Arquivo do dia: 06/07/2012

Mototaxistas de Rondônia e Acre poderão estar fora da lei a partir do dia 4 de agosto

foto : Wikipédia

foto : Wikipédia

Por Beto Bertagna

Grande parcela dos motociclistas profissionais de Rondônia e Acre, dentre eles os mototaxistas e motofretistas, poderá estar fora da lei a partir do dia 4 de agosto

Neste dia, termina o prazo de adequação à resolução 350 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Um mototaxista de Porto Velho que preferiu não se identificar disse que “será práticamente impossível todo mundo se regularizar até a data marcada”.

A medida, em vigor desde o ano passado, obriga o motociclista-trabalhador a realizar um curso de 30 horas, ao custo aproximado de R$ 170,00.

De acordo com a Lei 12.009, para o exercício do mototáxi e do motofrete é necessário que o profissional tenha completado 21 anos, possua habilitação por pelo menos dois anos na categoria “A”, utilize colete de segurança dotado de dispositivos retrorrefletivos e seja aprovado em curso especializado, regulamentado pelo Contran.

Segundo a regulamentação do Conselho, o curso será dividido em duas etapas: Curso Teórico que terá carga horária de 25 horas-aula e o curso de Prática de Pilotagem Profissional com duração de 5 horas-aula.  Para realizar o curso, além dos requisitos exigidos pela Lei 12.009, o condutor não poderá estar cumprindo pena de suspensão do direito de dirigir, cassação ou impedido judicialmente de exercer os seus direitos.

Para ser aprovado no curso especializado o condutor deverá ter cem por cento de frequência e ser aprovado com setenta por cento na avaliação. Em caso de reprovação o condutor terá prazo máximo de 30 dias para realizar nova avaliação.

O curso será ministrado pelos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) ou por instituições por eles autorizadas e abordarão assuntos relativos à ética e cidadania na atividade profissional, noções de legislação, gestão do risco sobre duas rodas e segurança e saúde.

De acordo com a Resolução, serão reconhecidos os cursos específicos, destinados a motofretistas ou mototaxistas, que tenham sido ministrados por órgãos ou entidades do Sistema Nacional de Trânsito, Sistema S ou instituições por eles credenciadas até a entrada em vigor da Resolução 350 (15 de dezembro de 2010).

O motociclista profissional deverá realizar o curso de reciclagem a cada cinco anos. Esse curso terá carga horária de 10 horas-aula, sendo o módulo teórico de 7 horas-aula e o de prática de pilotagem de 3 horas-aula.

Outro requisito para o exercício da atividade é a autorização do poder público concedente e o registro da motocicleta na categoria aluguel.

Segundo o Wikipédia, o serviço de moto-táxi no Brasil surgiu na cidade de Crateús, no estado do Ceará, no final de 1995, mas, segundo alguns estudiosos, já existia na Alemanha desde 1987 e na Bolívia desde 1992. A região Nordeste foi pioneira no Brasil. Hoje, praticamente em todas as cidades brasileiras é verificado esse tipo de serviço.

Normalmente, o valor a ser pago é unico independente da distância a ser percorrida. Entretanto, o valor pode variar a depender do dia da semana ou horário, ou mesmo incrementado caso a distância acordada seja maior do que a usual.

Dependendo do porte da cidade, a atividade de transporte por moto-táxis pode ser registrada ou não. Cidades pequenas tendem a ter este serviço sem padronização nem legalização municipal. Cidades de tamanho maior tratam as moto-taxis como um serviço semelhante ao de táxi.

Acesse a Legislação:

Lei 12.009/2009 – Regulamenta o exercício das atividades de motofrete e mototáxi.

Resolução 350 do Contran – Regulamenta o curso de formação para motofretistas e mototáxis.

O motociclista profissional que descumprir a resolução estará sujeito à multa de R$ 191,54, podendo ter veículo e mercadoria apreendidos.

Sinceramente acho que  deveria ter mais a parte Prática do que Teórica, ainda mais em nossa cidade que vive um boom econômico, com um trânsito caótico. E vejo diariamente  motociclistas cometendo diversas infrações, como andar pelas calçadas e ultrapassar pela direita e imprudências, ficando ao lado das carretas, no famoso ponto cego.

Veja também : Mototaxistas ! Pelo amor de Deus não ultrapassem pela direita !

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

A ética da mercadoria, segundo Karl Marx

Blog da Boitempo

Por Ricardo Musse.

Para Max Weber, o paradoxo de uma ciência que nos permite, por meio da previsão, dominar tecnicamente a natureza, mas se mostra incapaz de determinar seu sentido ou mesmo de nos orientar para a ação social, decorre, no fundo, da tese da existência no mundo moderno de uma pluralidade de valores:

A impossibilidade de alguém se fazer campeão de convicções práticas em nome da ciência – exceto no caso único que se refere à discussão dos meios necessários para atingir um fim previamente estabelecido – prende-se a razões muito mais profundas. Tal atitude é, em princípio, absurda, porque as diversas ordens de valores se defrontam no mundo, em luta incessante (Max Weber, A ciência como vocação, p. 41).

