(Só) Discurso não vale (via Blog do Confúcio)

O que fica mesmo é a atitude. O exemplo. Pouco tenho falado aqui sobre ética e honestidade. Porque vejo que estes dois atributos não precisam ser exaltados aos quatro ventos. Mas, obrigações de todo cidadão de bem.  Para ser ético e honesto não necessita estar na política não. E nem ficar dizendo aos quatro cantos.  É na vida diária de cada um. Todo mundo respeitando o outro. Em casa não basta pedir ao filho para não fumar. O pai também não deve fumar. Não deve beber. Para ter moral de recomendar e aconselhar a família
Nas pequenas coisas é que vale a pena. Tudo é importante. A pessoa pensa que furtar só é crime quando o estrago é grande. Não. Uma esferográfica, um lápis, uma folha de papel, porque o hábito perverso de tirar de alguém, sempre começa com pequenas coisas e vai crescendo devagar. Ninguém começar no crime no sequestro e nem no assalto a banco. Começa é furtando bicicleta, bomba de poço, roupa no varal.

No Governo tem gente que se julga o rei da esperteza. Que ele sabe fazer “coisa” bem feita.  O que é isto companheiro?  Que “coisa”? A coisa pública, o mais sagrado bem para se fazer justiça social, distribuir para quem tem menos, é esta “coisa” que  move a política rasteira e  infeliz. Porque a história tem mostrado, que o fim do ladrão é muito triste. A esperteza tem limite. O gasto de energia para fazer o errado é imenso. E uma mentira vai puxando outra. E ninguém suporta guardar na cabeça tanta tranbicagem perfeitamente.

A ética perversa, que chamo a Ética da Malandragem é um ciclo vicioso que faz a política atual da descrença. O cidadão não confia no político e o político não confia no cidadão. Péssimo. O próprio universo tem o seu olho gigante. E capta as energias do mal. E vai escrevendo com sua imensa lei da atração, como diz no Livro – O Segredo. Tão forte a Lei da Atração como a Lei da Gravidade. Ela existe. O que você faz de errado, pode crer meu irmão, volta igualmente contra você. E você paga no exato tamanho do dano que produziu.

É por isso que eu disse na minha campanha política – “A maior esperteza do homem é a honestidade”.

Deixe um comentário

Arquivado em Do Blog do Confúcio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s