Arquivo do dia: 12/05/2011

PT lança o "palestrão" para aumentar cachê de Lula (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Após o mensalão, o ex-apedeuta usurpador lança o palestrão, para achacar e tirar dinheiro dos homens bons brasileiros e estrangeiros mediante grave ameaça ou coerção da gang petista. Conforme já denunciado aqui neste humilde sítio, nenhuma empresa séria contrataria o molusco escarlate para dar uma palestra por valor algum senão fosse as chantagens que este governo do mal que aí está faz contra os homens de bem. Fontes da Polícia Federal dão conta que o golpe já arrecadou mais de um milhão de reais em menos de 4 meses.  Várias empresas multinacionais já denunciaram ao FBI terem sido vítimas de extorsões e obrigadas a contratar o ser satânico de Santo André quando na verdade queriam contratar alguém de mais nível como o ex-presidente Fernando Henrique. Com isso, além de arrancar dinheiro das grandes corporações, Lula e sua trupe também impende que o intelectual FHC exerça suas atividades naturais de estadista iluminando plateias do mundo todo com seu intelecto superior. Somente em uma ditadura comunista isto aconteceria de um parvo iletrado superar um P.H.D reconhecido a nível mundial. Lamentavelmente, este é o estado a que chegamos.  Veja Mais via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

PT lança o “palestrão” para aumentar cachê de Lula (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Após o mensalão, o ex-apedeuta usurpador lança o palestrão, para achacar e tirar dinheiro dos homens bons brasileiros e estrangeiros mediante grave ameaça ou coerção da gang petista. Conforme já denunciado aqui neste humilde sítio, nenhuma empresa séria contrataria o molusco escarlate para dar uma palestra por valor algum senão fosse as chantagens que este governo do mal que aí está faz contra os homens de bem. Fontes da Polícia Federal dão conta que o golpe já arrecadou mais de um milhão de reais em menos de 4 meses.  Várias empresas multinacionais já denunciaram ao FBI terem sido vítimas de extorsões e obrigadas a contratar o ser satânico de Santo André quando na verdade queriam contratar alguém de mais nível como o ex-presidente Fernando Henrique. Com isso, além de arrancar dinheiro das grandes corporações, Lula e sua trupe também impende que o intelectual FHC exerça suas atividades naturais de estadista iluminando plateias do mundo todo com seu intelecto superior. Somente em uma ditadura comunista isto aconteceria de um parvo iletrado superar um P.H.D reconhecido a nível mundial. Lamentavelmente, este é o estado a que chegamos.  Veja Mais via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Paulistano ganha Programa de Proteção ao Pedestre

O Programa de Proteção ao Pedestre, lançado pela Prefeitura de São Paulo, pretende resgatar a cidadania do pedestre paulistano através de campanha de conscientização cuja meta é reduzir entre 40% e 50% o número de atropelamentos e vítimas fatais em acidentes de trânsito na Cidade até o fim de 2012.  Em 2010, a cidade de São Paulo registrou 7.007 acidentes, resultando na morte de 630 pedestres. Apesar de representar uma queda em relação ao ano anterior, esse número corresponde a 46,4% das 1.357 mortes em decorrência de acidentes de trânsito na Capital. Deste total, 83% das vítimas fatais estavam atravessando ruas, 10% estavam parados ou andando na pista e 7%  sobre calçadas. A principal estratégia da Secretaria Municipal de Transportes dentro do projeto é a criação de Zonas de Máxima Proteção ao Pedestre (ZMPPs). As áreas onde os esforços serão concentrados representam 1% do território da Cidade, mas respondem por 11,5% de todos os atropelamentos e são pólos de concentração de pedestres. Para implantar a campanha em oito ZMPPs (Centro, Santana, Brás, Penha, Lapa, Santo Amaro, Pinheiros e Expansão do Centro – região da Avenida Paulista), serão adotadas medidas educativas, de engenharia de tráfego e de fiscalização. O programa será lançado inicialmente no Centro Expandido, uma área de 14 km².  Durante o segundo semestre de 2010, a Secretaria Municipal de Transportes sinalizou 4.245 faixas de pedestres. Além disso, entre o ano passado e março deste ano, foram implantadas 450 travessias iluminadas. Em 2011, a meta é iluminar 360 novas travessias.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Prêmio Jabuti: inscrições terminam no dia 31 de maio

As inscrições para o Prêmio Jabuti 2011, a maior premiação literária do país, terminam no dia 31 de maio. Podem concorrer a premiação deste ano apenas obras inéditas, editadas no Brasil, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2010. A participação é aberta a editores, escritores, autores independentes, tradutores, ilustradores, produtores gráficos e designers. Mais informações e regulamento no site http://www.premiojabuti.org.br.
Interessados em entrevistar o curador do Prêmio Jabuti, José Luiz Goldfarb, sobre as novidades da premiação este ano, por favor, contate a assessoria de imprensa da Câmara Brasileira do Livro (CBL), organizadora do prêmio, pelo telefone 11 3675-5444, com Augusto e Ivan, ou pelos e-mails augusto.diniz@viveiros.com.br ou ivan@viveiros.com.br.
O Prêmio Jabuti chega a sua 53ª edição apresentando as mudanças mais significativas de sua história. Agora, ao invés de 21 categorias, a premiação terá 29 categorias. Além disso, será laureado apenas um livro por categoria (antes, eram premiados três livros). O objetivo da Câmara Brasileira do Livro (CBL) com as alterações é cobrir de forma mais adequada os diversos segmentos do crescente mercado editorial brasileiro e dar maior destaque aos vencedores da premiação em cada categoria.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Blog da Daniela Norberto

Gosto de tudo um pouco! Dança, pluma, de laranja verde por fora amarela por dentro… Salada, guaraná, quem fala Italiano (muito), de nadar, de chá, de ver do alto as coisas, de formigas, de ouvir o barulho da natureza, das estantes, e de imaginar. Sou quase como uma esponja absorvendo o que vejo… essa é a Daniela Norberto. Seu blog é o danidana.posterous.com

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Qual será o preço da indiferença.

Por Rud Prado

Quem vai ao shopping da nossa Capital pode estar distraído ou atento demais às novidades das vitrines para perceber o que se anuncia lá fora. Com sacolas e estômagos cheios passamos pela multidão de jovens que se aglomera por ali. Não olhamos para os rostos banhados pela luz do chafariz . Não ouvimos o que se pronuncia no burburinho. A caminho de casa comentamos sobre o filme em 3D, ou sobre as peripécias de Bruna. Ah, Bruna Surfistinha!… Nada fora da rotina. Mas há algo acontecendo bem ali, no nariz do nosso templo de consumo. Grupos, galeras de jovens de todos os cantos da cidade, estão indo para lá. Até aí nada demais. Nada mais natural do que a moçada se reunir, conviver. Mas para alguns desses grupos o conceito da boa convivência não existe. Pouca graça tem a o último filme em 3D, ou a sensualidade da atriz Deborah Secco. A excitação está na hostilidade que se cultiva lá fora. Lá, gangues juvenis encontram aquilo que mais buscam: uma vitrine. Grupos de 20, 50 ou mais pessoas se insultam mutuamente. Ou pior: escolhem alguém para vítima. Como a maioria é menor, isso inibe uma atuação maior por parte dos agentes de segurança do shopping, que observam tudo a distância. Quando observam. Ali se empurram, cospem uns nos outros, se agridem. Dessa galera alguns se desgarram e vão lá para dentro do shopping. Comprar briga, claro. Em espaços comuns como o salão de espera das salas de cinema, praça de alimentação e corredores, a graça está em humilhar, ameaçar outros jovens. Chamar para uma “briga” lá fora. Briga entre aspas porque vale brigar 10 contra 1, 20 contra 1. Quem não reparou, repare. Vá ao shopping e olhe, observe. Nos finais de semana e nos dias em que o ingresso de cinema é mais barato, a coisa ferve. Já vimos até onde isso chega. Jovens espancados até a morte. Ou um jovem vegetando em cima de uma cama, amparado por uma mãe em desespero: o filho que levou uma surra de uma dúzia de arruaceiros com os hormônios à flor da pele e nenhuma base familiar. Isso não é ficção, não é cinema. É a realidade de todos os dias. No entanto, parece que é da cultura brasileira, não apenas deixar para última hora, deixamos passar da hora. Somos passivos. Nunca proativos. Podíamos evitar o crime, mas preferimos lamentá-lo. Parece que necessitamos alimentar o jornal de notícias ruins. As galeras estão no Shopping. Deveríamos aproveitar que estão fazendo daquele lugar uma vitrine para a fúria juvenil e dando visibilidade ao problema das gangues, para fazermos alguma coisa. Que tal pensar em resolver esse problema? Qual é a estratégia da segurança pública e da própria sociedade para desestimular isso? Seja no shopping, nas periferias, nas escolas? Voltemos ao chafariz. O policiamento não aparece por lá. A segurança do Shopping se aparece, pouco comparece. Há relatos de armas de fogo, de armas brancas. Mas a pior arma é o culto à covardia. Não é incomum por esse Brasil afora, que um grupo massacre uma pessoa. Como bárbaros, os agressores riem ao chutar o corpo inerte. Isso ainda não ocorreu no Shopping. Muitas brigas, nenhuma morte. Mas vemos isso na TV todos os dias. Estamos esperando o quê para tomar uma atitude. Peço ao jornalismo local para verificar essa pauta. Convido as autoridades competentes a pensar sobre o problema das gangues. Quem sabe evitamos que famílias paguem um preço muito alto pela indiferença ou negligência de uns e pela barbárie de outros.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano