Arquivo do dia: 13/02/2012

OS CONSELHEIROS

A enfermeira chamada Bronnie Ware aconselhou e cuidou de muitas pessoas em estado terminal.
Reunindo todas essas experiências ela escreveu um livro (The top five Regrets of the Dying) onde conta os cinco arrependimentos mais comuns das pessoas antes de morrer.

Em entrevista ao jornal britânico “The Guardian” ela disse que os pacientes atingiram um estado de clareza mental incrível no fim de suas vidas, e que nós podemos aprender muito com isso para deixarmos de cometer os MESMOSERROS!

Segue a lista com os comentários da enfermeira:

1 – “EU GOSTARIA DE TER TIDO A CORAGEM DE VIVER A VIDA QUE EU QUERIA, NÃO A VIDA QUE OS OUTROS ESPERAVAM QUE EU VIVESSE”

“Esse foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que a vida delas está quase no fim e olham para trás, é fácil ver quantos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não…

Ver o post original 375 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

3º Festival de Cinema Curta Amazônia abre inscrições

As inscrições ao 3º Festival de Cinema Curta Amazônia que acontece em Porto Velho, já estão abertas de 1 de fevereiro até o dia 20 de abril e a ficha de inscrição e regulamento você encontra no site  http://www.curtamazonia.com . Inscreva seu filme de longa e curta-metragem brasileiro ou estrangeiro e concorra nesse ano ao troféu “100 anos da Madeira Mamoré”, uma iniciativa da organização do Festival de prestigiar e promover o ano do Centenário da EFMM em Rondônia, nessa edição especial. Ainda no ano do Centenário da Estrada de Ferro Madeira Mamoré a organização preparou uma programação de filmes especiais para o público rondoniense. Além da mostra competitiva com filmes brasileiros de todo o país, iremos apresentar no 2º Circuito de Exibição Regional que compõem os municípios de Candeias do Jamari, Cacoal, Guajará Mirim, filmes regionais que irão mostrar ao público rondoniense o processo de colonização e desenvolvimento de Rondônia além dos filmes brasileiros convidados e inscritos no Festival. E o Festival vem inovando a cada edição, nesse ano temos mais novidades aos amantes da produção do audiovisual brasileiro: é a abertura da categoria longa-metragem nos gêneros ficção, documentário,  e ambiental a partir de 70 minutos, oportunizando a exibição de filmes autorais de longa metragem que participam dos diversos circuitos de exibições do país. A organização trás também o prêmio melhor videoclipe musical com tempo de produção de 1 a 5 minutos, prestigiando assim os produtores de vídeos musicais do estado e do país e, compondo os demais gêneros de curta-metragem  com tempo de 1 a 15 minutos de acordo com a classificação da Ancine: animação, documentário, ficção, ambiental, experimental e celular (amador), sendo a categoria Animação com premiação separada das demais categorias. Ainda na categoria curta-metragem, abrimos esse ano à premiação para a melhor produção rondoniense que concorrem ao troféu do evento, criamos essa premiação porque queremos incentivar e prestigiar os produtores e novos talentos do audiovisual rondoniense ainda em expansão no estado, informa a organização do Festival.

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações