Arquivo do dia: 24/05/2012

blog da Revista Espaço Acadêmico

ANTONIO OZAÍ DA SILVA*

Um método perigoso (A Dangerous Method) inspira-se no livro A most dangerous method, de John Kerr, adaptado para o cinema por Christopher Hampton, roteirista consagrado com o Oscar de Melhor Roteiro do filme Ligações Perigosas. Antes de A Dangerous Method, Hampton adaptou o livro de John Kerr para os palcos na peça The Talking Cure.

É um filme recente e há várias resenhas críticas disponíveis na internet escritas por críticos e especialistas. Não é o meu caso, não sou crítico de cinema e pouco sei sobre psicanálise. Sou muito mais um diletante, cuja curiosidade foi aguçada pelo filme (por exemplo, despertou-me o desejo de ler as biografias de Freud e Jung e a obra citada acima). Não obstante, destaco três aspectos que considero principais. Primeiro, o fato de Um método perigoso mostrar, nos limites da arte cinematográfica, as tensas…

Ver o post original 986 mais palavras

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

À procura do "Trem das Selvas"

O produtor e jornalista Carlos Gaspar durante vários anos foi repórter da revista O Cruzeiro e dos Diários Associados. No final dos anos 1950, idealizou o projeto denominado A Grande Jornada, uma série de documentários sobre o Brasil, então em fase de ampliação de suas fronteiras econômicas e culturais. Sob o patrocínio da Vasp, o projeto, tido como a primeira série de documentários na TV brasileira, em três anos produziu mais de uma centena de filmes em 16 mm (PB). Durante este período, Carlos Gaspar e sua equipe percorreram boa parte do interior do país, registrando imagens de um Brasil ainda não devassado.É dele o filme “Trem das Selvas”, de 1962 que mostra a lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. Já procurei este filme em cinematecas, museus, associações, cineclubes, em tudo que é lugar. Quem souber o paradeiro de alguma cópia (pode ser em 16 mm) deste filme de Carlos Gaspar, por gentileza, dê um toque aí.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

À procura do “Trem das Selvas”

O produtor e jornalista Carlos Gaspar durante vários anos foi repórter da revista O Cruzeiro e dos Diários Associados. No final dos anos 1950, idealizou o projeto denominado A Grande Jornada, uma série de documentários sobre o Brasil, então em fase de ampliação de suas fronteiras econômicas e culturais. Sob o patrocínio da Vasp, o projeto, tido como a primeira série de documentários na TV brasileira, em três anos produziu mais de uma centena de filmes em 16 mm (PB). Durante este período, Carlos Gaspar e sua equipe percorreram boa parte do interior do país, registrando imagens de um Brasil ainda não devassado.É dele o filme “Trem das Selvas”, de 1962 que mostra a lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. Já procurei este filme em cinematecas, museus, associações, cineclubes, em tudo que é lugar. Quem souber o paradeiro de alguma cópia (pode ser em 16 mm) deste filme de Carlos Gaspar, por gentileza, dê um toque aí.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano