Trabalhos

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Uma resposta para “Trabalhos

  1. norma7

    Beto,
    Tá difícil lidar com o WordPress – bug ou algo peçonhento que se arrasta…
    Vou reiterar o teu ‘fala’ sobre essa tua cria (sorte ter tanto talento nas cercanias): sim, ela é gente do bem, mas sobretudo, um vivente sensível dotada de um vigoroso e perspicaz dom (Como ela é vigorosa! Não transparece pela voz, nem pela aparência e sim, por sua Arte).
    Claro que sou mais que leiga. Sou uma ignorante na área, se formos nos ater às formalidades, mas de maneira alguma isso invalida o meu sentir, para mim. Como eu Só falo por mim…
    O vigor (sinto-o como uma força quase fíisica, mesmo) Leticiano foi mais sentido em: No Fundo, Uma canção para o útero e É claro que você sabe do que estamos falando. Achei tão boa a direção que fiquei em dúvida se os atores sabiam do ‘resultado’ antes da conclusão da obra. Acho que não – rs.
    A “tomada de posição de centro” da mulher Artista fez-se mais do que através de pernas expostas, corpos desnudos: apresentou-se através da voz carregada de saudade do amado, da sensação incomoda (susto ?) que o sonho lhe trouxe (que legal a solução encontrada no vídeo “Today to Theo” para apresentar a mulher do sonho! E, não fosse Theo = Deus – aquele em quem ponho a minha Fé…) e de seus vidros de perfumes (um deles, tb meu favorito – rs). Extrema sensibilidade: Hélio (cria expectativas altas s/o racicínio do espectador) e sem dúvida, Today to Theo, que me lembrou pela delicadeza, o Refeições Prontas:


    Meals Ready, – a short film from Nithuna Nevil Dinesh

    “Aqui” – gostaria que tivesse vida longa como Projeto. Lembrou-me o Projeto das Pedras com dizeres, que são espalhadas pelo mundo: o Work Rocks!
    http://www.wordrocks.net/

    Achei bonito e cheio de significados.

    Beto, a Astrologia diz que Filho não é “marca pessoal” apesar de estar, também, na Casa 5 – a casa da criatividade e do prazer, dos amores clandestinos e…Marca Pessoal (e Filhos – Pisc*).
    Acho que os “antigos” desconheciam o talento da tua prole – ;)
    Gostei muito da Obra. Vi uma qualidade rara: é atemporal, não datado. Daqui a 30/50 anos ainda vai ser atual e, também, por isso agradeço o compartilhamento.
    Fique bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s