Arquivo do mês: abril 2011

Desvenda de Intercâmbio: Porto Alegre + Brasília, no Museu da República. (via DESVENDA • Feira de Arte Contemporânea)

Desvenda de Intercâmbio: Porto Alegre + Brasília, no Museu da República. Alguns artistas que participarão da Desvenda em Brasília: … Read More

via DESVENDA • Feira de Arte Contemporânea

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

CineEsquemanovo e Atelier Subterrânea promovem sessão “Drive In” (via Blog do CineEsquemaNovo)

CineEsquemanovo e Atelier Subterrânea promovem sessão “Drive In” Exibição especial em estacionamento da Osvaldo Aranha terá filmes de oito artistas nesta quarta-feira, dia 27, às 19h30 O CineEsquemanovo 2011 – Festival de Cinema de Porto Alegre, em paceria com o Atelier Subterrânea, promove uma sessão especial chamada “Drive In”, que vai exibir curtas metragens de oito artistas do Rio Grande do Sul, Ceará, São Paulo e Minas Gerais nesta quarta-feira, dia 27 de abril, às 19h30 com entrada gratuita. Read More

via Blog do CineEsquemaNovo

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

“Os Residentes”, filme de Tiago Mata Machado, abre o CineEsquemaNovo 2011 (via Blog do CineEsquemaNovo)

“Os Residentes”, filme de Tiago Mata Machado, abre o CineEsquemaNovo 2011 O CineEsquemaNovo 2011 – Festival de Cinema de Porto Alegre, será aberto no sábado, dia 23 de abril, às 19h, com a exibição do filme “Os Residentes”, do realizador mineiro Tiago Mata Machado, na Sala P.F. Gastal, na Usina do Gasômetro. A obra está circulando por festivais brasileiros e estrangeiros –  foi exibida numa mostra paralela da última edição do Festival de Berlim, em fevereiro deste ano, e vai ganhar exibição no Indie Lisboa, que será re … Read More

via Blog do CineEsquemaNovo

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Sonhos eróticos! Veja o que eles revelam sobre você. (via Dicas do Professor)

Um sonho erótico pode ajudar você a se recuperar das tensões cotidianas; torça para ter um esta noite Atire o primeiro lençol de seda quem não acha uma delícia curtir momentos de luxúria durante o sono. Mesmo os pesadelos mais aterradores –como ser forçado a fazer sexo– podem ser capazes de tornar mais gostoso o despertar. Os sonhos eróticos podem até ajudar a aliviar as tensões, já que o conteúdo muitas vezes é refletido em excitação real.  … Read More via Dicas do Professor

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Ainda sobre a intolerância (via blog do ozaí)

Ainda sobre a intolerância O tema é complexo. A negação da intolerância exige uma atitude tolerante, mas também de intransigência. Quem decide, porém, quando o indivíduo, denominações religiosas, grupos, etc., são intolerantes, e, portanto, não podem ser tolerados? Numa sociedade onde os interesses são antagônicos, quem interpreta quais são os “bons costumes” e o que é prejudicial? Afinal, quais as restrições à tolerância? … Leia Mais via blog do ozaí

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Poeta descobre o dom do desenho e retrata a Saga de Cristo

O poeta porto-velhense Dom Lauro abriu na última quarta-feira (11/4) na Casa de Cultura Ivan Marrocos, em Porto Velho, capital do Estado de Rondônia uma exposição de quadros com desenhos que retratam a história de Cristo. Lauro descobriu o dom da pintura e do desenho há poucos meses e criou uma técnica própria com resultados surpreendentes. A exposição integra palavras e desenhos, mostrando o ponto de vista de um poeta sobre a Saga de Cristo. O trabalho pode ser apreciado durante os feriados e o domingo de Páscoa (24/4), quando a mostra será encerrada.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

O dom de iludir

Por Antônio Alves

A propósito das bobagens que se diz por aí a torto e a direito com over dose xenófoba, nada tenho a declarar, mesmo porque essas coisas são enfadonhas pra chuchu. Aliás, não sei por que raios nós, humanos, nos deixamos influenciar por coisas tão assim sensabores. Já viram, por exemplo, quão insulso é esse tal de rapinha que confunde Rondônia com um imenso espelho? Pronto, caio na contradição como sempre, e haja blábláblá sobre o que não gosto e não entendo.

Mas, dá licença? Também me acho no direito de esbravejar asneiras, a exemplo daquele deputado fulo da vida com a brincadeira do palhaço do PQP que vilipendia Rondônia e seu  povo. Que defesa! O coronel-mor do Senado, do Maranhão, do Amapá e do Brasil também emitiu seu consistente ponto de vista sobre aquela besta lá da escola de Realengo, no Rio. Eles sabem das coisas e nem sentem remorso.

Opiniões amiúde de cá, de lá e de alhures. Todas muito bem sopesadas, concatenadas, coerentes. E eu, na minha obtusidade, sem entender bulhufas sobre isso e aquilo, mas sempre na teimosia de querer me igualar com gente tão douta e bem intencionada.

Por essas e outras é que eu deveria me esforçar mais em me manter quieto no lugar que me cabe neste latifúndio. Aí, inerte e sem argumento, parafraseio Camilo Castelo Branco: “A maior calúnia que se pode assacar contra um Ente Perfeito é imputar-lhe a criação do homem”.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano