Arquivo do dia: 14/06/2012

Cinema brasileiro perde Carlão Reichenbach

O cineasta gaúcho naturalizado paulista Carlos Reichenbach morreu nesta quinta-feira (14) em São Paulo, aos 67 anos.

Autor de  “Liliam M – Relatório confidencial” (1975), “A ilha dos prazeres proibidos” (1979), “Império do desejo” (1981), “Filme demência” (1985), “Anjos do arrabalde” (1987), “Alma corsária” (1993) , “Garotas do ABC” (2003) e “Falsa loura” (2007).

Carlão nasceu em Porto Alegre/RS, mas desde cedo foi adotado por São Paulo, e coincidentemente, faleceu no dia do seu próprio aniversário.

Conheci Reichenbach em algum destes festivais de cinema que pululam pelo Brasil. Os papos , como sempre , giravam em torno de produções marginais da Boca do Lixo, centro de São Paulo famoso por seus filmes de baixo orçamento.

Ele era amigo de outro ídolo meu, Ozualdo Candeias.

Ultimamente, Carlão revelou sofrer de problemas cardíacos e de visão.

O Brasil perde um de seus maiores e mais ousados cineastas.

Em setembro de 2011, Carlão postou assim no seu blog : “Daqui para frente sei que vou precisar diminuir um pouco o ritmo, mas estou vivo, pensando melhor que nunca e eufórico com a espera da chegada, em outubro, de Carolina, minha segunda neta. Além disso tem um novo projeto de filme – a ser realizado após UM ANJO DESARTICULADO – que não me deixa mais dormir direito ou morrer, e que vai contar um pouco a história da vinda da minha mãe, da Estônia ao Brasil, na década de 20, e ilustrar uma fantasia pessoal, emocional e afetiva a respeito de Lenin.”

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

blog da Raquel Rolnik

Filmado poucos anos depois da fundação da capital federal, “Brasília, contradições de uma cidade nova”, do cineasta Joaquim Pedro de Andrade, foi censurado pelos próprios patrocinadores em 1967. O filme, um curta-metragem de 22 minutos, teve uma única projeção surpresa no Festival de Brasília. Há poucos anos reapareceu como extra de um DVD de “Macunaíma”. E recentemente descobri que também está disponível na internet. Veja abaixo.

Leia também: texto de Jean-Claude Bernadet sobre os bastidores do filme.

Ficha técnica:
Direção: Joaquim Pedro de Andrade
Roteiro: Joaquim Pedro de Andrade, Luís Saia e Jean-Claude Bernardet
Fotografia: Affonso Beato
Edição: Bárbara Riedel

Ver o post original

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Para reflexão ,,,

Ruminando

Como é de conhecimento público, a greve dos Professores das Universidades Federais de todo o país já dura quase um mês. Em universidades que trabalham com quadrimestres, como a UFABC, mais dois meses de greve farão com que o quadrimestre corrente seja perdido. Nas universidades que trabalham por semestres, alunos podem deixar de se formar por falta de aulas, e o Natal e o Ano Novo podem quase se passar dentro das salas de aula.

É fato que a greve dos professores prejudica, principalmente, os alunos. Por mais que o direito de greve seja garantido pela nossa Constituição, ainda há quem queira pintar as greves como coisa de vagabundos:

Defende-se o corte de ponto, diz-se que é uma vergonha que se ganhe para não trabalha; só falta dizer que se deve colocar tropas de choque pra reprimir manifestações de professores. Não é o que é dito, claro, mas é…

Ver o post original 2.804 mais palavras

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Biblioteca da FAUUSP

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP) convida a visitar o novo site Intermeios –  http://www.fau.usp.br/intermeios.

Trata-se de parte da produção do VIDEOFAU que há mais de vinte anos realiza vídeos didáticos, documentários, registros de palestras e outros eventos que constituem a memória da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Este acervo conta também com contribuições de outros profissionais e segmentos da sociedade brasileira.

Com uma diversidade de temas e formatos no repertório, o público poderá acessar vídeos sobre planejamento urbano, como “Monte Verde” (premiado em 2006 no IFHP, Suíça), ou, acessibilidade no meio urbano, em “No meio do caminho” (2002, 26’). Além de Arquitetura e Urbanismo, outras áreas também estão disponíveis, como: arte, cultura rural, memória e outros temas que esta Faculdade ensina e pesquisa.

Como sugestão para uma primeira visita, destacamos a série sobre o projeto e…

Ver o post original 73 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Foi uma daquelas típicas vitórias do experiente Luiz Felipe Scolari, o Felipão. Como sabia que tinha um time inferior, que vinha de crises e desconfianças, ele organizou um esquema defensivo, escalou três zagueiros – um deles, Henrique, cumprindo uma função semelhante à de Edmílson, que se revezava entre a zaga e a posição de volante, na Seleção de 2002 -, recuou todo o meio e deixou toda a responsabilidade para o Grêmio.

Anulou as principais jogadas do adversário, fechou todos os espaços e, no segundo tempo, ao apostar nos contra-ataques, viu seu time fazer dois gols em três minutos e sair de Porto Alegre com um 2 a 0 que deixa seu time com a classificação encaminhada para a decisão da Copa do Brasil. O jogo da volta está marcado para o dia 21, na Arena Barueri, em São Paulo.

Um Palmeiras tipicamente Felipão.

O Grêmio teve todo o campo…

Ver o post original 500 mais palavras

3 Comentários

Arquivado em Efêmeras Divagações

Para-choque de blog

“O melhor amigo é aquele com quem nos sentamos por longas horas, sem dizer uma palavra, e ao deixa-lo, temos a impressão de que foi a melhor conversa que já tivemos.”

Deixe um comentário

Arquivado em Para-choque de Blog