Um Pouco de Prosa

João nasceu em uma família humilde. A mãe ganhava uns trocados como diarista. O pai, quase sempre bêbado, trabalhava em uma oficina mecânica. Pra onde começou a levar o filho aos 12 anos de idade, “porque homem tem que começar a trabalhar cedo pra fazer a vida”.

Em meio aos calendários com mulheres nuas, aprendeu sobre a vida da maneira mais rude. Gostava do que fazia e queria aprender mais. Fez um curso de mecânica, queria abrir uma oficina própria. Com 17 anos, viu seu pai morrer ali, naquela oficina, num infarto fulminante. Ele saiu de casa e foi viver sozinho. Ele, os carros, e o hábito de beber,  ensinado pelo seu pai.

Ficou dependente do álcool. Mas, incrivelmente, isso não atrapalhava tanto. Com o tempo, juntou algum dinheiro e abriu sua própria oficina. Levou um colega da oficina antiga e dois aprendizes. Como sempre trabalhou direito, o negócio começou…

Ver o post original 636 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s