Arquivo do dia: 27/07/2011

No Dia do Motociclista uma mensagem do site Rotaway

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Sem comida e sem água : excursão gaúcha é retida no Peru, na fronteira com o Acre

foto: Tarsila Pereira

foto: Tarsila Pereira

O grupo formado por 39 turistas gaúchos – além de uma mineira, dois coreanos e uma japonesa – que viajava pelo Peru permanece impedido de deixar o país em função de nevasca no Chile, que impede a passagem pelo Deserto do Atacama. Segundo a jornalista Aline Bohrer de Lima Torres, o grupo é mantido “em um local com escassez de água e alimento”. A repórter fotográfica do Correio do Povo Tarsila Pereira, que integra o grupo, disse que sequer há acesso a banho. “O sinal da internet é precário e nosso dinheiro está acabando”, declarou. “O calor e a falta de estrutura fez com que dois turistas desmaiassem. Não há como medicá-los, nem como socorrê-los”, disse Aline. Na página do Facebook, a jornalista descreveu que estava retida em um local “onde o contrabando de madeira é rotineiro e a violência regra”. O grupo saiu de Porto Alegre, cruzou a fronteira com a Argentina, em Uruguaiana, e seguiu em direção ao Norte, passando pelo Deserto do Atacama, no Chile, até chegar ao Peru. Os turistas visitaram Cuzco e de lá seguiram até as ruínas de Machu Picchu. A intenção era retornar pelo mesmo caminho, mas isto não foi possível em razão da neve. A alternativa foi seguir para a cidade peruana de Iñapari, localizada na tríplice fronteira formada com Brasil e Bolívia. Separada do território brasileiro pelo rio Acre, o local é acessível através da Ponte de Integração. O ônibus, porém, foi barrado na aduana, sob a alegação de que “deveria sair por onde entrou”. Os gaúchos aguardam um possível acordo diplomático entre a Embaixada do Brasil e o governo peruano. Na manhã desta quarta-feira, a aduana autorizou os turistas a deixarem o país a pé, mas eles alegaram que não teriam condições financeiras para arcar com as despesas da viagem de retorno ao Rio Grande do Sul. “Esperamos por uma solução diplomática”, disse Aline. O grupo deveria chegar ao Estado nesta sexta-feira. Segundo Tarsila, entre os estudantes que compõem o grupo estão acadêmicos de Psicologia, Educação Física e Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e três adolescentes. O site da empresa de ônibus que leva os turistas (Lisott) informa que “a empresa é especializada no transportes nacional e internacional, viajando em todos os países do mercosul, Chile, Bolívia e Peru.” De acordo com o consulado do Peru em Rio Branco, no Acre, a autorização para o ônibus cruzar a fronteira do Brasil já chegou e foi despachada para o local onde eles se encontram, depois da 16h(hora local).

Atualização: O grupo conseguiu entrar no Brasil pouco depois das 17h desta quarta-feira, pelo município de Assis Brasil. Eles receberam a autorização do governo do Peru para deixar a fronteira depois que alteraram a rota do ônibus e encaminharam um novo documento de retorno pelo Norte do Brasil. A autorização foi dada com o apoio do consulado do Peru em Rio Branco, no Acre.

via Luciamem Winck / Correio do Povo

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Para-choque de blog

“Os vícios vêm como passageiros, visitam-nos como hóspedes e ficam como amos”.

1 comentário

Arquivado em Para-choque de Blog

O bom, o mau e o feio (via Boteco do Arantes)

Pra começo de conversa: não sou adepto da modinha uruguaia do futebol. Não acho que Forlán tenha sido o melhor jogador da última Copa, não vejo Muslera muito melhor do que Wellerson, ex-Fluminense e defino Lugano com uma frase da qual muito me orgulho: o melhor jogador ruim do mundo.

Mas, com todas as limitações e preconceitos que impus ao time de Oscar Tabárez, não me cego para as qualidades. Qualidades, sim, no plural. A principal delas, mãe de todas as outras, é completamente subjetiva, totalmente pessoal e talvez até facilmente contestável: o Uruguai emociona.

E quem já passeou pelos textos antigos sabe que eu troco qualquer título de campeão pica das galáxias por três minutos em pé, com os olhos brilhando e os cabelos do braço arrepiados. … Read More via Boteco do Arantes

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações