Arquivo da tag: Candeias do Jamari

Mitos e crenças populares prejudicam o controle da malária

O mês de novembro marca a luta pelo controle da malária nas Américas. A data visa incentivar estes países a aumentar o diálogo e realizar campanhas contra a doença. O Brasil registrou, somente no ano passado, 300 mil casos de malária, 99% deles concentrados na Amazônia Legal. A falta de informação sobre transmissão, diagnóstico e tratamento da malária é que ainda atrapalha o controle da doença. Nesta etapa do projeto, a Mobilização Contra Malária busca desmistificar algumas crenças populares sobre o diagnóstico, a transmissão e o tratamento que, ao serem repassados, dificultam as ações de combate à doença. Mitos difundidos na região que prejudicam o controle da doença:

– Malária pode ser transmitida pela água? Mentira. A única forma de transmissão é pela picada do carapanã contaminado.

– Chás e plantas medicinais podem curar a malária? Mentira. O tratamento só pode ser feito com medicamentos e tem que ser completo, caso contrário, a malária pode voltar mais grave.

– Se os sintomas da malária passaram, a pessoa está curada?A pessoa tem que fazer o tratamento até o final, por mais que os sintomas já tenham desaparecido. Depois do tratamento, é importante fazer novamente o exame de malária para saber se está completamente curado.

– O sangue da ponta do dedo não permite um diagnóstico preciso para malária? Mentira. As gotas de sangue colhidas na ponta do dedo ou na veia fornecerão as mesmas informações sobre a doença. Os exames realizados são seguros e todos aprovados pelo Ministério da Saúde.

É preciso sentir todos os sintomas para estar com malária? Mentira. Os sintomas podem variar, portanto, basta sentir um ou dois desses sinais para procurar um serviço de saúde para fazer o exame. Os sintomas são dor de cabeça, dor no corpo e na barriga, febre e tremor.

– Mulheres grávidas não podem fazer o tratamento? Mentira. A gestante tem um tratamento diferenciado, basta procurar o serviço de saúde para receber um acompanhamento especial.

“Ao levarmos informação, conseguiremos interromper o ciclo da malária. Quando as pessoas fazem o tratamento até o final, elas ficam curadas e diminuem os riscos de contaminar outros mosquitos que poderão transmitir a doença para familiares e vizinhos. É fundamental para isso: realizar o diagnóstico rapidamente e, caso esteja com malária, fazer o tratamento completo,” explica Ana Carolina Silva Santelli, coordenadora-geral do Programa Nacional de Controle de Malária

O projeto tem o patrocínio do Fundo Global de Luta contra AIDS, Tuberculose e Malária e realização pela Fundação Faculdade de Medicina (FFM), Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e do Ministério da Saúde por meio da Unidade Técnica do Projeto (UT) e  integra 47 municípios prioritários para o controle da malária: Acre: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Plácido de Castro e Rodrigues Alves; Amazonas: Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Borba, Careiro, Coari, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Manaus, Manicoré, Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga; Amapá: Oiapoque e Porto Grande; Pará: Itaituba, Anajás, Jacareacanga, Pacajá, Itupiranga, Novo Repartimento e Tucuruí; Rondônia: Alto Paraíso, Buritis, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Guajará-Mirim, Itapuã do Oeste, Machadinho D’Oeste, Nova Mamoré e Porto Velho; Roraima: Bonfim, Cantá, Caracaraí e Rorainópolis.

Leia também : 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Mobilização contra a malária no Acre, Amazonas, Amapá, Roraima, Pará e Rondônia

Mobilização Contra Malária, que acontecerá em seis estados da região norte do país: Amazonas, Acre, Amapá, Tocantins, Pará, Rondônia e Roraima, foi lançada nesta segunda-feira (5) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e pelo secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa. Além de mostrar as novas ações, foram apresentados os números que apontam para a redução de 31% de casos da malária no primeiro semestre de 2011.

Para complementar as ações na comunidade e levar informações sobre malária à população, foi realizada uma campanha de comunicação que atingirá as 450 mil famílias moradoras dos municípios e seguirá as três fases: prevenção com uso de mosquiteiro/cortinado impregnado de inseticida, diagnóstico rápido e tratamento da malária completo e que também foram apresentadas aos participantes, após a coletiva.

Segundo o Ministério da Saúde,  já ocorreu a diminuição de 31% dos casos da doença. De janeiro a junho de 2011 foram notificados 115.798 casos da doença e este número em 2010, no mesmo período, era de 168.397. Serão distribuídos 1.100.000 (um milhão e cem mil) Mosquiteiro/cortinados Impregnados com Inseticidas de Longa Duração (MILDs). 500 mil testes de malária serão disponibilizados para que sejam realizados exames em pessoas moradoras de comunidades mais afastadas da Amazônia brasileira.

 Municípios prioritários:

 Acre: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Plácido de Castro e Rodrigues Alves;

Amazonas: Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Borba, Careiro, Coari, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Manaus, Manicoré, Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga;

Amapá: Oiapoque e Porto Grande;

Pará: Itaituba, Anajás, Jacareacanga, Pacajá, Itupiranga, Novo Repartimento e Tucurui;

Rondônia: Alto Paraíso, Buritis, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Guajará-Mirim, Itapuã do Oeste, Machadinho D’Oeste, Nova Mamoré e Porto Velho.

Roraima: Bonfim, Cantá, Caracaraí e Rorainópolis.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Gente que encontrei por aí…Giuliano Viecili, em Candeias do Jamari

Deixe um comentário

Arquivado em Gente que encontrei por aí

Pirarucu do Madeira ! Diplomatas vence e é bi em Porto Velho

Os internautas acertaram o resultado da enquete feita por este site, e cravaram a Diplomatas do Samba como a provável vencedora do Carnaval 2010 em Porto Velho. E não deu outra. Com o resultado, a cinquentenária escola é bi-campeã do Carnaval de Porto Velho.

A escola nasceu em 4 de novembro de 1958 com o nome de Prova de Fogo, tendo Tário de Almeida Café como seu primeiro presidente.

Por sugestão do sambista paraense Bizigudo, adotou-se o nome Universidade dos Diplomatas do Samba depos reduzido para Os Diplomatas do Samba.

De sua fundação até 1970 a escola venceu todos os títulos do carnaval de rua de Porto Velho. Na década de 1970 a sua hegemonia foi quebrada pela Pobres do Caiari. Os Diplomatas, entretanto, voltaram a vencer em 1975, 1976, 1977, 1984, 1987, 1980 e 1997. Os Diplomatas também foi a escola que ganhou o primeiro título do carnaval de rua de Rondônia em 1982.

Além dos títulos já citados ganhou os seguintes carnavais: 1984, 1987, 1990, 1997 e 2009. E agora em 2010 , sagra-se bicampeã ! Valeu Diplomatas !

Veja a classificação oficial :

1. Diplomatas 186,2 pts Escute aqui o samba da Diplomatas.
2. Asfaltão 182,8 pts Samba enredo do G.R.E.S. Asfaltão
3. São João Batista 180,7 pts Samba enredo da S. J. Batista
4. Radio Farol 156 pts Samba enredo da Rádio Farol
5. Armario 178,1 pts Samba enredo da Armário Grande
6. Imperio 151,6 pts Samba enredo da Império do Samba

Resultado da Enquete feita pelo site http://www.betobertagna.com, no período que antecedeu o carnaval  e encerrada na terça-feira, dia 16, às 12:00 hs

Prá quem já caiu, se recuperou, chacoalhou as asas e ainda vai cair na gandaia nestes dias momescos aqui vai um roteiro sem GPS, sem bússola, azimuth quebrado, sem trena, sem régua, sem relógio de pulso, de bolso, de parede, sem cuco,  de onde tem batuque, tamborim e mulheres(homens) bonitas(os) e diversos genéricos e assemelhados. Convém conferir o produto, a origem e a sua validade. Alguns tem que ser descartados na quarta-feira de cinzas, porque podem fazer mal à saúde e provocar graves e desagradáveis efeitos colaterais.
Aos voadores, os radares foram desligados e a biruta foi recolhida. O vôo agora é visual, meu irmão e a frequëncia do rádio é incerta !

Fotos da  Banda do Vai Quem Quer,  by Sérgio Ramos

Dias de desfile dos blocos :

Dia 16 , na terça de carnaval , saem :

Pirarucu do Madeira( Duque Caxias/ Rogério Weber/ P. Machado/ Joaquim Nabuco/ Carlos Gomes/ R.  Weber/ D. Caxias)

Porto Fla( Pinheiro Machado/ Tenreiro Aranha/ Carlos Gomes/ Rogério Weber/ Pinheiro Machado.)

Bloco ARERÊ & CIA, ( circuito P. Machado/ Joaquim Nabuco/ Carlos Gomes/ Rogério Weber/ P. Machado )

Bloco JAMAICA,Rua José Amador dos Reis e Plácido de Castro

CARNALESTE, com circuito na José Amador dos Reis e Plácido de Castro

Escolas de Samba de Porto Velho e as letras dos sambas :

Unidos da Rádio Farol (clique e faça o download em word das letras dos sambasA LENDA DAS BRUXAS, NO IMAGINÁRIO POPULAR ”  , autor: Carlinhos Maracanã, samba: Carlinhos Maracanã , intérpretes: Felipe e Moisés.

Acadêmicos do Armário Grande , com o tema ” SOU PÉROLA DO MAMORÉ, MUITO PRAZER SOU GUAJARÁ-MIRIM., autor: Antônio Cândido,  samba: Torrado e intérprete: Torrado) Fotos do desfile da Armário AQUI

Diplomatas do Samba, com o samba ” O TEMPO E A VIDA NAS ASAS DA ASTROLOGIA ” , de autoria de Dulce, samba: Carlinhos Maracanã e intérprete: Júnior.

Escola de Samba Imperio,com o tema ” LENDAS E MISTÉRIOS DA AMAZÔNIA “, autor: Jorge Macumba, samba: Jorge Macumba e Audízio e intérprete: Audízio   Confira fotos do desfile AQUI

Acadêmicos do São João Batista com o samba ” PAZ PARA O MUNDO VEM DA ENERGIA DOS ORIXÁS ” , autor: Élcio, Samba: Mávilo Melo, Walcy e Banana Split  intérprete: Banana Split.

Asfaltão, que traz no samba o tema ” SOU CABOCLO BEIRADEIRO, FILHO DESTE CHÃO, PORTO VELHO É MEU ORGULHO É MINHA PAIXÃO ” , de autoria de Eduardo Dias, samba: Toninho Tavernard e Eduardo Tavernard , intérprete: Marcelo Luna.

Os resultados das escolas campeãs do Carnaval 2010 serão conhecidos na terça-feira, dia 16.

Integrantes da primeira Escola de Samba de Porto Velho, a “Deixa Falar”, fundada por Bola Sete e outros moradores na década de 40. Extraído do imprescindível livro “Revelando Porto Velho”, do fotógrafo e documentarista Luiz Brito.

27 Comentários

Arquivado em Notícias