Desirée, craconha ou criptonita : para os traficantes a imaginação é infinita

A imaginação dos narcotraficantes parece não ter limites quando o assunto é mercado. Como as campanhas anti-crack começaram a proliferar Brasil afora, inclusive campanhas oficiais do Governo Federal, mostrando a imagem patética, decrépita e real dos consumidores de crack e suas consequências nefastas no organismo, os traficantes passaram a outra tática. Como também a repressão de polícias eficientes como as de Rondônia e do Acre acabou apreendendo uma grande quantidade de crack nos últimos tempos os traficantes partiram para outra estratégia. Eles agora quebram as pedras do crack, esfarelam e misturam sem avisar ao consumidor,  na maconha vendida como se fosse pura. É uma mistura prá lá de explosiva, chamada de desirée, craconha ou criptonita e pode criar dependência química em pouco tempo de uso. É o popular “zirrê” que causa compulsão pelo consumo do crack. Autoridades, olho vivo !

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s