Arquivo do dia: 25/05/2011

A balada de José e Maria (via Brasília, eu vi)

A balada de José e Maria José Roque dos Santos, 59 anos, e Maria do Socorro Diniz, 58 anos, o casal das fotos ao lado, não têm escolaridade, nem terra, nem futuro algum. São dois lavradores de Doverlândia, um município perdido de Goiás, de pouco mais de 7 mil habitantes.  … Read More via Brasília, eu vi

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Com “luvas nos pés”, triatleta Richard Wygand disputa o Ironman Brasil 2011 “quase” descalço

Praticante do barefoot running, o atleta nascido no Brasil e radicado nos EUA fará o trecho de corrida da competição de triátlon mais popular do planeta usando o revolucionário Vibram FiveFingers. O Ironman Brasil 2011, que será realizado no próximo dia 29, em Florianópolis, terá um participante “diferente” entre os competidores. A prova de triátlon mais famosa do mundo, composta por 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida, terá a presença do atleta Richard Wygand, que competirá usando o calçado Vibram FiveFingers e terá o apoio e patrocínio da Davison Divison, única representante da marca no Brasil. Apaixonado por esportes desde a infância, Richard Wygand começou a praticar triátlon em 2004, quando se mudou para os EUA pela primeira vez, e desde 2006 compete profissionalmente no Ironman. Nos EUA teve o primeiro acesso ao Vibram FiveFingers e atualmente é um atleta 100% barefoot e raw, ou seja, que utiliza apenas o Vibram FiveFingers para seus treinos e competições de triátlon e corrida. Conhecido como “luva para os pés”, o Vibram FiveFingers atua no conceito barefoot running ou “correr descalço”. O produto é feito com tecido superior de poliamida resistente à abrasão, possui palmilha microfibra antimicrobiana e tem exclusivo solado em borracha de 4mm que molda os dedos dos pés. Assim, o calçado se ajusta perfeitamente ao pé, tornando mais naturais os movimentos da pisada, além de proporcionar melhor percepção nas alterações das superfícies, o que permite ao atleta corrigir o toque dos pés no chão. Segundo estudo do professor de Biologia Humana Evolutiva de Harvard, Daniel Lieberman, depois dos anos 70, quando surgiram os primeiros calçados específicos para a corrida, os esportistas passaram a inverter a pisada, ou seja, o corredor passa a tocar o chão primeiro com o calcanhar e só depois com a parte frontal do pé. A repetição desse movimento aumenta o risco de lesões nas articulações do corpo todo. É válido lembrar que para a utilização da técnica de barefoot running é aconselhável uma adaptação lenta e gradual, visto que é necessária uma readequação ao hábito e à sensação de correr descalço. José Marques Neto, ortopedista e especialista em medicina esportiva, também comenta sobre os benefícios do barefoot running: “Deste modo, completa-se o amplo movimento da passada, junto a utilização dos mecanismos dos músculos esqueléticos que a natureza criou para atenuar o impacto, e com o Vibram FiveFingers é o mais perto que conseguimos chegar disso”. Além do sucesso entre os entusiastas do barefoot running, o Vibram FiveFingers também pode ser usado para outras atividades físicas, como treinamento fitness, artes marciais, yoga, pilates, trekking, escalada, montanhismo, canoagem, surfe, entre outros.

foto: Ana Carolina Monteiro

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Deu no Blog do Confúcio : Tudo às claras nas masmorras medievais

” Na campanha eu dizia – não quero ser governador de masmorras medievais. De porões de navios negreiros.  Não foram palavras vãs, ditas aos ventos, para impressionar o eleitor.  Sei que a situação é de calamidade. Sei que Rondônia está feia na foto na Corte Internacional de Direitos Humanos. Sei de tudo. Então, vieram alguns puxões de orelhas do judiciário e ministério público. Nem precisava, eu já vinha trabalhando com a SEJUS. E veja e anote tudo que falo abaixo:

  1. 1. Presídio de Ariquemes : Foi dividido em três módulos, o primeiro será concluído com recursos federais no valor de 5.477,189, 41, sendo 120 vagas. Segundo módulo dinheiro do Estado no valor de 2.992,914, 46. (Encontra-se na SUPEL, em fase de licitatória) A terceira etapa será feita também com convenio do DEPEN e ao final da obra Ariquemes contará com 470 vagas. Prazo para entrega 120 dias primeiro modulo.
  1. 2. Presídio Feminino de Porto Velho 86 vagas: Obra em andamento. Precisa de ajuste para deslanchar. Valor global de R$ 3.621.862,39.
  1. 3. Construção Presídio 470 Vagas em Porto Velho : Já foram executados 55,5% da obra. Total de R$ 16.100.650,88. Obs.:Recebeu aditivo de 2.400.000,00. Foi assinado o 2º Contrato de Termo Aditivo de Serviços.

       1. 4. Presídio 530 vagas Jovens e Adultos/PRONASCI : Mais  530 vagas, feito em pré moldados. Recurso de 21milhões do Ministério da Justiça. O projeto esta sendo analisado pelo setor de engenharia do DEPEN. Após iniciada a obra 120 dias para entrega. Ainda este ano.

  1. 5. Presídio 216 vagas compensação das usinas : Obra na capital, recurso de compensação das usinas, valor inicial de 5.512,816, 01. Foram alocados mais 500 mil reais por mudanças no projeto. Será destinado a presos do semi – aberto. Poderá ser modificado para atender em regime fechado. Ainda em discussão. Valor total da obra em 6.012,816, 01. Prazo para entrega de 120 dias.

        1. 6. Presídio 120 vagas masculino compensação das usinas : Obra não iniciada. A conclusão para 6 a 8 meses.

  1. 7. Reconstrução do presídio Ênio Pinheiro : O atual presídio será demolido. O novo presidio será construído no modelo ACUDA. Valor da obra esta orçado em 16 milhões, recurso este oriundo do Estado. O projeto esta no DEOSP. (Recurso contingenciado e breve será enviado à Assembléia Legislativa a abertura do crédito para esta finalidade. Crédito total de 30 milhões. O restante do dinheiro será destinado a mobiliário, equipamentos de segurança)
  1. 8. Presídio de Buritis : Concluído. Teve vários problemas. Foi construído em cima de um lixão. Mau cheiro intenso. Insetos de sobra. Infiltração do terreno. Rachaduras. Está ainda recebendo pequenos retoques para ser inaugurado.
  1. 9. Construção do Centro de Atendimento Sócio Educativo em Ji-Paraná/RO : Este será o primeiro Centro Sócio Educativo modelo SINASE do Estado. Atende as exigencias do ECA. O processo encontra-se na Assessoria Jurídica da SUPEL para parecer final do certame licitatório. Aguardando processo voltar da SUPEL. Valor do Repasse: R$ 6.000.000,00 e Valor da Contrapartida: R$ 2.870.950,69 sendo o valor global: 8.870.950,69.
  1. 10. Construção de uma Cadeia Pública com capacidade para 396 internos. : O Projeto para a Construção de uma Cadeia Pública está orçado em R$ 6.338.026,80, será disponibilizado pelo DEPEN o valor de R$ 4.500.000,00, e a contrapartida do Estado deverá ser de R$ 1.838.026,80. O projeto prevê: Área de Vivência, incluindo Isolamento, e Módulos de Apoio tais como: Administração, Parlatório, Encontros Íntimos, Módulo de Saúde, Torres de Observação, Alambrados de Segurança, Etc. Em analise. Este projeto ainda está em análise em Brasilia para autorização defintiva.
  1. 11. Construção de Modulo de Creche/Berçário na Penitenciária Feminina de Porto Velho : Está em fase de projeto de engenharia. Depois será enviado à Brasilia, DEPEN para análise de documentos. Pode ainda demorar. O Projeto para a Construção de um Berçário na Penitenciária Feminina de Porto Velho esta orçado em R$ 849.451,79, será disponibilizado pelo DEPEN o valor de R$ 750.000,00, e a contrapartida do Estado deverá ser de R$ 99.451,79. O projeto visa a oferecer ambiente humanizado à mãe e ao recém-nascido.