Recorrendo a um conceito de Stuart Mill, Weber denomina esse conflito, próprio do mundo moderno, de “politeísmo de valores”. Com essa expressão, procura definir as experiências contraditórias…

Ver o post original 1.818 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Festcineamazônia chega a Porto Rolim de Moura do Guaporé, fronteira do Brasil com a Bolívia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois de percorrer mais de1.400 km subindo o Rio Guaporé e visitado nove comunidades brasileiras e bolivianas, o Festcineamazônia Itinerante chega a Porto Rolim de Moura. A localidade vive um clima de conflito latente. A expansão da atividade agropastoril está levando os proprietários de terras a questionarem o caráter sustentável da Reserva Biológica de Corumbiara.  A pesca predatória é outra atividade econômica a se somar a esse contexto.

O barco chega e logo sua população de pouco mais de mil habitantes, vão se movimentando entorno da equipe de cinegrafistas, fotógrafos  e jornalistas. A escola tornou-se ponto de apoio da equipe e o principal difusor do Festcineamazônia. Suas salas são decoradas com gravuras de plantas e animais da região, dando aos alunos o ambiente propício às mensagens em defesa do meio ambiente. A escola Ana Nery foi escolhida para a exibição dos filmes e da apresentação do Palhaço Xuxu. A professora Rosangela Lopes dos Santos, 38 anos, há 12 anos na escola, nos falou que é a primeira vez que ela irá “ ver um cinema de verdade” e acrescenta que o mais próximo fica a uma distância de200 km, em outro município.

A noite,  com o ginásio lotado, é iniciada a exibição dos filmes, que para o professor Valdere Quintão, diretor da escola “vem preencher uma grande lacuna, pois a comunidade é totalmente desprovida desse tipo de manifestação, principalmente em se tratando de suas mensagens em defesa da natureza, só temos a agradecer ao Festcineamazônia”, encerra Valdere.

Os filmes selecionados para a exibição foram: O Mapinguari – direção de Marcos Magalhães, Tempo de Criança – direção de Wagner Novais, Leonel Pé de Vento – direção de Jair Giacomini e Pajerama – direção de Leonardo Cadaval.

Para a alegria das crianças entrou em cena o Palhaço Xuxu, a primeira nessa Itinerância dentro de um ginásio com o público formado em grande maioria pelos alunos da escola. Xuxu como sempre acontece chegou de modo inusitado, já desde logo causando impacto na criançada.

O Festcineamazônia  prossegue para Pimenteiras-BR depois de 36 horas de viagem rio acima, a última localidade desta Itinerância pelo Vale do Guaporé. As fotos da matéria são de Avener Prado.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

coberturaproenduro

LUTO,

E com muito pesar a dou a noticia.

Acaba de falecer JULIO ULIANA.

Piloto da categoria Júnior que vinha travando uma linda disputa este ano.

Eu sempre ia aos Enduros na companhia dele e do Bassani.

Vou colocar foto dele no meu blog.

Deixem suas homenagens nos comentários vamos solidarizar a família e amigos.

A Causa foi um acidente de moto na BR 262, Segundo informações não oficiais uma moto atravessou a frente de Julio que também estava de moto. O outro condutor tambem morreu na hora. Existe uma mulher que está em estado muito grave no hospital.

ASSIM QUE FOR PASSADO MAIS NOTICIAS COLOCO AQUI NO BLOG.

20120705-131546.jpg

Ver o post original

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Livros para entender Rondônia – Tudo que você precisa saber sobre Arqueologia (para nunca passar vergonha)

“Datando de 1953, Paul Bahn decidiu, em tempos remotos, fazer da arqueologia um meio de vida. Quando criança cavou buracos no jardins dos fundos de sua casa em Hull, encontrando fragmentos de cerâmica.Estes se revelaram imitação de cerâmica chinesa, e não romano antigo, mas a emoção da descoberta permaneceu intacta.

Mais tarde, estou arqueologia em Cambridge, obteve seu Ph.D., e adotou a aparência regulamentar dos arqueólogos (barba e roupas deselegantes), mas a despeito de semanas de desbravamento das selvas sul-americanas em busca de sítios perdidos, não conseguiu adquirir gosto nem por tabaco nem por álcool.

Passou a se dedicar como escritor freelance aos aspectos que considera mais interessantes na área, como dentes de cavalo e gravuras de genitálias (vide: Chocante:Cavalos atrelados no paleolítico ? ou Sem sexo por favor, somos aurignacianos).

O último livro de Paul Bahn, o profusamente ilustrado Imagens da Era Glacial, é altamente conceituado em certos círculos obscuros, e o público também gostou . Entre seus passatempos estão as sepulturas dos famosos, especialmente em Holywood, sobre as quais discorre ocasionalmente para pessoas que compartilham esse interesse mórbido. Infelizmente, seu Guia-Mapa Para os Túmulos das Estrelas, que costumam chamar de Cadáveres Célebres, está disponível somente nos EUA.

Felizmente todo este trabalho requer uma certa quantidade de pesquisa e viagem, que é o motivo pelo qual este livro não foi escrito num sítio arqueológico enlameado, mas numa praia em Figi. “

2 Comentários

Arquivado em Livros para entender RO