Tarefa escolar

Por Beto Bertagna, para Viviane Fernanda e Mariah

Vivica tem 8 anos. Chegou da escola com uma tarefa, entrevistar o pai.
-Pai, você lembra do dia que você foi mais feliz? A pergunta, armadilha infantil para uma outra muito mais complexa e quase , lembrando o Magri, irrespondível. Como se faz prá ser feliz ?

*******************************************************

Olhei com ternura para seus olhos bonitos e vi as fotos desbotadas de um tempo que nem me lembrava que ainda existia.

Como a gente vende a preço de banana a nossa juventude, às vezes se fazendo de escravo pelas mulheres, trocando as coisas importantes pelas insignificantes, dando dimensão ao que não presta, ao que não vale nada, abusando da timidez, da esperança… Quase parafraseando Santana e o texto atribuído a Jorge Luiz Borges na net, teria me atirado de vez nos vegetais e enterrado o sal e o açucar da alimentação. Em compensação teria confiado muito menos e amado muito mais , dedicando a eterna significação da vida a cultivar os amigos . Em suma, teria muito mais inimigos do que agora, pois bom alcool e companhia são coisas raras.

Esqueceria de vez a verborragia podre da classe política vagabunda e só a lembraria , no dia da eleição, para corrigir as faltas de acento e crase do caráter. Desconfiaria sempre de todos os poderes, menos o do amor. Leria menos notícias e sempre ao contrário , de cabeça prá baixo,  prá oxigenar o cérebro.

Me preocuparia menos com o dia de amanhã, iluminando a prosperidade dos sentimentos contra a pura racionalidade. O mendigo ajuda a alimentar o filho do fabricante de bengalas.

*********************************************************

Digo docemente a Vivica que ainda é muito cedo prá ela tratar destas coisas. Ela não entende direito mas obedece e liga o Cartoon Network.

Afinal só quem tem razão é Deus e , talvez, o Pernalonga.

2 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

2 Respostas para “Tarefa escolar

  1. Beto,
    Em homenagem à “Princesa que Dormia”, acima (desculpe-me a apropriação do título, Nando, <3 ) :

    Get Out (Saia)

  2. Pessoas descartáveis, coisas imprescindíveis? (é assim que se constroe ‘momentos felizes’ ?)
    Não!
    Pernalonga, lá no fundo, atrás da coluna, à esquerda de quem entra, continua interessado: “O Que que há, velhinho?” – ELE assim determinou…
    Boa Sorte!

    (Belo texto! Lindo Soninho! _/\_)

Deixe uma resposta para norma7 Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s