Arquivo do dia: 02/06/2011

Pense na sua fragilidade …, por Clara da Costa


Somos tão frágeis, tão fortes…
choramos por nada,
como sofremos por nada,
nessa roda da vida.
Temos medo do escuro,
mas também nos fortalecemos na dor,
choramos por amor,
somos frágeis poetas que sorriem por amor.
Pensemos em nossa fragilidade,
não tenhamos receio de mostrar
o quanto somos sensíveis,
como também, o quanto somos guerreiros.
Dentro de nossa fragilidade,
tenhamos fé Naquele que nos criou,
e corramos em busca de nossa felicidade.
Estamos de passagem,
observemos mais o caminho,
sem nos preocuparmos tanto com a chegada!
Praia de Pipa/RN
02.06.11

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Encontro de blogueiros : A importância da mídia e das redes sociais para as florestas

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Temporada da Cia São Jorge de Variedades em Rondônia

Patrocinado pela Petrobrás, o grupo traz o espetáculo “Quem não sabe mais quem é, o que é e onde está, precisa se mexer”, vencedor do prêmio Funarte de circulação Miriam Muniz, que aborda temáticas do cotidiano de forma poética.  Com direção de Georgette Fadel, a peça ganhou forma a partir da pesquisa e improvisação sobre o universo de Heiner Müller. As peças do autor alemão, suas entrevistas e a intensidade de seu discurso são elementos que dão o tom ao espetáculo. As apresentações acontecem nos dias 3, 4 e 5 em Porto Velho, no Teatro Um do Sesc, a partir das 19h. Além das apresentações a Cia ministrará também uma oficina no dia 4, a partir das 9h, e um debate após o espetáculo.  Em Ariquemes as apresentações serão realizadas nos dias 10 e 11, com o apoio da Prefeitura de Ariquemes, no Centro Cultural Lídio Sohn e a oficina no dia 9 a partir das 10h. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria dos espaços uma hora antes do início do espetáculo.

Oficina e debate

A oficina direcionada à atores, diretores de teatro, produtores culturais e amantes da arte, tem como objetivo oportunizar a cada participante a vivência de experiências diversas, referentes à ideia de improviso cênico e criação de workshops pelos artistas participantes, onde textos-fragmentos do dramaturgo Heiner Muller serão utilizados como provocadores.Os debates são realizados após as apresentações dando ao público a oportunidade de conhecer com mais profundidade o processo de trabalho para montagem do trabalho. As inscrições podem ser feitas no departamento de cultura do Sesc Rondônia. Mais informações pelo telefone: 69-3229-6006 ramal 239/238.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Curta Cinema Ambiental na Praça Madeira Mamoré

Entidades públicas e privadas se reuniram e promovem exibições de filmes ambientais com debates, ciranda da música, ciranda da arte e varal, pintura de rosto e poesias, ciranda da leitura com cartilhas e encartes, livretos, gibis e obras sobre o meio ambiente, queimadas, resíduos sólidos, proteção ambiental, cidadania e meio ambiente. Ações com os bombeiros: exposição das atividades desenvolvidas, presença dos bombeiros mirins, primeiros socorros e pista de corda. Tudo isso acontecendo ao mesmo tempo no dia 5 de junho dia mundial do Meio Ambiente na Praça Madeira Mamoré, atividades culturais e ambientais a partir das 16 horas. “Na elaboração de ações que venham somar e contribuir para a reflexão e conscientização de uma sociedade mais justa e humana, através das artes, nós da Associação Curta Amazônia afirmamos que estaremos sempre presente nas atividades pontuais que a sociedade rondoniense requer, afirmando o nosso compromisso de levar Cinema não somente como uma ferramenta de entretenimento, mas sim, como uma forma de educar através da sétima arte”, frisou Golda Kelly.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Meu namorado é bipolar. E agora?

“Primeiro você me azucrina, me entorta a cabeça, me bota na boca um gosto amargo de fel. Depois vem chorando desculpas, assim meio pedindo, querendo ganhar um bocado de mel (…) E eu vou perguntando: até quando?”. O trecho pertence à canção “Grito de Alerta*”, na voz de Maria Bethânia, e é muitas vezes considerada a trilha sonora de casais em crise. Mas, analisando mais a fundo, é possível sentir na pele a angústia de uma mulher que ama um homem cujo comportamento muda de uma hora para outra. Como se fosse tomado pela bipolaridade.

“É comum algumas pessoas acharem que o transtorno afetivo bipolar (TAB) é mais comum em mulheres”, relata Amaury Cantilino, psiquiatra e pesquisador do Programa de Saúde Mental da Mulher da Universidade Federal de Pernambuco. Mas os homens também podem ter a doença. “O problema é que, geralmente, o homem não procura se consultar com um médico tanto quanto a mulher, então, muitos possuem problemas sérios e nem desconfiam que possam ter transtorno bipolar. Uma coisa é certa: sem o tratamento adequado, a felicidade do casal fica comprometida”, alerta o médico.

Mas como saber se o parceiro é bipolar?  “Primeiro, é preciso identificar os sintomas da enfermidade no comportamento dele”, orienta Amaury. A forma clássica do TAB atinge cerca de 1,5% da população mundial e se divide em dois tipos: o tipo I, que apresenta toda a amplitude de variação do humor, da mania plena à depressão grave, e atinge igualmente a homens e mulheres; e o tipo II, que é o mais prevalente na população geral, é mais frequente em mulheres e apresenta a depressão como a fase mais predominante.