        1 .12. Presidio PPP : Um complexo  penitenciário em Rondônia com capacidade para 2 mil vagas. Será construído e administrado pela iniciativa privada dentro do conceito de PPP. Gestão de  25 anos. Este complexo contará com oficinas profissionalizantes, escolas, unidade de saúde para atendimentos de baixa e media complexidade, cozinha industrial.

  1. 13. Patronato ou casa do egresso : Iniciará a construção ainda este ano em Ji-Paraná. Patronato ou casa do egresso. Esse projeto será realizado em forma de PPP com capacidade para receber até oitenta homens. A casa do egresso se destina a receber os presos egressos e seus familiares. Objetivo é da reinserção na sociedade. Arrumar documentos, capacitação profissional para o mercado, apoio moral e psicológico, e outros serviços.

1. 14.  Previsão para PPA de 2012 a 2014 – há no interior vários presidios em crise de superlotação. Na maioria cadeiões improvisados que necessitam de novos ambientes planejados. Será inserida nos planos do governo até o final do mandato a construção de presídios em Guajará-80 vagas feminino,  Cacoal-350 vagas masculinas, Pimenta Bueno-300 vagas masculnas e 80 feminas., Jaru-350 vagas, Machadinho-150 vagas, Vilhena-350 vagas (este tem previsão de liberação de recurso federal  este ano ou no próximo – compromisso do Dr. Cabanas, Diretor do Depen). Obs.: Medidas paliativas: construção de 6 celas em Guajará-Mirim, 05 cinco celas em Ariquemes, 01 uma em Nova Mamoré e 03 celas femininas em São Miguel.

Tenho consciência que não basta construir celas. Há necessidade de organização dos presidios, das medidas firmes de educação da população carcerária, melhoria de frota de apoio, de atenção a saúde do preso, principalmente aqueles portadores de doenças psiquiátricas, a profissionalização, enfim, a implantação de modelos  que tirem o preso do ócio e que seja dada oportunidade de gradualmente ser reintegrado à sociedade, para que se reduza o altíssimo numero de reincidência. Do outro lado a preparação continuada e valorização dos agentes penitenciários. E do choque entre o público e o privado serão extraídos os modelos mais adequados. Tenho conversado muito com juízes e promotores responsáveis por varas criminais. Fui em comitiva ao Ministério da Justiça com eles. Visitaram com a Secretária da Sejus Mirian Spreáfico, o modelo pré-fabricado e rapido de presidio no Maranhão. No setor das parcerias já temos leis próprias e contatos com especialistas de São Paulo, Minas, Paraná, Brasilia e Rio Grande do Sul.

Obs.: Estou num dilema com o Urso Branco. Pra mim seria a implosão com dinamite em maio do ano que vem. Tem uma corrente que acha que pode ser reformado para ser uma cadeia. Vou amadurecer a idéia. O DEPEN Brasília acha que ele representa o nosso Carandiru, um símbolo que deve ser apagado de nossas memórias.

Por aí vocês podem ver que o esforço é grande, em tempo curtíssimo já avançamos muito em ações práticas, busca de dinheiro de Brasilia, nosso mesmo e da iniciativa privada. Aos poucos e em tempo recorde iremos aliviar o drama da superlotação. E daí pra frente é cuidar da sociedade, deste motor contínuo de produção de criminosos, principalmente cuidando das crianças rondoniense pra valer, com escolas em regime de tempo integral e qualidade total. Que Deus me ajude e que todos vocês também acreditem de verdade, que tudo isto pode e deve dar certo. E acontecer no curto e no médio prazos.”

via Blog do Confúcio

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Matemática- Sobre a chatice de se viver no 44 (e a mulher de 30) (via malvadezas)

Arram, a nuvem negra do post anterior foi embora, mas não sem deixar algumas cicatrizes que to tendo que levar pra maca do cirurgião plástico, ou pro divã do psiquiatra, no caso. Santo Dr.G. relutando pra me enquadrar na categoria esquizofrenia- tardia- grau- 9. Coitado. Explico: Chega uma hora que PÁ! Te dá um estalo e tudo tem que mudar de lugar. Quando digo tudo, é tudo mesmo, não só os móveis do seu quarto. … Read More via malvadezas

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Líder dos homens bons veste armadura brilhante para enfrentar ataques bolchevistas (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Alguns comentários dos poliuretânicos e poliméricos leitores do Mestre Hari :

  1. Precavido e plastificado Mestre: Os daguerreótipos exibidos em mais um de vossos magistrais trabalhos ganhará prêmios em qualquer exposição a que concorram. Enfim, vemos que nosso líder máximo rendeu-se à tecnologia e à necessidade de proteger-se das perigosas bolinhas de papel empobrecido. Que São Serapião evite todo tipo de sufoco ao futuro Presidente de São Paulo. Comentário por Don Joze de Pan y Agua 

  2. Dispnéico e apraxico professor Hariovaldo:  imaginei que o Prefeito Kassaboff, aquele que pula dos barcos, havia proibido o uso de sacos descartáveis, assim como políticos descartáveis. Estariam os presentes na foto, compactuando com a desobediência civil ?? Amém. Comentário por Pe. Iscariotes 

Veja Mais via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Rondônia vai investir R$ 1 bilhão em projetos sociais

O projeto do governo estadual de investir R$ 1 bilhão em programas sociais chamou a atenção do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). A ser implementado a partir de julho, o grande pacote social, cujo planejamento vem sendo feito pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), prioriza a segurança alimentar, a transferência de renda e a inclusão no mercado de trabalho dentre outros. Nesta terça-feira (24) a secretária estadual de Assistência Social, Cláudia Moura, recebeu a visita da secretária extraordinária do Programa Brasil Sem Miséria, do MDS, Ana Fonseca, que veio a Rondônia conhecer as principais vertentes do programa rondoniense. “Nosso foco é a melhoria da qualidade de vida das famílias em situação de extrema pobreza”, explicou Claudia Moura. Durante a reunião, discutiu-se a possibilidade de convergir os programas federais com os estaduais. Cláudia Moura explicou a filosofia do programa e ouviu de Ana Fonseca que o modelo rondoniense é inédito no Brasil, cujas características se assemelham ao da República Dominicana, que vem obtendo muito sucesso naquele país. Em Rondônia, cerca de 123 mil pessoas sobrevivem em estado de extrema pobreza. No Brasil todo são quase 16 milhões.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

As perguntas que não estão

“Não é apenas o pensamento correto, é que agora tudo se está a converter em correto, temos de comportar-nos segundo algumas normas que ninguém sabe quem determinou. Eu reivindico o direito à diferença, mas cada vez nos estamos a tornar mais iguais, no pior sentido, menos criativo e menos contestatário, perdendo assim a capacidade de discutir. Apesar de me sentir dentro da cultura européia, não gosto que a Europa se esteja a transformar num império. Começo a suspeitar que tudo é igual e parece-me surpreendente que não nos demos conta de que, nesta Europa, é igual que os governos sejam socialistas, conservadores e, amanhã, até neo-fascistas. Enquanto isso ocorre, as perguntas – porquê, como e para quê -, que deveriam estar todo o dia na boca dos cidadãos, não o estão.”
Turia, Teruel, nº 57, 2001
José Saramago en sus palabras

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações