar um prazo para que eles individualmente se preparem e o Estado brasileiro possa ajudá-los nessa formação é o mais correto.”

Com informações da TV Senado

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias