O Inferno de David Carr (via Epimenta)

Gosto de ler a coluna do David Carr no site do The New York Times.

Ele escreve sobre mídia, jornalismo, televisão, cultura pop, sempre irônico e classudo no texto, mas um tanto intimidador no vídeo. Assista-o em ação entrevistando os fundadores do VICE no documentário Page One.

Ando pensando nele. Acho que temos coisas em comum, além de fazermos aniversário no dia 8 de setembro. Na verdade, acho que você também tem um pouco de Carr.

Durante anos, bebeu quantidades monumentais de álcool e gostava de cocaína. Tornou-se um viciado em crack, injetava coca na jugular, traficou para sustentar o vício, foi preso, perdeu empregos, amigos, casamentos e a guarda das duas filhas gêmeas. Depois de vários rehabs, deu a volta por cima.

Carr escreveu a história — aparentemente o clichê perfeito da superação — e a publicou em livro nos Estados Unidos, em 2008. Em português ficou A noite da arma (Record, 413 páginas), bem traduzido por José Gradel, um relato pungente, de tirar o fôlego, para usar dois clichês de uma só vez.

Continue Lendo via Epimenta

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s