Arquivo do dia: 07/04/2012

rsurgente

 (*) Jacques Távora Alfonsin

O significado histórico do mais famoso julgamento da história, lembrado todos os anos na sexta-feira santa, ganhou maior repercussão, aqui no Rio Grande do Sul, em virtude da acesa discussão estabelecida sobre ordem de autoridade determinando a retirada de crucifixos em locais públicos do Poder Judiciário.

O debate tem encontrado o seu eixo principal a partir da natureza jurídica do Estado laico e da liberdade de religião e culto. Ninguém até agora, ressalvada alguma exceção, parece ter-se preocupado muito com a Opinião do Crucificado.

A recordação das causas pelas quais Ele foi processado e condenado, o peso representado por suas críticas às desigualdades sociais flagrantes e injustas mantidas pelas autoridades de então, o conluio religioso-político que planejou a sua morte, as regras processuais que presidiram o processo do seu julgamento, os efeitos que decorreriam do assassinato a ser praticado “de acordo com a lei” (!?), parece…

Ver o post original 510 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Guajará-Mirim, em Rondônia : no aniversário da Pérola do Mamoré tem Mostra de Cinema

Este slideshow necessita de JavaScript.

A população de Guajará Mirim e o distrito do Yata poderão conferir filmes históricos e ambientais do acervo da Associação Curta Amazônia, nos dias 9 e 10 de abril. No dia 9, no distrito do Yata, a população poderá participar das sessões de filmes na Escola Estadual Eurico Gaspar Dutra, a partir das 17 horas, sendo contemplada com sessões de filmes até 21 h. Já no dia 10 de abril, no Auditório da Câmara de Vereadores, as sessões de filmes acontecem a partir das 17:00 h às 21:30 horas. Essa parceria cultural só foi possível graças ao esforço do ex-secretário de Cultura e Turismo da Pérola do Mamoré Dayan Saldanha junto aos dirigentes da entidade convidada, que de acordo com Dayan, “trazer bens culturais no aniversário do município, em tela a Mostra de Cinema, é de valor histórico e cultural para os guajaramirenses. Os filmes além de proporcionar entretenimento, traz conhecimento e discussões educativas as nossas crianças e comunidade nos filmes apresentados a população”. “Acreditamos no potencial turístico e cultural na fronteira, por isso estamos aqui novamente apresentando essa Mostra de Cinema em Guajará Mirim e no distrito do Yata, lugares históricos que compuseram o sítio ferroviário onde passou os trens da Madeira Mamoré”, finalizou a guajaramirense Golda Barros, produtora executiva da mostra.

fonte: Assessoria Curtamazônia

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Para-choque de blog

“Homem que é Homem não chupa o mel. Come a Abelha !”

Deixe um comentário

Arquivado em Para-choque de Blog