Segundo o psiquiatra, nos homens, os sintomas da mania são mais exuberantes e isso torna a identificação da doença mais fácil. Esta fase é marcada por vários tipos de excessos que podem atrapalhar o relacionamento. “O parceiro pode começar a gastar demais, por exemplo. Também poderá ficar irritado por motivos banais e até agressivo quando contrariado. Outra característica é a desinibição sexual, que pode ser tão intensa, fazendo com que o bipolar corra o risco de trair a namorada ou esposa com outras mulheres”, informa.

O quadro depressivo também pode fazer parte do cotidiano dos homens bipolares e afetar o namoro. “Na depressão, a libido do homem cai, há perda de interesse para diversas atividades, ele não sente mais prazer em estar com a parceira. Ou pode ocorrer o oposto, onde o namorado fica excessivamente inseguro e dependente da parceira. Talvez a fase depressiva do TAB seja motivo maior para separação, pois nem todas as mulheres conseguem suportar essas situações. É preciso saber que esses altos e baixos da doença não possuem cura, mas há tratamento. E incentivar o parceiro a procurar um médico é fundamental”, diz Amaury.

Os episódios do transtorno afetivo bipolar podem ser menos frequentes e menos graves quando o paciente adere aos tratamentos medicamentosos. Atualmente, existem no mercado opções capazes de reduzir os efeitos colaterais normalmente causados por este tipo de medicamento. Incluem-se entre elas o Geodon (cloridrato de ziprasidona), que teve uma nova indicação para o controle da mania bipolar aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) no Brasil. Indicado também para controle da fase aguda, prevenção de recorrência em pacientes bipolares e para portadores de esquizofrenia, o produto tem a vantagem de não apresentar alguns dos efeitos adversos associados aos demais antipsicóticos atípicos, como ganho de peso excessivo e indução à síndrome metabólica (aumento do colesterol, triglicérides e da glicemia).

“Apesar de todos os dissabores, manter o relacionamento é possível”, avalia Amaury. O transtorno bipolar não precisa ser motivo para separação. As pessoas que convivem com um bipolar precisam conhecer a doença e seus sintomas para que saibam identificá-los no momento em que aparecem. “Tanto a namorada, quanto a família do paciente, devem se tornar parceiras no tratamento, no sentido de ajudar o especialista com informações e comportamentos que nem sempre o paciente consegue identificar em si mesmo”, informa.

Saiba como os sintomas do Transtorno Bipolar se manifestam em homens e mulheres

  • A frequência de mania é semelhante em homens e mulheres;
  • Homens têm quadro de mania numa idade mais jovem que mulheres;
  • A frequência de episódios depressivos e episódios mistos (sintomas de mania e depressão ao mesmo tempo) é maior em mulheres;
  • Início de depressão bipolar é menor em mulheres;
  • O diagnóstico tende a ser mais atrasado na mulher;
  • Mulheres bipolares têm mais história familiar de comportamento suicida;
  • A chance de transmissão de transtorno do humor é maior quando a mulher é afetada;
  • Quanto ao desencadeamento de novas fases, as mulheres parecem ser mais sensíveis a fatores estressantes de vida (como problemas de saúde e familiares), sobretudo desencadeando fases de depressão;
  • Em relação aos homens, mulheres bipolares apresentam mais comorbidade com: bulimia, transtorno de estresse pós-traumático e distúrbios tireoidianos;
  • Em relação às mulheres, homens bipolares apresentam mais: jogo patológico, distúrbios de conduta e abuso/dependência de álcool e outras drogas;
  • No entanto, mulheres bipolares apresentam 4 a 7 vezes mais abuso de substâncias psicoativas que mulheres não-bipolares.

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Voo da Águia – Adrenalina em 2 rodas com Ramon Motoqueiro

A adrenalina em duas rodas está em Rondônia. A vinda de Ramon Motoqueiro, do Espirito Santo para Cacoal, criou expectativa para o público amante do esporte radical. O motoqueiro, durante o seu show, pula por cima de 12 carros, sendo 34 metros de comprrimento  e  8 metrosde altura atingindo uma velocidade de 160 km por hora. Vale a pena ver o vídeo do show do voo da águia. Apaixonado por esportes radicais, Ramon aos 14 anos começou a participar de campeonatos de mountain bike. Depois de alguns anos, competiu em trilhas com motocicletas e em seguida definiu sua carreira no MotoCross e apresentações radicais. Aos 28 anos, Ramon é reconhecido no seu Estado, Espirito Santo, e agora busca conquistar a região norte do País.Com o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de novas técnicas, Ramon conquistou as festas de peões do Espirito Santo e Minas Gerais, realizando diversos shows em arenas de rodeio. O show é composto por diversas manobras radicais, adrenalina, saltos sobre arcos de fogo, interatividade com o público e varias outras atrações. O trabalho de Ramon é divulgado por meio de DVDs, camisetas, bonés, chaveiros e adesivos. “Meu grande sonho é realizar apresentações em todo o território brasileiro e em seguida conquistar o exterior. Através do meu trabalho quero divulgar a mensagem da cruz” frisou o motoqueiro.Para contratar o show “Vôo da Aguia com Ramon Motoqueiro” é necessário entrar em contato por telefone ou pela internet.: Tel: (69)   8407-6643/8120-5391 ou e-mail: ramonvoodaaguia@hotmail.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano