Arquivo do dia: 27/03/2012

Brasil perde Millôr Fernandes

O escritor carioca Millôr Fernandes morreu aos 88 anos, às 21h desta terça-feira (27), em casa, em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele teve falência múltipla dos órgãos e parada cardíaca. O velório está marcado para quinta-feira (29), das 10h as 15h, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju, na Zona Portuária. Em seguida, o corpo será cremado.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Túnel do Tempo : Beron

Rondônia PASSAVA por aqui…

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Roger Waters deixa tijolos do The Wall para reforma do Beira-Rio (via O Bairrista)

Após o épico show do ex-Pink Floyd, Roger Waters, mais uma boa notícia para o Internacional. O músico resolveu deixar uma ajuda para a reforma do estádio, mais uma boa lembrança da sua passagem por Porto Alegre.

– O Roger ficou encantado com o povo Gaúcho e resolveu dar uma força na reforma – disse um dos assistentes do cantor.

Os tijolos do Muro que é construído no palco durante a apresentação de The Wall serão reaproveitados pela Andrade Gutierrez na reconstrução do estádio.

Leia esta e outras mais em O Bairrista

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Sul

LLEOMODESTO

POR LLEOMODESTO

PARA A NOSSA ALEGRIA, VÍDEO GRAVADO EM FAMÍLIA (PARA A NOSSA ALEGRIA) ASSUMIU O STATUS DE MEME, CONQUISTANTO AS DIVERSAS REDES SOCIAIS, TORNANDO -SE UM DOS TEMAS MAIS COMENTADOS DA INTERNET NA SEMANA PASSADA.

AGORA COMO ACONTECEU COM A LUIZA “QUE ESTAVA NO CANADÁ”, A AGORA CONHECIDA (FAMÍLIA PARA A NOSSA ALEGRIA) FICOU FAMOSA DO DIA-PARA-A-NOITE E É DISPUTADA POR PROGRAMAS DE RÁDIO, TV E INTERNET QUE QUEREM SABER MAIS SOBRE ESTA NOVA FEBRE DAS REDES SOCIAIS.

VEJA ABAIXO O VÍDEO MAIS COMENTADO DOS ÚLTIMOS TEMPOS EM TODO O BRASIL, COM VOCÊS PARA A NOSSA ALEGRIA:

A EXEMPLO DA FAMA REPENTINA, A FAMÍLIA PARA A NOSSA ALEGRIA ESTEVE NO PROJAC E VISITOU A ANA MARIA BRAGA, CONFIRA MAIS DETALHES;

A família “Para a nossa alegria”já colhe os frutos do sucesso. Marinalva, Jefferson e Suelen estiveram na manhã desta segunda-feira, 26, na Central Globo de Produção.

O vídeo que…

Ver o post original 153 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Alguém grita pela natureza…

Os caboclos são loucos e já não são poucos. alma desbarrancada , boca escancarada, volto a dizer: quem vive na margem não é marginal!. mas que fome é essa que come meu quintal ?

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Aprenda com as adversidades e enfrente o analfabetismo funcional sensorial

Por Eduardo Shinyashiki

A mente de grande parte dos seres humanos está configurada para criar resistências diante das situações de desconforto. Existem pessoas que passam por adversidades na vida e não conseguem aprender a lidar com os problemas para crescerem e se fortalecerem no futuro. Baseado em um conceito utilizado na educação, podemos considerar esses indivíduos como sendo analfabetos funcionais sensoriais.

Todos temos competências, qualidades e, até mesmo, condições de entrar em uma experiência de vida e tirar lições relevantes, mas para isso é preciso saber interpretar as mensagens. Como diz o escritor americano Alvin Tofler, “o analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender, e reaprender”.

É como se alguém estivesse em uma floresta tropical, úmida e escura por conta das grandes árvores, sofrendo com as picadas de muitos insetos, mas se importasse apenas com a dor e não juntasse a energia necessária para olhar com atenção ao seu redor e, assim, tomar uma decisão sobre como afugentar o problema.

Muitas vezes no papel de vítima das situações, dificilmente, esse tipo específico de analfabeto consegue captar experiências emocionais para se transformar em alguém mais inteiro, presente e vivo. Além de não desenvolver a inteligência emocional, a pessoa não trabalha a mente para se tornar mais forte e equilibrada. São pessoas amarguradas, que não se esforçam para mudar a dinâmica da vida, focando no desgaste e descontrole dos acontecimentos.

O importante é conseguir identificar o cenário e analisar quais medidas deverão ser tomadas para atingir o resultado desejado, mesmo com todos os obstáculos que surgirão. Focados na realização trazemos à tona todas as experiências superadas no decorrer da vida, notando que para todas as instabilidades há caminhos alternativos.

Em vez de passar a vida gastando energia com as dificuldades, questione-se e busque formas de transformá-las em solução. O maior obstáculo para quem quer realizar um sonho não está no mundo exterior, mas, sim, nas particularidades de cada um e no compromisso de mexer com o limite estabelecido pelo hábito.

via  www.edushin.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano