Arquivo do mês: janeiro 2011

Em Cacoal, interior de Rondônia, motorista põe fogo no próprio carro

Foto: PRF/RO

Na cidade de Cacoal, centro-leste de Rondônia, a 500 km da capital Porto Velho, um motorista de 51 anos colocou fogo no próprio carro, uma camioneta Toyota Hilux  depois de capotar na  BR-364, neste sábado (29). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o dono do carro apresentava sinais de embriaguez. O motorista teria perdido o controle do carro e capotado ao entrar em uma rotatória. Testemunhas informaram que após o acidente, o proprietário teria se dirigido a um posto de gasolina nas proximidades , comprado gasolina e a seguir ateado fogo no veículo. A PRF foi acionada e prendeu o infrator por direção perigosa e por provocar incêndio em local público.

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

39 :: power (via just me & my dad)

me :: dad k1000 :: d80 … Veja Mais

via just me & my dad

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Mubarak jamais cairá porque tem o apoio dos homens bons (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Cada vez mais firme no cargo, o grande presidente do Egito, Hosni Mubarak, jamais cairá pois tem o apoio dos homens bons de todo o mundo, o que consolida sua posição frente a gentalha insubmissa e ouriçada pelos agentes comunistas internacionais. As falsas notícias da mídia marxista internacional não nos enganam pois sabemos que o presidente egípcio tem todo o controle da situação e logo levará os revoltosos aos tribunais para que sejam todos condenados …Continue lendo a análise impiedosa do Venerável Mestre Hari

via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Hormônios, Chatices e Chateações

Por Marli Gonçalves

“Tem uns assuntos que são bem chatinhos, e a gente evita a todo custo até lembrar-se deles, quanto mais comentar ou tocar neles. Entre alguns, o de pensar e avaliar nossas próprias limitações, o que acontece no nosso organismo, ou admitir dores, fraquezas, cansaços e idiossincrasias, inclusive sexuais. Cobrar amigos também é um porre, igual aguentá-los quando eles estão de porre. A lista é enorme. E dependem de nossas descargas hormonais do dia. Descobri o culpado pelos males do mundo: os hormônios.”

Prato do dia: hormônios efervescentes à Provençal. Oferta do dia: hormônios equilibrados, com baixas calorias e irritações. Na sobremesa, altas taxas de compreensão e, de quebra, um livrinho iogue qualquer, com exercícios para manter a cabeça no lugar quando o que se quer mesmo é arrancá-la do tronco, se não for a sua própria, especialmente aquela cabeçorra de quem está aborrecendo você. Nos meus retiros espirituais, como diria Gilberto Gil, descubro certas coisas tão normais. Só que eu não tenho tempo para retiro algum, e ando vendo as coisas normais absolutamente anormais. Por exemplo, você faz uma compra pela internet justamente por causa da urgência que tem. Os caras não só não te entregam logo, como ainda cozinham seu galo em banho-maria. Só resolvem quando você ameaça, e mais, você precisa brigar e lutar via todos os canais competentes, com a boca no trombone e a mão na catapulta. Não seria mais fácil resolverem sem isso? Levei um mês para conseguir receber uma lavadora. Uma saga. Nada mais se faz – me parece – de forma simples. Outro dia resolvi me libertar, em minha casa, do jugo da Telefonica. Gastava e pagava sem usar. Quando usava pagava mais do que gastei. Enfim, resolvi. Vocês já tentaram se livrar de uma operadora? Foram quase duas horas de puro desgaste, espere um momentinho, departamento x, para departamento y, perguntas, respostas, mesmas perguntas e, claro, as mesmas respostas. Parecia aula de jornalismo. Por que, quando, onde. O melhor foi uma enorme e variada quantidade de coisas que me ofereceram tentando me demover da ideia, só faltou (uma pena) oferecerem um cruzeiro no Caribe. Se podiam me dar tudo isso, porque não deram antes? Juro: foi difícil demais da conta. As atendentes só faltaram me contar histórias de como elas seriam açoitadas caso me deixassem partir. Agiram como amantes abandonadas à própria sorte, grávidas, no meio do Congresso Nacional assistindo a discurso do Suplicy. Eu, de minha parte, senti-me uma carrasca, com a no final, como está tanto na moda, a fria, a insensível por abandonar uma empresa tão “legal” depois de dezenas de anos de convivência. Deve ser mais fácil separar-se do marido do que desvencilhar-se das operadoras. Eu consegui, mas ando atormentada se algumas dessas atendentes não foram demitidas por minha causa. As pessoas do caso da máquina de lavar, ao contrário, não me comoveram. Por mim, desejei que todas elas e eles comprassem no mesmo lugar e tivessem o mesmo problema para ver como é bom para a tosse, e enfiassem aquelas respostas cretinas que me davam em um lugar bem legal. A mim parece que o mundo todo está no limite, ou sendo levado até ele. O tempo. A política. A natureza. O bom senso. As relações humanas. Será que estamos recebendo descargas atômicas junto com todas essas chuvas? Será a nossa alimentação? Não há teses falando dos hormônios das carnes dos animais que comemos, e dos efeitos dos agrotóxicos, que nem barato dão? Será o ar que respiramos? Será culpa do governo? Do Obama? Aí, saquei o que acontece. Os hormônios – verdade! – parece que têm, sim, boas partes de culpa no cartório. Eles estão na corrente sanguínea ou em outros fluídos corporais. Esses casos nervosos acabam envolvendo todos, os masculinos, os femininos, os vegetais (é, são fundamentais), os dos adolescentes. Sou a favor de penas mais leves, por exemplo, para mulheres que cometeram crimes durante o período de TPM. Fui fazer uma pesquisa sobre isso, tentando entender o meu próprio organismo. Estou num tal de climatério, palavra bonita, mas que acaba irritando mais porque lembra calor e cemitério. Dizem por aí que o citado dá ondas de calor, suores noturnos, insônia, menor desejo sexual, irritabilidade, depressão, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual, diminuição da atenção e memória. Ufa! Não cheguei a tudo isso, mas pensei que se tem quem passa por metade, imagine pisar sem querer no calo dessa mulher. É tudo culpa dos hormônios, sim! Só pode ser a falta ou excesso de estradiol, progesterona, testosterona, esterona, cortisol, melatonina, um bando a quatro, os culpados pelos males do mundo. Descobri até um que chama premarim, estrogênio artificial receitado com frequência, porque protegia pessoas com problemas cardíacos, mas também já contribuía para o aumento do câncer de mama e do endométrio (parte interna do útero). Os médicos tentaram melhorar a coisa, aliando-o ao provera (progesterona sintética) , mas o risco de doenças cardíacas aumentou de novo. O pior vem agora: segundo consta, o premarim é feito com urina de éguas prenhas que são aprisionadas, tratadas estupidamente e sacrificadas para este fim. Socorro!. O que uma veggie, vegan, vegeta diria? Não sei se estou certa ou não, mas fico mais tranquila em saber que não sou só eu que passa por tantos   perrengues. Que esses hormônios atacam todo mundo, desde que nascemos até nossa morte. Nos adolescentes que quase piram, tantas transformações. Nas mulheres, por outro tanto. Nos homens, nos ossos, nos órgãos, nos acúmulos de gordura aqui e ali. Por via das dúvidas já fui ao médico, fiz todos os exames e as coisas – por dentro – estão normais. O que me faz crer que, então, as chatices e chateações são da natureza. São do dia-a-dia que temos que viver. Calma.    Take it easy

São Paulo, o que ajuda na irritação, 2011

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Não contrate um gordo. (via Mulherão)

Por Keka Demétrio

Todos os dias enquanto me arrumo para ir trabalhar, e modéstia parte, desempenhar muitíssimo bem meu trabalho, deixo a TV ligada no programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, que na última sexta-feira exibiu uma reportagem que me deixou, no mínimo, irritada. De acordo com a matéria, em uma pesquisa realizada, constatou-se que 70% das empresas brasileiras não contratam profissionais que se enquadram na categoria: gordo.  Pelo que entendi que se dane se você amassou o seu grande bumbum em uma cadeira de universidade, se possui MBA, mestrado ou se pode ser chamado de Doutor. O que importa não é o quanto você exercita o seu cérebro, mas sim os seus glúteos e se está com tudo em cima Continue Lendo no Mulherão

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Gauchão 2011 : Ypiranga é "garfeado" em Caxias, contra o Juventude

Por Antônio Barcellos
O Ypiranga não jogou bem em Caxias contra o Juventude, mas foi literalmente garfeado pelo juiz Anderson Daronco, principiante, amador, desqualificado, que aceitou a malandragem e catimba do Juventude mais interessado no anti-jogo. Afinal, o Ypiranga estava invicto e era uma grande ameaça aos caxienses. Resultado: o segundo gol do Ju veio de uma falta absurdamente inexistente próxima da grande área, e o Ypiranga teve um gol anulado na cobrança de escanteio quando este desqualificdo marcou “perigo de gol“. Que vergonha para o futebol. Seria uma compensação para o Ju, que amarga um Brasileirão “D”? Com 8 pontos em 5 jogos (duas vitórias, dois empates e agora uma derrota), o Ypiganga está em quarto lugar na chave 1, e hoje estaria classificado para o octogonal.
NR: Depois do jogo do Ypiranga, um Gre-Nal animado aconteceu pela primeira vez fora do Rio Grande do Sul . Foi na cidade uruguaia de Rivera, e o placar não poderia ser melhor para o imortal tricolor: 2 a 1, de virada. Tá certo que os dois times jogaram com os reservas. Mas mostrou que os reservas gremistas são melhores que os reservas colorados. Ponto.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Sul

Gauchão 2011 : Ypiranga é “garfeado” em Caxias, contra o Juventude

Por Antônio Barcellos
O Ypiranga não jogou bem em Caxias contra o Juventude, mas foi literalmente garfeado pelo juiz Anderson Daronco, principiante, amador, desqualificado, que aceitou a malandragem e catimba do Juventude mais interessado no anti-jogo. Afinal, o Ypiranga estava invicto e era uma grande ameaça aos caxienses. Resultado: o segundo gol do Ju veio de uma falta absurdamente inexistente próxima da grande área, e o Ypiranga teve um gol anulado na cobrança de escanteio quando este desqualificdo marcou “perigo de gol“. Que vergonha para o futebol. Seria uma compensação para o Ju, que amarga um Brasileirão “D”? Com 8 pontos em 5 jogos (duas vitórias, dois empates e agora uma derrota), o Ypiganga está em quarto lugar na chave 1, e hoje estaria classificado para o octogonal.
NR: Depois do jogo do Ypiranga, um Gre-Nal animado aconteceu pela primeira vez fora do Rio Grande do Sul . Foi na cidade uruguaia de Rivera, e o placar não poderia ser melhor para o imortal tricolor: 2 a 1, de virada. Tá certo que os dois times jogaram com os reservas. Mas mostrou que os reservas gremistas são melhores que os reservas colorados. Ponto.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Sul

Jorge Schweitzer, o taxista e blogueiro gaúcho que peitou a Rede Globo

Vale a pena dar uma visitada no blog de Jorge Schweitzer, o Táxi em Movimento. Jorge é um ativista bem humorado, que não deixa passar a corrida em branco. Para quem está acostumado a ler (ou escrever) coisas anódinas e repetitivas ( como a nossa política local) o passeio  trará oxigênio . Boa viagem !

Olha um aperitivo aí :

Não gosto do silêncio…
O primeiro brinquedo que ganhei na infância foi um tambor…
Esmurrei com a baqueta até furar…
A família deu graças…
Os vizinhos, hosana nas alturas…
Certo dia os postes de madeira da minha rua estavam para ser trocados…
A prefeitura fez buracos ao lado dos antigos para após retornarem com novos…
Choveu…
Descobri o som maravilhoso das pedras que eu arremessava naquela água até a borda…
Cataplum…
O barulho oco da pedra antes de sumir deixando um círculo perfeito em torno…
A terra era de tabatinga vermelha e as formigas bundudas sumiram para outras paragens ao sol não mais esborrachar novas fendas para passearem…
Durante semanas chuvosas eu retornava a cada manhã para além do meu portão…
Acordava e sentava ao lado do poço providenciado pelo poder público que não retornava para concluir…
Cataplum, cataplum…
Finalmente – algum dia de arco íris com uma caçarola de ouro no extremo direito – chegaram os postes na caçamba de um caminhão Fenemê que de tão grande preenchia minha imaginação a cobrir a rua inteira até as coxilhas envoltas por nuvens de algodão…
Fincaram postes novos na rua inteira…
Menos em frente a casa onde eu morava…
Impossível, o buraco estava com pedras até a borda…
Quando descobriram que era brincadeira de um menino maluco de quatro anos de idade virou piada na rua…
Tiveram que fazer outro buraco poço ao lado…
A rua inteira ficou as escuras por minha causa…
Nas noites seguintes a cada vez que eu teimava em não dormir meus pais ameaçavam com pessoal do Fenemê da CEEE no portão como Homem do Saco que rapta criancinhas e entrega para ciganos….
Juro que até sonhava em morar em barracas imensas e ter a liberdade plena daquelas crianças que corriam entre moças de colares de ouro, grandes brincos de argolas e saias vermelhas rodadas sem jamais serem repreendidas…
Mas…
Tinha que ficar calado e quietinho até adormecer…
Em tempos de silêncio e solidão dá um angústia muito grande…
Gosto do som do meu bater de tambor…

Jorge Schweitzer

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Do Blog do Confúcio – Olho pericioso

“Você pode ter olhos verdes, cinzentos, castanhos ou negros, mas deve ter mais uma modalidade de olhar – o olhar pericioso. Este permanente olhar de mãe e de pai que conhece o filho, sabe quando mente e quando fala a verdade.

O olhar pericioso com a discrição de quem julga e de quem tem faro fino. Importante para quem dirige gente, ainda mais agora que no setor público uma onda avassaladora incute por mudanças nos sistemas remuneratórios, mais ou menos como age a iniciativa privada – uma base fixa igual para todos e um gatilho diferenciado oriundo do desempenho e da produtividade de cada um.

Eu acho justo. O mais difícil de tudo é se criar um sistema competente de avaliação de desempenho que vire regra geral imexível através dos tempos. Porque já vi muitos sistemas iniciarem sérios e com o passar do tempo se perverterem e a produtividade virar regra geral com merecimento ou não.

Ainda bem que há modelos sólidos no Banco do Brasil e Caixa. Em Minas a coisa está andando muito bem. O que poderemos fazer em RONDONIA é ter este olhar pericioso, permanente, e focar no crescimento da valorização do servidor de carreira em todos os sentidos. Nunca deixar de lado a sua premiação pelo merecimento e esforço de servir cada cada vez melhor o nosso povo.”

Deixe um comentário

Arquivado em Do Blog do Confúcio

Todos os dias, durante 10 anos pai fotografa a filha e monta um vídeo tri-legal !

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Incrível ! Ford Corcel II roda sem pneu em São Paulo

No início da década de 80 o piloto Ayrton Senna foi garoto propaganda do Ford Corcel II, mas dificilmente a montadora conseguiu tanta publicidade para seu carro quanto, com um veículo do tipo, obteve um grupo pessoas ao circular, em janeiro último, pela periferia de São Paulo. Detalhe: o Corcel II estava sem o pneu traseiro esquerdo. Assista ao vídeo! No vídeo o carro circula sem o pneu traseiro esquerdo, com passageiros no banco de trás. Note que, mesmo rodando no aro, o Corcell II passa por lombadas. E com os amortecedores danificados. As imagens foram feitas pela TV Record.

via Streetcustoms

3 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

Da praça para os trilhos : Locomotivas a vapor que estão estacionadas em praças nas cidades de São Carlos (SP) e Santa Maria (RS) poderão voltar a circular

Representantes das prefeituras e secretarias de turismo das cidades de São Carlos (SP) e Santa Maria (RS) se reuniram ontem (27), em Brasília, com o Grupo de Trabalho de Turismo Ferroviário. Na reunião, foram apresentados os projetos para a implantação de trens turísticos e culturais nas regiões.

As cidades possuem características em comum, como a importância histórica das ferrovias nas localidades. Santa Maria, que fica na região central do estado, recebe um grande fluxo de turistas uruguaios e argentinos que visitam o Brasil. O trajeto proposto é de 3km por trecho, totalizando 6km. A locomotiva usada é uma Maria Fumaça, que atualmente “adorna” uma das praças da cidade.

O projeto inicial do Trem Turístico Cultural de São Carlos prevê 1,2km de extensão de trilhos e, assim como no projeto de Santa Maria, será usada uma locomotiva a vapor que atualmente serve apenas como “monumento histórico” em uma praça local. Além da ampliação da oferta turística dos municípios, os projetos são importantes para a valorização, preservação e revitalização do patrimônio ferroviário local.

Cartilha – Os proponentes utilizaram a Cartilha de Orientação para Proposição de Projetos de Trens Turísticos e Culturais como parâmetro para a formulação dos projetos. A cartilha foi produzida pelo grupo de trabalho em 2010, com o objetivo de simplificar e acelerar os trâmites necessários para a aprovação de projetos e viabilizar o incremento turístico e cultural da região. O grupo de trabalho, composto por representantes do Ministério do Turismo (MTur), Ministério dos Transportes (MT), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e Inventariança da Extinta Rede Ferroviária Federal S.A (RFFSA),verificou que ambos os projetos são viáveis, porém foram observadas algumas pendências que deverão ser ajustadas.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Unir : Saiu o resultado do Vestibular 2011, confira.

Curso Período Cidade Resultado
Administração vespertino 2º semest Cacoal Simplificado |  Completo
Administração noturno 1º semestre Cacoal Simplificado |  Completo
Administração noturno 1º semestre Guajará-Mirim Simplificado |  Completo
Administração noturno 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Administração noturno 2º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Agronomia integral 2º semestre Rolim de Moura Simplificado |  Completo
Arqueologia matutino 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Artes Visuais matutino 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Ciências Biológicas integral 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Ciências Contábeis vespertino 2º semest Cacoal Simplificado |  Completo
Ciências Contábeis noturno 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Ciências Contábeis noturno 2º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Ciências da Informação noturno 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Ciências Econômicas noturno 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Ciências Sociais noturno 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Comunicação Social / Jornalismo noturno 1º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Direito noturno 1º semestre Cacoal Simplificado |  Completo
Direito vespertino 2º semest Cacoal Simplificado |  Completo
Direito noturno 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Direito norturno 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Educação Física matutino 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Enfermagem integral 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Engenharia Ambiental integral 1º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Engenharia Civil integral 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Engenharia de Alimentos integral 2º semestre Ariquemes Simplificado |  Completo
Engenharia de Pesca e Aqüicultura integral 2º semestre Cacoal Simplificado |  Completo
Engenharia de Produção Agroindustrial integral 2º semestre Cacoal Simplificado |  Completo
Engenharia Elétrica integral 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Engenharia Florestal integral 2º semestre Rolim de Moura Simplificado |  Completo
Estatística noturno 1º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Filosofia noturno 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Fisica noturno 1º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Física vespertino 2º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
Geografia vespertino 1º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
Gestão Ambiental matutino 1º semestre Guajará-Mirim Simplificado |  Completo
História vespertino 1º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
História noturno 2º semestre Rolim de Moura Simplificado |  Completo
Informática matutino 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Letras / Espanhol vespertino 2º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
Letras / Inglês vespertino 2º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
Letras / Português vespertino 1º semest Guajará-Mirim Simplificado |  Completo
Letras / Português vespertino 1º semest Porto Velho Simplificado |  Completo
Letras / Português noturno 2º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Licenciatura em Educação Básica Intercultural integral 2º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Matemática noturno 2º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Matemática matutino 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Medicina integral 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Música matutino 2º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Música matutino 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Pedagogia noturno 2º semestre Ariquemes Simplificado |  Completo
Pedagogia vespertino 1º semest Guajará-Mirim Simplificado |  Completo
Pedagogia noturno 2º semestre Ji-Paraná Simplificado |  Completo
Pedagogia matutino 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Pedagogia vespertino 2º semest Rolim de Moura Simplificado |  Completo
Pedagogia matutino 2º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Pedagogia noturno 2º semestre Vilhena Simplificado |  Completo
Psicologia integral 1º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Química matutino 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo
Teatro matutino 2º semestre Porto Velho Simplificado |  Completo

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

27 de janeiro, expressar a tpm para o mundo (via 365 nuncas)

por incrível que pareça, eu e elisa menstruamos mais ou menos no mesmo período do mês. então esse nunca precisava ser em dupla. … Read More

via 365 nuncas

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

ProUni 2011: MEC divulga os bolsistas classificados

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta sexta (28) a lista dos candidatos pré-selecionados pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). A lista está no site do ProUni. Serão 123.170 bolsas de estudo em cerca de 1.500 instituições de ensino superior. O ProUni oferece 80.520  bolsas de estudo integrais e 42.650 parciais, de 50% da mensalidade.  Até 4 de fevereiro, o candidato pré-selecionado deve comparecer à instituição de ensino na qual foi aprovado para confirmar as informações declaradas na inscrição e fazer a matrícula. Para concorrer às bolsas, os candidatos precisavam ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010, ter atingido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas do exame (ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias, e a redação) e ter nota superior a zero na redação.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Onde foi parar a fita K7? (via universo da bia)

Não dá pra imaginar o mundo antes da fita K7. Me lembro um dia que meu pai herdou um gravador de rolo, era um tesouro e um trambolho. Depois esse rolo virou um carretel pequeno, facilmente transportado e customizado. Editar as próprias músicas, gravar as pessoas e poder transportar isso com vc pra todo canto foi revolucionário. Os primeiros gravadores e as fita K7 foram criado pela Philips mas foi a Sony que surpreendeu, no final dos anos 70,  … Read More via universo da bia

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Monte Roraima é adrenalina pura

Terra do deus Macunaíma, segundo lenda dos índios caribé, o Monte Roraima, em Pacaraima (RR), encanta pela grandiosidade de suas formações rochosas e diversidade de ecossistemas das savanas amazônicas. Caminhar e acampar pela região, uma das mais antigas do planeta, é uma experiência única – cheia de aventura, história e superstição.

Para os aventureiros de plantão, a caminhada ao Monte Roraima, com duas noites no topo, é adrenalina pura. A grande atração do roteiro é o Ponto Triplo, marco piramidal no topo da montanha, que delimita as fronteiras do Brasil, Venezuela e Guiana. O passeio, com duração de sete dias, inclui, acampamento no Rio Tek e visitas ao Vale dos Cristais e ao  El Fosso

O centro histórico de Boa Vista (RR), com edificações do início do século XX, também é atração do roteiro. No verão, na capital do estado, é possível usufruir, ainda, das praias beira-rio como a do Cauamé, Grande e da Polar.

Os roteiros apoiados pelo programa do Ministério do Turismo estão reunidos na revista Roteiros do Brasil 2010.

1 comentário

Arquivado em Ao Norte

Lançamento do livro “Belo Monte – o belo do destruir”, de João de Castro

A quem estiver em Belém neste final de semana: tem lançamento do livro “Belo Monte – o belo do destruir”, de João de Castro. A ação faz parte do Movimento “Xingu Vivo Para Sempre”, que vai acontecer por ocasião do Seminário Trabalho Escravo no Pará, Desafios e Propostas Para a Erradicação, nos dias 28 e 29/01 no Auditório do TRT em Belém, e no dia 30/01 na Praça da República, ao lado do Teatro Waldemar Henrique.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Último dia para inscrição no Concurso Público Petrobrás : salários vão até R$ 6.217,19

Aqui está o edital do concurso público da Petrobras 2011. São 838 vagas para cargos de nível médio, médio/técnico e superior, com salários que variam de R$ 1.801,37 a R$ 6.217,19.  As inscrições poderão ser efetuadas até o dia 27 de janeiro de 2011, através do site da Fundação Cesgranrio. O valor das inscrições é de R$ 30 para quem vai concorrer aos cargos de nível médio/técnico e R$ 45 para os cargos de nível superior. Atenção: Não serão aceitos cursos de Tecnólogo ou Licenciatura. Do total de chances, 12 são reservadas a portadores de deficiência, em cargos específicos que não oferecem riscos.

Os Benefícios são Auxílio-creche ou auxílio-acompanhante (somente para empregada); Auxílio-ensino (pré-escolar, ensinos fundamental e médio) para filhos; Complementação educacional (somente para os cargos de nível médio); Assistência multidisciplinar de saúde (médica, odontológica, psicológica e hospitalar) e benefício farmácia; Plano de previdência complementar opcional; PAE – Programa de Assistência Especial (destinado a pessoas com deficiência, filhos (as) de empregados (as) e Participação nos lucros e/ou resultados.

Os candidatos aprovados ocuparão vagas distribuídas entre os polos de trabalho da Petrobras nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

As provas objetivas serão realizadas no dia 27 de fevereiro nas cidades de Aracaju/SE, Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campinas/SP, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Fortaleza/CE, Goiânia/GO, João Pessoa/PB, Macaé/RJ, Maceió/AL, Manaus/AM, Mauá/SP, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Santos/SP, São José dos Campos/SP, São Luís/MA, São Mateus do Sul/PR, São Paulo/SP, Três Lagoas/MS e Vitória/ES, (para todos os cargos), de acordo com os seguintes critérios: As provas de conhecimentos básicos são  de caráter eliminatório e as de conhecimentos específicos de caráter eliminatório e classificatório. A prova discursiva será aplicada somente para o cargo de Auditor(a) Júnior e terá caráter eliminatório e Classificatório. O exame de capacitação física será feito somente para o cargo de Inspetor(a) de Segurança Interna Júnior, e será de caráter eliminatório.

NÍVEL SUPERIOR ( GRM = Garantia de remuneração mínima)

Cargo Vagas Remuneração
Administrador 20 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31
Auditor 6 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31.
Contador 19 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31.
Enfermeiro do trabalho 2 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31.
Engenheiro civil 2 R$ 4.117,07 GRM deR$ 6.217,19.
Engº de equip.elétrica 2 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engº de equip. eletrônica 24 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engº de equip. inspeção 9 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engº de equip. mecânica 34 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engº  equip.terminais e dutos 12 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engenheiro de meio ambiente 1 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engenheiro de petróleo 17 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engenheiro de processamento 8 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engenheiro de produção 5 R$ 4.117,07 GRM deR$ 6.217,19.
Engenheiro de segurança 17 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engº de telecomunicações 2 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Engenheiro naval 4 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Geofísico/física 3 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Geofísico/geologia 14 R$ 4.117,07 GRM deR$ 6.217,19.
Geólogo 11 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.
Médico do trabalho 4 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31.
Jornalismo 1 R$ 3.821,16 GRM de R$ 5.770,31.
Publicidade e propaganda 1 R$ 3.821,16 GRM deR$ 5.770,31.
Químico de petróleo 2 R$ 4.117,07 GRM de R$ 6.217,19.

NÍVEL MÉDIO E/OU TÉCNICO ( GRM = Garantia de remuneração mínima)

Cargo Vagas Remuneração
Inspetor  de segurança interna 4 R$ 1.192,87 GRM de R$ 1.801,37
Técnico          ambiental 2 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86
Técnico    de       administração     e controle 51 R$ 1.437,55 GRM de R$ 2.170,84.
Téc de comercialização  e logística 8 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico   de   contabilidade 28 R$ 1.437,55 GRM de R$ 2.170,84.
Técn de enfermagem  do trabalho 1 R$ 1.437,55 GRM deR$ 2.170,84.
Técn(a) de expl de Petróleo júnior – geodésia 4 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de exploração de Petróleo júnior – geologia 18 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de insp de equip e instalações júnior 24 R$ 1.732,25 GRM deR$ 2.615,86.
Técnico(a) de logística de transporte júnior – controle 26 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de logística de transporte júnior – operação 4 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de manutenção júnior – Caldeiraria 29 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de manutenção júnior – Elétrica 54 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de manutenção júnior – Eletrônica 10 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de manutenção júnior – Instrumentação 30 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de manutenção júnior – Mecânica 95 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de operação júnior 80 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de proj, Construção e montagem júnior – Edificações 1 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de proj, Construção e montagem júnior – Elétrica 11 R$ 1.732,25 cGRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de proj, Const e mont Jr – Estruturas navais 3 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de proj, Const e mont júnior – Instrumentação 3 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de proj, Construção e montagem júnior – Mecânica 38 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico (a) de segurança júnior 22 R$ 1.732,25 GRM dee R$ 2.615,86.
Técn(a) de suprim de bens eServ júnior – administração 26 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de suprimento de bens e Serviços júnior – elétrica 8 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técn(a) de suprimento de bens e Serviços júnior – mecânica 12 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) de telecomunicações Júnior 11 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.
Técnico(a) químico(a) de petróleo júnior 15 R$ 1.732,25 GRM de R$ 2.615,86.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Pesquisadores descobrem gene que protege pessoas com alto risco de contrair demência

Neurocientistas sempre acreditaram que uma mutação no gene progranulina, que produz a proteína progranulina e dá suporte aos neurônios do cérebro, era a responsável pelo desenvolvimento de um tipo de demência conhecido como Degeneração Lobar Frontotemporal (DLFT). Mas, recentemente, uma equipe internacional de cientistas, liderada por pesquisadores da Clínica Mayo de Jacksonville, Flórida, descobriu um outro fator genético que, segundo eles, parece proteger contra esse distúrbio nos portadores da mutação da progranulina.
Em um artigo publicado na edição de 22 de dezembro no jornal Neurologia, publicação médica da Academia Americana de Neurologia, os pesquisadores relatam que pessoas com um gene progranulina mutado, que também herdaram duas cópias de uma variante específica do gene TMEM106B, são significativamente menos propensos a desenvolver a DLFT ou, pelo menos, o desenvolvimento da doença será retardado.
“Essa foi uma descoberta inesperada, mas muito estimulante, porque ela sugere que, se viermos a entender o que é o gene TMEM106B e como ele e suas variantes funcionam, será grande a probabilidade de desenvolvermos um agente que protege contra a DLFT”, declara a principal autora do estudo, a neurocientista  Rosa Rademakers, Ph.D.
Esse estudo foi uma sequência de um estudo de associação ampla do genoma, liderado por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade da Pensilvânia, que incluiu 45 centros de diversas partes do mundo, e foi publicado na edição de marçode 2010 da Nature Genetics. Nesse estudo, foram usados tecidos cerebrais pós-morte para localizar com precisão variações no gene TMEM106B, como fatores de risco para o desenvolvimento da DLFT. O que todos os pacientes tinham em comum era o fato de terem lesões de proteínas TDP-43 mal dobradas dentro dos neurônios do cérebro. Os pesquisadores descobriram que as variantes do TMEM106B também tinham uma participação na DLFT de pacientes com uma mutação da progranulina – eles, invariavelmente, tinham essas lesões no cérebro.
“Essa pesquisa foi projetada para confirmar as descobertas do estudo anterior e ampliá-lo, com o objetivo de verificar se o TMEM106B poderia regular os níveis de progranulina”, diz Rosa Rademakers. Para fazer isso, os pesquisadores investigaram as variantes do TMEM106B em um novo grupo de pacientes, incluindo 82 pacientes com DLFT, com mutações da progranulina, 562 pacientes com DLFT, sem mutações, além de um grupo de controle com 822 pessoas saudáveis. No grupo como um todo, eles não verificaram uma associação significativa com o TMEM106B, mas havia uma associação bastante significativa entre variantes do TMEM106B e o desenvolvimento da DLFT em pessoas com mutações da progranulina.  Os pesquisadores descobriram que pessoas com uma mutação da progranulina, que também herdaram duas cópias do alelo protetor TMEM106B, não desenvolveram a DLFT ou a desenvolveram apenas em uma idade bem mais avançada do que é o normal – geralmente em torno dos 60 anos, explica a neurocientista. “Como os portadores da mutação da progranulina produzem 50% menos a proteína progranulina, acreditamos que o TMEM106B pode afetar os níveis de progranulina e, portanto, funcionar especificamente em pessoas com mutações de progranulina”, ela diz.
Em suporte a suas hipóteses, eles descobriram que pessoas portadoras do alelo protetor TMEM106B têm mais progranulina em seu plasma sanguíneo, o que sugere que o alelo TMEM106B exerce a função de aumentar os níveis da proteína progranulina.
“A forma protetora do TMEM106B causa o aumento dos níveis de progranulina no sangue. Se ela também aumenta os níveis de progranulina no cérebro é uma questão ainda a ser estudada e será o foco de nossa próxima pesquisa”, afirma Rosa Rademakers.
O alelo TMEM106B benéfico pode ser a base para o desenvolvimento de uma nova terapia para pacientes com uma mutação de progranulina e, além disso, pode ajudar outras pessoas na faixa de risco de demência, ela afirma. “Mudanças sutis nos níveis de progranulina têm sido associadas a um risco maior de desenvolvimento da DLFT, de forma que, agora, temos uma pista interessante para investigar”, ela declara.
O estudo foi financiado pelos Institutos Nacionais de Saúde e pelo Consórcio para Pesquisa de Demência Frontotemporal. Os autores declaram não haver qualquer conflito de interesse.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano, Efêmeras Divagações

Lero com o leitor

Por Binho

disse:
comenta
diz
o
que
acha
ou
sente
quando
meus
repentes
o
silêncio
foi
desconcertante
feito
uma
resposta
distante
pensei
:
não
importa
nada
em
mim
é
urgente

Deixe um comentário

Arquivado em Poesya La Na´vi vá

Fazer o bem faz bem!

Por Silvia Alambert, educadora financeira The MoneyCamp Brasil

Ao assistirmos aterrorizados aos noticiários trágicos sobre as enchentes que fazem vítimas em diversas regiões do país, questionamo-nos sobre vários aspectos de nossa própria vida. Entre elas: a fragilidade do viver independente da situação socioeconômica e o que é realmente importante na vida: família, amigos, moradia, ter uma alimentação e educação satisfatórias e principalmente, ESTAR VIVO.

Em situações deste nível, em relação a quem perdeu tudo, as pessoas ficam mais sensibilizadas e percebem que são abençoadas e sentem-se bem em ajudar ao próximo através da doação, pois entendem este ato como sendo um conforto àquele que receberá sua ajuda, por menor que seja.

Como sempre coloco também, não é preciso esperar que situações catastróficas aconteçam ou que alguma grande instituição faça campanhas pela televisão para receberem doações, para nos lembrarmos de sermos gratos por estarmos vivos e sermos quase perfeitos, e nem tampouco esperar ter a renda do Brad Pitt ou da Oprah Winfrey para oferecer ajuda ao próximo.

Há inúmeras instituições espalhadas pelo Brasil que vivem suas catástrofes particulares e que lutam para obter ajuda  e com isso  levar recursos a, literalmente,  locais que nem constam no mapa, na missão de aliviar a dor e o sofrimento de famílias esquecidas e que vivem em condições sub-humanas. Ente elas estão, por exemplo, crianças portadoras de deficiência física ou mental que foram abandonadas, pessoas portadoras de doenças incuráveis, idosos que foram simplesmente maltratados e colocados para fora de casa ou ainda defendendo causas que se referem ao meio ambiente e que dizem respeito a todos nós.

Sem que muitos brasileiros saibam, o simples ato de doar está associado diretamente à educação financeira. Sabia disto? Como não? Oras, se o dinheiro é uma energia de troca – você investe seu tempo e energia (trabalho) por dinheiro e o troca por coisas que você necessita ou deseja – é este mesmo processo de dar e receber que mantém a energia circulando em nossas vidas.

Em seu livro, as 7 leis espirituais do sucesso, Deepak Chopra explica assim a lei da doação para os setores da vida: “ (…) Se quisermos receber amor, temos que dar amor. Qual é a intenção? Essa é uma pergunta fundamental. Quando você doa de verdade você sente prazer em ver a felicidade do outro. Não importa a sua doação, seja um sorriso ou uma flor, mas que seja sincero e incondicional. Enquanto você dá, está recebendo. Quanto mais dá, mais cresce a sua confiança nos efeitos milagrosos desta lei. E quanto mais você recebe, mais cresce a sua capacidade de dar.”

É um círculo vicioso ao melhor estilo Corrente do Bem. Experimente mais. Pode ser que você goste mais e faça mais. Não julgue que você precisará ter “rios de dinheiro” ou esperar momentos catastróficos acontecerem para fazer doações. Se for de coração, muito ou pouco, fazer o bem faz bem.E aí, já liberou aquele sorriso largo, disse aquele “ bom dia” motivante ou já fez alguma coisa pelo próximo ou pelo planeta hoje ?

 

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Caminhão Mack

Uma carreta especial com mais de trezentos pneus transporta equipamentos do Porto de Porto Velho para a UHE Jirau. foto: M. Freire

2 Comentários

Arquivado em Efêmeras Divagações

Carros – Pérolas Antigas (via The Bridgetown Blog)

1954 Chevrolet 3100 Truck

1963 Plymouth Valiant 

1963 Volvo 122S 

1968 Citroen DS-21 Pallas 

1971 Porsche 914 

1973 Datsun 510 Wagon 

1976 Plymouth Volare Premier Wagon 

1980 Volkswagen Rabbit Pickup 

via The Bridgetown Blog

1 comentário

Arquivado em Reblog

São Paulo, Ailoviiú

Por Marli Gonçalves

Peço desculpas de antemão. Terá de ser um pouco maior, tão grande quanto a cidade que homenageia. Feche os olhos. Imagine São Paulo. Vou tentar narrá-la. Ou descrevê-la como fazíamos em nossa infância, na frente de desenhos importados e mal impressos. Aqui está tudo em nossa própria carne. Impressões digitais e na íris, nome de uma flor que você vê, andando por ela.

Vejo coisas malucas que só por aqui. Vi uma fila de motoboys, pizzas na mão, em frente a um prédio só, em dia de chuva. Vejo policiais de bicicleta, de moto, de viaturas, de helicópteros. E descalços, ao mesmo tempo, com seus salários de fome. Uma fome que alimenta a violência.

Vejo até guardas florestais com imponentes Lands Rover. São Paulo tem áreas florestais, sabia?

Na chuva, enchentes. Na seca, narizes sangrando e muito coff-coff-coff. O asfalto queima as patinhas dos cães, muitos, vira-latas ou de madames, mas aqui algumas delas põem sapatinhos em seus bichinhos.

Cavalos puxam homens e carroças. Carroças são puxadas por homens e cavalos. Às vezes homens puxam cavalos e carroças. Algumas, apenas o cavalo solto nas estradas, perigo da noite.

Gente que tem muito. E gente que não tem nada. Nem a perder. Nada. E achados e perdidos, que essa cidade tem.

Tem trânsito, tem calmaria (mas só quando a deixam, fugidos, nos feriados). Tem flores de todos os tipos, árvores coloridas. Mas você precisa olhar para elas. Os ipês, mancas, quaresmeiras, as azáleas, os lírios e as palmas. As íris, quase violetas.

Aqui já vi, vejo e verei mendigos poliglotas. Loucas elegantes que fazem uso à sua moda do que ganham, acham nas latas, caçambas da vida. Nas caçambas dos Jardins acha-se de tudo: estolas, quadros, móveis. Eu já vi e catei. Brinquedos. Não entendo por que quem joga não é capaz de juntá-los para oferecer e ganhar na troca o olhar lindo de uma criança. É São Paulo.

Já vi até dentro de carrinhos de bebê. Aqui tem gente que anda nas ruas com cães, gatos, papagaios, cacatuas, e até porcos e coelhos. Minha mãe teve dois galos. Que cantavam nos Jardins.

Ah, barulho tem toda hora. Agora. De noite e de dia. Psiu? Cadê você, Psiu? Sempre em construção. Ou carros e motos acelerando. Ônibus lotados subindo ladeiras, que aqui têm muitas. E os bêbados da noite, em carros de todo o tipo. Ou nas calçadas. Mas as bêbadas são piores, com suas vozes finas, gritantes e lamuriantes.

Nos céus, aviões, jatinhos e helicópteros. Quase Jetsons, não fossem os balões pipocantes que de vez em quando um ser irresponsável solta por aí. Uóóóómmm. As sirenas das ambulâncias, dos policiais, dos bombeiros, do resgate. E dos idiotas que agora inventaram e usam uma corneta com esse som.

São Paulo: seus parques e praças são poucos. Suas áreas de risco, muitas. Sua periferia, cinza. Suas favelas, até isso, sem graça, sem samba, sem cor.
Mas aqui tem para todo o mundo. Para ateus, agnósticos e etcs. E todas as religiões. Dos rabichos dos Hare Khrishnas, aos dreads dos rastas. Os cachinhos dos judeus ortodoxos, com seus chapelões de pelo. As sandálias dos franciscanos. Os pesados hábitos das carmelitas. O moderno dos Padres Rossi e amigos. As saias “colunas” das evangélicas tradicionais e os terninhos dos pastores. As cabeças cobertas das muçulmanas. Centros de cabala,Kaballah, centros de espiritismo. Mesa branca, umbanda, candomblé, magias de todo o tipo. Até feiras de cartomantes há! Aqui até fachada de templo evangélico gigante parece fachada de centro gay, toda em arco-íris. Verdade!

Ciganas lêem suas mãos. Malabaristas passam bolas de cristal pelos braços. Comem fogo e espadas. Jogam Três Marias para cima. Os meninos pobres tentam fazer o mesmo. Ou pegam rodinhos e paninhos sujos para limpar o seu pára-brisa.

Aqui em São Paulo tem rua de tudo. De madeira, noivas, móveis, decoração, roupas, panelas, ferragens de porta, de equipamentos musicais. Agora há também ruas, muitas, tomadas por hordas de viciados em crack. E os nomes das suas ruas, São Paulo, nem conto! Queria morar na Rua das Estrelas Fugazes, se houver.

A noite de São Paulo pode ser paga. Ou gratuita, se for só para olhar. Suas manhãs são agitadas. Tem quem vem de longe. Tem quem vá para longe. Ida e volta. Diariamente.

Agora, mas só agora – não acontecia isso antes, acredite – vemos gente de shorts e
chinelos nas ruas. Mas ainda não vemos as mulheres de biquíni nas praças que tem quem queira, não queira, não goste. Não possa. Ah!

As avenidas são como rios cortantes para se transpor. Às vezes a nado. Rezando,
os pedestres. Represas, rios e riachos. Córregos borbulhantes e vazantes. Efervescentes, na cidade, tais quais toda sua gente: contorcionistas, voyeurs e exibicionistas, antropofágicos, simpatizantes até de tudo muito aquilo para o lado direito.

A arte está nas ruas, em grafites, adesivos, carimbos. Em cada um por todos. Todos por um.

Além de igrejas, templos e bibocas, há restaurantes para todos os gostos e nacionalidades, desejos, gostos, bolsos. Agora até em motos nas ruas, comida. Em São Paulo, cachorro-frito já acharam, com gato no churrasco, cavalos no aperitivo. Aqui se vende bem caro até espuma, novidade gastronômica. Chame diferente: iogurte virafrozen; molhos viram nomes extraordinários.

São Paulo fala todas as línguas, sotaques, dialetos, gírias. Com r, s, ou estalados nos dentes, no céu da boca. Orrrrr comprido dos caipiras, que aqui habitam e mantêm o clima, o charme do sotaque, “sutaque”, uai, tchê, guri, guria, painho, mainha. Óxente, cabra da peste!

24 horas aqui tem pães, sexo, sex-shop, pet-shop, materiais de construção, mercados até hiper, massas e carnes, sopas e álcool, nos postos, convenientes, junto com a gasolina.

São Paulo, frenética, violenta, caridosa, e ruidosa. Esburacada e recapeada. Antiga e antigamente, caindo aos pedaços, indo ao chão e erguendo-se, do nada, inteligentes e inacessíveis. Arranha o céu!

Além de especialidades médicas, doenças e males estranhos.

Antenas, muitas. E antenados. Interferências, todas, e gente desplugada, perdida,
michêse michados. Apagões aqui e ali. Até de inteligência. Rua que é estrada, avenida que é rua.

Aqui tem festa suingueira, festa fechada, festa aberta. Fetiches, Sado e Masô. E ainda os sertanejos dos fuscas tunados. Há os meninos e as meninas, em seus clubes dos bolinhas e luluzinhas. No Arouche tem footing gay nas tardes de domingo. Na Augusta em que nasci e vivi, tem todo dia, toda hora. Augusta dos 60, dos 70, dos 80, dos 90, dos cem em diante. 120 por hora.

São Paulo: sua bandeira e a do Brasil tremulam orgulhosas. Você é preta, vermelha, branca. E verde e amarela. Aqui se vê de tudo e se faz muito pouco do que dá. Cada vila, bairro, uma cidade, uma ciranda. Milhões de histórias para contar.

Feliz Aniversário, minha véia!
Daqui de São Paulo, janeiro de 2011

2 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

Saída de Jonas foi um erro duplo (via Grêmio 1903)

Ao ler a notícia da saída de Jonas para o futebol espanhol, senti um duro golpe, daqueles que você não espera e precisa de um tempo para assimilar. Apesar de saber do risco considerável, apostava na Libertadores como trunfo do Grêmio para mantê-lo. Porém, o valor de € 1,25 milhão de (cerca de R$ 2,8 milhões), equivalente à multa rescisória… Read More

via Grêmio 1903

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Caça quebra a barreira do som e fotógrafo amador registra

O nome do autor do feito é  Steve Skinner. Ele fotografou o momento exato que um caça F-18 Super Hornet (que os EUA está tentando vender para o Brasil ) cruza a barreira do som em San Diego, na Califórnia, EUA.

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Petralhas são inimigos do sucesso pessoal (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Petralhas são inimigos do sucesso pessoal Somente pessoas desprovidas de moral poderiam se opor ao mais-que-bem-vindo auxílio dado por um dos maiores comunicadores de televisão deste país às vítimas da catástrofe no RJ, catástrofe esta provocada pelo desgoverno dilmista que mal começara … Read More

via Professor Hariovaldo Almeida Prado

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Do Blog do Confúcio : Uma saúde sustentável

Pode parecer uma grande obra tirar doentes do chão do Pronto Socorro João Paulo II. É um alívio para o governo e para as famílias que se sentiam os últimos cidadãos da terra. Remetidos a uma condição de barbárie verdadeira.

No entanto, já movimentamos várias idéias e ações concretas. O SAMD (serviço de atendimento médico domiciliar) criado a toque de caixa, na base do improviso, mas, é assim mesmo que deve ser na hora da necessidade ou da guerra. Para que possa prestar atendimento médico no domícilio para variadas categorias de pacientes e prestar cuidados paliativos, curativos e de espera por cirurgias.

Além dele – parceria com as Irmãs Marcelinas para o atendimento de muitos idosos sequelados por acidentes vasculares e/ou doenças crônicas e degenerativas.

No mais é a cooperação com as prefeituras de Vilhena, Cacoal, Ji-Paraná e Ariquemes, regionais de saúde, com novos recursos de custeio e brevemente alguns especialistas a mais para poderem ali mesmo resolverem os casos de cirurgia geral, ortopedia e neurologia.

Agora, por fim, o Hospital de Cacoal, que é grande e bonito, que está ainda subutiizado, mas, que queremos dentro de 120dias dar carga completa a ele. Inclusive, o Batista, que é adjunto da saúde, está de plantão dentro deste hospital para fazê-lo funcionar plenamente.

Fora do eixo da BR, em São Francisco, tem um belo hospital ainda fechado. Creio que em 60 dias pouco mais ou pouco menos ele estará funconamente maravilhosamente bem.

O Ministério da Saúde viu tudo e também já está tomando suas medidas de apoio, com deslocamento de especialistas do ITO – instituto de traumatologia e ortopedia do Rio de Janeiro para Porto Velho.

A nossa correria é grande para por em pleno funcionamento todos os centros cirúrgicos do Hospital de Base e do Pronto Socorro.

Então, vocês podem ver, que muitas medidas já foram tomadas e todas devem continuar funcionando cada vez melhor, para que em sintonia fina a saúde possa tomar um rumo de sustentabilidade e cumprir o seu objetivo finalístico – que é de prestar um bom atendimento a todos.

Nada disto será continuado sem que as prefeituras do Estado assumam os seus papéis na atenção básica, no Programa Saúde da Família, com os agentes comunitários trabalhando efetivamente, com o médico clínico resolvendo maioria dos procedimentos ali mesmo e além do mais – o serviço de regulação implantado globalmente em Rondônia. O doente só sair de um lugar com a garantia da vaga.

Deixe um comentário

Arquivado em Do Blog do Confúcio, Efêmeras Divagações

Coisas que as crianças de hoje não vão ver… (via NO SENSE)

Você tem filhos ? Pretende ter? Pois então relembre de algumas coisas que te marcaram na infância, mais as crianças de hoje nunca irão ver!   Olhando alguns tópicos no Orkut, e recebendo e-mails sobre velharias, posso dizer que bateu aquele momento nostalgia. Todo mundo tem algo que marcou a sua infância, e sempre fica aquele gostinho de que mesmo sendo “tecnologicamente ultrapassado” as coisas na “nossa época” eram bem melhores… Read More

via NO SENSE

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Dia Nacional do Fusca

Neste domingo(23), o Dia Nacional do Fusca será comemorado nas instalações da Volkswagen Anchieta, onde o modelo foi fabricado por mais de 30 anos. O encontro é promovido pelo Fusca Clube do Brasil, com sede em São Paulo, e planeja reunir cerca de 500 veículos, entre Fuscas e derivados de todas as épocas e modelos, incluindo veículos considerados “raridades” entre os colecionadores. O evento, que começa às 9 horas, também reservará espaço para venda de peças antigas e de reposição.

Com mais de 3 milhões de unidades comercializadas no Brasil, o Fusca foi produzido entre 1959 e 1996 na fábrica da Anchieta da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo (SP).
A produção foi interrompida em 1986, retornando em 1993 a pedido do então presidente do Brasil, Itamar Franco. O modelo continou a ser produzido no México – onde já era montado desde a década de 1980 – até 2003, quando saiu sua última unidade, hoje exposta em um museu da cidade de Wolfsburg, na Alemanha.
Essa história de sucesso teve início em 1931, com o surgimento da necessidade de um carro pequeno, econômico e de fácil produção. Quando a ideia ganhou popularidade, diversas etapas, testes e protótipos foram criados até o produto chegar aos consumidores. Ferdinand Porsche assinou o contrato que deu início ao desenvolvimento e fabricação do Sedan, nome original do modelo, em 22 de junho de 1934.

No Brasil, o modelo foi importado da Alemanha entre 1950 e 1959 e recebeu o apelido de Fusca. Estima-se que o modelo teve 21 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. O Dia Nacional do Fusca foi instituído em 1989 pelo presidente do Sedan Clube, Alexander Gromow.

O significado histórico e afetivo com a fábrica Anchieta foi o grande motivo da escolha do local para a realização dessa comemoração. “Por ser a unidade na qual o modelo foi produzido por cerca de 30 anos, consideramos a fábrica como berço do Fusca”, afirma Roney Celso Iannone, diretor-presidente do Fusca Clube do Brasil.
O evento é aberto ao público e busca reunir, principalmente, proprietários de carros Volkswagen refrigerados a ar. A organização do evento convida todos os participantes a doarem 2 quilos de alimentos não-perecíveis, que serão encaminhados aos desabrigados pelas enchentes na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro.

via www.fuscaclube.com.br

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Um grande exemplo de caridade e desapego ao dinheiro – Como agem os homens bons (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Alvas nuvens no céu a lembrarem que as alvas flores da terra perfumam o caminho dos que andam de acordo com a trindade santa, qual seja a Fé, a Esperança e a Caridade, como faz nosso irmão e grande homem bom, Álvaro Dias, alvíssaras!!! Oh, que esperança ao vermos a inabalável fé de um homem de bem sempre disposto a fazer caridade … Read More

via Professor Hariovaldo Almeida Prado

1 comentário

Arquivado em Reblog

Corregedor diz que delegado que agrediu cadeirante em SP pode até ser demitido (via Flit Paralisante)

Corregedor diz que delegado que agrediu cadeirante em SP pode até ser demitidoO Corregedor da Polícia Civil de São José dos Campos, em São Paulo, Antônio Álvaro Sá, disse nesta quinta-feira que se ficar comprovada a culpa do delegado Damasio Marino, acusado de agredir um cadeirante, o policial pode ser demitido da corporação. O delegado do 6º Distrito Policial de São José dos Campos já foi afastado do cargo pela Secretaria de Segurança Pública … Read More

via JORNAL FLIT PARALISANTE

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Ensaio sobre a tolice

Por Antônio Alves

Há 60 anos tento me adaptar a isso tudo
Ora eloquente, ora mudo
E como o tempo não dá tempo ao tempo
Perdi meu tempo
Nada fiz, nada sou, nada sei
Meu filho, minhas filhas, minhas netas
Milagres da genética
Plantei a tal árvore
Mas o livro não escrevi não
Oportunidades em turbilhão
Não posso me queixar
Mas como segurá-las
Com estas mãos de sabão?
Vão como vêm
Num piscar de olhos passou o trem
Nessas décadas de ostracismo
Faltou-me pragmatismo
Por que não fui vereador,
Deputado ou senador?
Quem sabe chegasse até a governador?
Mesmo por dez dias, era pensão garantida
Gorda e pra toda a vida
Quis ser jornalista e deu no que deu
Ou seja, não deu
Fui ingênuo total
Pois o rei nunca está nu
No jornalismo oficial
Pra encurtar a História
Sou parte da escória
Que espera paciente e ordeira
Pelas migalhas que sobejam
Na ordem, o progresso vem sem coleira
Aí o gigante pela própria natureza não te incomoda
Pode permanecer deitado em berço esplêndido
Não preciso dos podres poderes
Mas preciso dos dinheiros podres
Caso queira sobreviver
Se é pra ir vamos agora
Cada um faz sua hora
Estou pronto pra viajar
João Antonio, chama a Mariana, Camila e Flora!
Luisa, acorda a Beatriz, Gabriela e Maria Clara!
O trem da esperança vai passar
A viagem é sorrateira
Mas não guardo mistério
Por não temer cemitério.
Ä meia-noite quebra o encanto
Aí eu corro para o abrigo
Pra esconder tristeza e pranto

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Pacientes do JP II vão para o Hospital de Base, em Porto Velho

foto:Ésio Mendes/Decom

Por  Cristiane Cruz

Por volta das sete horas da manhã desta sexta-feira (21) teve início o trabalho de transferência de trinta pacientes que estavam acomodados nos corredores e no chão do Hospital de Pronto Socorro João Paulo II à espera de cirurgias para o Hospital de Base Ary Pinheiro em Porto Velho.

A transferência foi feita através de uma operação especial e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Polícia Militar, que ajudou na liberação e controle do trânsito. Todo o processo foi acompanhado pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Muller, por técnicos do Pronto-Socorro João Paulo II e pelo representante do Ministério da Saúde, José Eduardo Passos.

A operação envolveu mais de trinta profissionais e sete ambulâncias, sendo duas do Samu e cinco do Corpo de Bombeiros, que deram suporte ao trabalho. Um a um, os pacientes foram preparados e colocados nas ambulâncias. “Estamos unindo forças para atender esses pacientes de forma digna. Como não são pacientes em estado grave, não há a necessidade de médicos para acompanhar no trajeto até o Hospital de Base, apenas enfermeiros”, explicou o diretor do João Paulo II, Sérgio Mello.

De acordo com Alexandre Muller, o Governo do Estado não está medindo esforços para devolver a dignidade desses pacientes, que há meses aguardavam por cirurgias. “Nossa meta é atender de forma humana e conseguir sanar a problemática da saúde em Rondônia”, disse Muller.

Os pacientes foram encaminhados para o setor de traumatologia e ortopedia do Hospital de Base, onde passarão pelos exames pré-operatórios. A próxima etapa é o mutirão de cirurgias. Para os procedimentos cirúrgicos estão sendo recrutados médicos de Extrema, outros profissionais interromperam suas férias e alguns setores administrativos foram adaptados para receber leitos extras. “Tiramos estes pacientes do chão e os colocamos em acomodações adequadas. Vamos começar gradativamente o processo de cirurgias”, afirmou o diretor do Hospital de Base, Jean Negreiros.

No último dia 19, já foram removidos 25 pacientes para Ji-Paraná e 13 para o Hospital Marcelo Cândia, em Porto Velho, onde receberão o atendimento necessário.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Mais um na lista dos injustiçados. Há 150 anos nascia o brasileiro que inventou o rádio

Nesta sexta-feira, 21 de janeiro, o Brasil celebra o sesquicentenário de nascimento do padre-cientista Roberto Landell de Moura, inventor brasileiro do rádio e Pai das Telecomunicações. Uma série de atividades foi programada para este dia, entre elas o lançamento de selo e carimbo alusivos ao tema pelos Correios nas cidades de Porto Alegre, Campinas e Brasília.

Ironia do destino, embora seja um dos maiores gênios dos séculos XIX e XX, por suas invenções e atuação científica, Landell de Moura, gaúcho de Porto Alegre nascido no dia 21 de janeiro de 1861, é ignorado em seu próprio País, onde as crianças continuam aprendendo que o inventor do rádio foi o italiano Guglielmo Marconi.

Com o conhecimento teórico e a inquietude dos que estão à frente de seu tempo, Roberto Landell de Moura transmitiu a voz humana à distância, sem fio, pela primeira vez no mundo. Foi também pioneiro ao projetar aparelhos para a transmissão de imagens (a TV) e textos (o teletipo). Previu que as ondas curtas poderiam aumentar a distância das comunicações e também utilizou-se da luz para enviar mensagens, princípio das fibras ópticas. Tudo está documentado por patentes, manuscritos, noticiário da imprensa no Brasil e no exterior e testemunhos.

As pioneiras transmissões de rádio aconteceram no final do século XIX, ligando o alto de Santana – o Colégio Santana – à emblemática Avenida Paulista, que hoje abriga diversas antenas de emissoras de rádio e de TV.

Ao transmitir a voz, Landell se diferenciou de Marconi. O cientista italiano inventou o telégrafo sem fios, ou seja, a transmissão de sinais em código Morse (conjunto de pontos e traços) e não o rádio tal como o conhecemos.

As experiências do padre Landell não sensibilizaram autoridades e nem patrocinadores. Pior: um grupo de fiéis achou que o padre “falava com o demônio” e destruiu seus aparelhos.

Mesmo tendo patenteado o rádio no Brasil (1901), Landell não obteve reconhecimento. Decidiu, então, viajar para os Estados Unidos, onde conseguiu, em 1904, três cartas patentes. De volta ao Brasil, quis fazer uma demonstração das suas invenções no Rio de Janeiro, mas, por um erro de avaliação, o Governo não lhe deu a oportunidade. Depois, ele seria “forçado” a abandonar as experimentações científicas. Morreu no ostracismo e o Brasil importou tecnologia para entrar na era das radiocomunicações!

Landell de Moura está, agora, já em pleno século XXI, prestes a ver seu nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, depositado no Panteão Tancredo Neves, graças ao Projeto de Lei do senador Sérgio Zambiasi, que está atualmente em análise na Câmara dos Deputados. Estará, desse modo, ao lado de outros heróis como Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Santos Dumont e Oswaldo Cruz.

Também receberá, em fevereiro, o título post-mortem de Cidadão Paulistano (que Marconi recebeu em vida), por iniciativa do vereador Eliseu Gabriel.

Há anos, ele é o patrono dos rádio amadores brasileiros e seu nome está em ruas e praças de várias cidades, em instituições públicas e em livros publicados no Brasil e no Exterior.

O Brasil tem agora a oportunidade de reconhecer a obra científica de Landell e incluir os seus feitos no currículo escolar obrigatório do ensino básico. É por isso que luta o MLM – Movimento Landell de Moura, integrado por voluntários de diferentes áreas, que construiu um site –www.mlm.landelldemoura.qsl.br – para angariar assinaturas em prol desse reconhecimento. Vale registrar que o MLM não tem fins político-partidário, religiosos, financeiros ou de promoção pessoal.

Patentes

Landell de Moura, em 9 de março de 1901 obteve para seus inventos, a patente brasileira número 3.279 Poucos meses depois seguiu para os Estados Unidos, e em 4 de outubro de 1901 deu entrada no The Patent Office of Washington, DC pedindo privilégio para as suas invenções, tendo obtido, em 11 de outubro de 1904 a patente 771.917 , para um transmissor de ondas; a 22 de novembro de 1904, a patente 775.337 para um telefone sem fio e a 775.846 para um telégrafo sem fio.

Os seus trabalhos foram noticiados em 12 de outubro de 1902, no jornal americano “The New York Herald“, em reportagem sobre as experiências desenvolvidas na época, inclusive por cientistas americanos, alemães, ingleses dentre outros, na transmissão de sons sem uso de aparelhos com fio. Ressalta o jornal:

Por entre os cientistas, o brasileiro Padre Landell de Moura é muito pouco conhecido. Poucos deles tem dado atenção aos seus títulos para ser o pioneiro nesse ramo de investigações elétricas. Mas antes de Brigton e Ruhmer, o Padre Landell, após anos de experimentação, conseguiu obter uma patente brasileira para sua invenção, que ele chamou de Gouradphone“.

O jornal publica uma ampla reportagem sobre Landell de Moura, sua vida e obra, completada por uma fotografia do Padre, intitulada

Padre Landell de Moura – inventor do telefone sem fio” (denominação de época para a radiotelefonia ou a transmissão da voz humana à distância sem fio condutor).

Nas cartas-patentes, fica claro que o padre Roberto Landell de Moura recomendou o emprego das ondas curtas para facilitar as transmissões quando essas ondas não eram sequer cogitadas por outros cientistas.

Além disso, Landell deixou manuscritos que provam que, em 1904, quando ainda estava nos EUA, projetou a transmissão de imagens (Televisão) e textos (Teletipo) à distância sem fios. Ele batizou a primitiva TV de “The Telephotorama ou A visão à distância”. Também há documentação de que foi um dos pioneiros no desenvolvimento do controle remoto pelo rádio. Esses projetos não foram adiante porque, como ele próprio disse em uma entrevista à imprensa brasileira, foi “forçado” a abandonar a carreira científica.

Roberto Landell de Moura faleceu de tuberculose, aos 67 anos, no anonimato científico, no Hospital da Beneficência Portuguesa, em Porto Alegre. Nos últimos momentos de sua vida, quando alguém indagou sobre os progressos da radiodifusão, ele simplesmente respondeu: “São águas passadas.”

Quem foi

O padre Landell de Moura nasceu no centro da cidade de Porto Alegre (RS), em 1861. Realizou os seus primeiros estudos em Porto Alegre e São Leopoldo, antes de seguir para a Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Em companhia do irmão Guilherme, seguiu para Roma, matriculando-se a 22 de março de 1878 no Colégio Pio Americano e na Universidade Gregoriana, onde estudou física e química. Completou sua formação eclesiástica em Roma, formando-se em Teologia, e foi ordenado sacerdote em 1886.[1]

Quando voltou ao Brasil, substituiu algumas vezes o coadjutor do capelão do Paço Imperial, no Rio de Janeiro, e manteve longos diálogos científicos com D. Pedro II. Depois disso, serviu em uma série de cidades dos Estados do Rio Grande do Sul e de São Paulo: Porto Alegre, Uruguaiana, Santos, Campinas, São Paulo.

Em Roma, iniciou os estudos de física e eletricidade. No Brasil, como autodidata continuou seus estudos, e realizou as suas primeiras experiências públicas na cidade de São Paulo, no final do século XIX.

O Exército Brasileiro em homenagem ao insigne cientista gaúcho, concedeu em 2005 a denominação histórica de “Centro de Telemática Landell de Moura” ao 1° Centro de Telemática de Área, organização militar de telecomunicações situada na cidade de Porto Alegre.

Transmissão da voz

Foi pioneiro na transmissão da voz, utilizando equipamentos de rádio de sua construção patenteados no Brasil em 1901, e, posteriormente, nos Estados Unidos em 1904. Landell transmitiu a voz humana por meio de dois veículos; o primeiro, um transmissor de ondas que utilizava um microfone eletromecânico de sua invenção que recolhia as ondas sonoras através de uma câmara deressonância onde um diafragma metálico abria e fechava o circuito do primário de uma bobina de Ruhmkorff, e induzia no secundário dessa bobina uma alta tensão que era irradiada ou através de uma antena ou de duas esferas centelhadoras. A detecção era feita por dispositivos que foram sendo melhorados ao longo do tempo.

O segundo meio utilizado pelo cientista era através do aparelho de telefone sem fio, que utilizava a luz como uma onda portadora da informação de áudio. Neste aparelho, as variações das pressões acústicas da voz do locutor eram transformadas em variações de intensidade de luz, de acordo com a onda de voz, que eram captadas em seu destino por uma superfície parabólica espelhada em cujo foco havia um dispositivo cuja resistência ohmica variava segundo as variações da intensidade de luz. No circuito de detecção havia apenas o dispositivo fotossensível, uma chave, um par de fones de ouvido e uma bateria. Por utilizar a luz como meio de transporte de informação, Landell é considerado um dos precursores das fibras ópticas.

O Padre Landell realizou experiências a partir de 1892 e 1893, em Campinas e em São Paulo. O jornal O Estado de S.Paulo noticiou que, em 1899, ele transmitiu a voz humana a partir do Colégio das Irmãs de São José, hoje Colégio Santana, no alto do bairro de Santana, zona norte da capital paulista. Também efetuou demonstrações públicas de seu invento no dia 3 de junho de 1900 sendo noticiada pelo Jornal do Commercio de 10 de junho de 1900:

No domingo passado, no alto de Santana, na cidade de São Paulo, o padre Landell de Moura fez uma experiência particular com vários aparelhos de sua invenção. No intuito de demonstrar algumas leis por ele descobertas no estudo da propagação do som, da luz e da eletricidade através do espaço, as quais foram coroadas de brilhante êxito. Assistiram a esta prova, entre outras pessoas, Percy Charles Parmenter Lupton, representante do governo britânico, e sua família“.

Em 1903, Arthur Dias, em seu livro “Brasil Actual”, faz referência a Landell de Moura, descrevendo, entre outras coisas, o seguinte:

logo que chegou a S. Paulo, em 1893, começou a fazer experiências preliminares, no intuito de conseguir o seu intento de transmitir a voz humana a uma distância de 8, 10 ou 12 km, sem necessidade de fios metálicos.

Após alguns meses de penosos trabalhos, obteve excelentes resultados com um dos aparelhos construídos. O telefone sem fios é reputado a mais importante das descobertas do Padre Landell, e as diversas experiências por ele realizadas na presença do vice-cônsul inglês de S. Paulo, Sr. Percy Charles Parmenter Lupton, e de outras pessoas de elevada posição social, foram tão brilhantes que o Dr. Rodrigues Botet, ao dar notícias desses ensaios, disse não estar longe o momento da sagração do Padre Landell como autor de descobertas maravilhosas“.

Incompreensão e descaso do Brasil

O êxito das experiências do Padre Landell não teve a devida acolhida das autoridades brasileiras da época, conforme se verifica em reportagem publicada no jornal La Voz de España, (editado em S. Paulo), no dia 16 de dezembro de 1900, que diz:

quantas e que amargas decepções experimentou Padre Landell ao ver que o governo e a imprensa de seu país, em lugar de o alentarem com aplauso, incentivando-o a prosseguir na carreira triunfal, fez pouco ou nenhum caso de seus notáveis inventos.

Estava em Campinas quando, numa tarde, ao retornar da visita a um doente, encontrou a porta da casa paroquial arrebentada e seu laboratório e instrumentos completamente destruídos.

Visto por uma população ignorante como “herege”, “impostor”, “feiticeiro perigoso”, “louco”, “bruxo” e “padre renegado” por seus experimentos envolvendo transmissões de rádio dois dias antes em São Paulo, pagou com sofrimento, isolamento e indiferença sua posição de absoluto vanguardismo científico.

Em junho de 1900, por carta, Landell de Moura pretendeu doar seus inventos ao governo britânico, como registrou em pesquisa para doutorado na USP, em 1999, o historiador da ciência Francisco Assis de Queiroz.

Em 1905, ao retornar ao Brasil após uma estada de três anos nos Estados Unidos, ainda teve energia para enviar uma carta ao presidente da República, Rodrigues Alves. Solicitava dois navios da esquadra de guerra para demonstrar os seus inventos que revolucionariam a comunicação (chegou a dizer que, no futuro, haveria comunicação interplanetária).

O assistente do presidente, no entanto, preferiu interpretá-lo como um “maluco” e o pedido foi negado. Na Itália, quando fez um pedido semelhante, Marconi teve toda a esquadra à disposição.

Landell não conseguiu financiamento privado ou governamental para continuar as suas pesquisas nem para construir equipamentos de rádio em escala industrial.

Em Rondônia, o Pe. Vitor Ugo, então Secretario de Cultura Esportes e Turismo, SECET , juntamente com seu adjunto Prof. Isaías Vieira da Costa, implantou na década de 80 o CEPAV – Centro Audiovisual Pe. Landell de Moura, que seria o embrião da TVE Madeira-Mamoré, Canal 2, emissora educativa do Sinred – Sistema Nacional de Rádio e TV Educativa que funcionou por aproximadamente 5 anos. Tive a satisfação de ser convidado por Vitor Ugo e Isaías para participar deste projeto pioneiro. Como muitas outras coisas , em Porto Velho JÁ TEVE um canal de tv educativa.

3 Comentários

Arquivado em Delírio Cotidiano

2º Festival de Cinema Curtamazônia abre inscrições

Infinitas são as ações e lutas dos cineastas e realizadores brasileiros que batalham incansavelmente na busca de recursos na iniciativa pública e privada para produção de seus filmes, mas também lutam por espaços de exibições e distribuição de suas obras num mercado cada vez mais competitivo e qualificado. Partindo dessas ações e lutas para manter o filme brasileiro cada vez mais perto de seu público, a Organização do Festival informa que a partir de 15 de janeiro até 31 de março de 2011, estão abertas as inscrições ao mais novo empreendimento cultural de Rondônia, o 2º Festival de Cinema Curtamazônia que será realizado em maio de 2011 em Porto Velho.

Faça seu filme e venha concorrer nas diversas categorias de curtas-metragens produzidos a partir de janeiro de 2006, com tempo de 1 à 25 minutos de duração, com temática livre para as produções regionais e nacionais, filmes internacionais também concorrem.

Esse ano todos concorrem na premiação principal ao troféu “Curtamazônia”, o troféu “Três Caixas D´Água” será para os homenageados e convidados do Festival. O Festival traz algumas novidades nas categorias: celular e câmera fotográfica digital, que foi aberta para oportunizar novos diretores independentes que estão surgindo e se destacando na produção audiovisual nacional que utilizam o youtube e outras plataformas como ferramenta de produção e divulgação, além dessas categorias, teremos ainda a categoria webjornalismo e vídeo reportagem regional e nacional, cujo objetivo é valorizar e divulgar os profissionais que fazem o nosso jornalismo com credibilidade e criatividade nas informações prestadas ao público. A ficha de inscrição online e o regulamento você encontra no sitio www.curtamazonia.com.

da Assessoria

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Maranhão gasta R$ 3 milhões anuais com salário de ex-governadores; OAB quer acabar com a festa… (via Marco Aurélio D'Eça)

A Ordem dos Advogados do Brasil entrou com ação no Supremo Tribunal Federal contra o pagamento de pensão a ex-governadores ou cônjuges de ex-governadores. Em alguns estados, como Piauí e Santa Catarina, o privilégio já foi extinto para os novos governantes – já que a lei não pode retroagir para prejudicar No Maranhão, oito ex-governadores recebem pensão vitalícia, equivalente a cerca de R$ 24 mil. São eles: José Sarney, Edson Lobão, Epitácio Cafeteira,  … Read More

via Marco Aurélio D’Eça

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Maranhão gasta R$ 3 milhões anuais com salário de ex-governadores; OAB quer acabar com a festa… (via Marco Aurélio D’Eça)

A Ordem dos Advogados do Brasil entrou com ação no Supremo Tribunal Federal contra o pagamento de pensão a ex-governadores ou cônjuges de ex-governadores. Em alguns estados, como Piauí e Santa Catarina, o privilégio já foi extinto para os novos governantes – já que a lei não pode retroagir para prejudicar No Maranhão, oito ex-governadores recebem pensão vitalícia, equivalente a cerca de R$ 24 mil. São eles: José Sarney, Edson Lobão, Epitácio Cafeteira,  … Read More

via Marco Aurélio D’Eça

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Projeto "Jornalismo para quem precisa" (via Brasília, eu vi)

Amigos e amigas do blog, abaixo, informações sobre o projeto “Jornalismo para quem precisa”, que estão no site da Escola Livre de Jornalismo. A primeira aula já está definida: “Pauta jornalística – modo de fazer”. Será ministrada por mim, em 12/02. A grade das demais aulas está sendo concluída.  … Read More

via Brasília, eu vi

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Projeto “Jornalismo para quem precisa” (via Brasília, eu vi)

Amigos e amigas do blog, abaixo, informações sobre o projeto “Jornalismo para quem precisa”, que estão no site da Escola Livre de Jornalismo. A primeira aula já está definida: “Pauta jornalística – modo de fazer”. Será ministrada por mim, em 12/02. A grade das demais aulas está sendo concluída.  … Read More

via Brasília, eu vi

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Pombo-correio que levava drogas para dentro de presídio colombiano é apreendido (via Diálogos Políticos)

Polícia diz que pombo deve ter sido treinado por presos ou comparsas A polícia colombiana informou ter capturado, na última terça-feira, um pombo-correio que estava sendo usado para infiltrar maconha e cocaína não refinada dentro de um presídio em Bucaramanga, no nordeste do país. Os agentes policiais disseram ter encontrado o animal nos arredores da prisão, com um pacote de cerca de 45 gramas de droga preso ao seu corpo com um alfinete. … Read More

via DIÁLOGOS POLÍTICOS

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Entreviste Julian Assange (via Natalia Viana)

O fundador do WikiLeaks vai dar uma entrevista exclusiva para o público brasileiro. A ideia é aumentar a comunicação direta com o Brasil, abrindo espaço para perguntas dos internautas. Todo mundo pode participar. Basta enviar a sua pergunta como um comentário neste blog, incluindo nome completo e email para contato. Eu e o pessoal do WikiLeaks vamos selecionar dez perguntas que serão respondidas por Julian. Vamos selecionar em especial perguntas … Read More

via Natalia Viana

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Lula interrompe as férias e quebra a quarentena presidencial para influenciar negativamente Dilma (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Lula interrompe as férias e quebra a quarentena presidencial para influenciar negativamente Dilma Como era de se esperar de um ex-presidente apedeuta, Lula não respeitou a quarentena presidencial, que é de 40 anos para ex-presidentes bolchevistas, e já começou a se intrometer no governo de sua sucessora para influência-la negativamente, piorando ainda mais o seu desempenho sofrível. Em vez de ir morar uma temporada em Paris, Londres ou até mesmo Lisboa  … Read More

via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Educação, o exemplo que vem da Ásia

Por Elisete Baruel , diretora de Educação da Vitae Futurekids ( http://www.vitaefuturekids.com.br )

Conhecimento (ou saber) é poder, disse o filósofo Francis Bacon. Que o digam os grandes movimentos sociais e econômicos mais marcantes no caminho da humanidade. A capacidade de acumular sabedoria e de gerar conhecimento é determinante em qualquer processo de mudança e de desenvolvimento. Na capacidade de implantar um modelo educacional que forme cidadãos sábios, mão de obra qualificada e domínio das modernas tecnologias está a base de construção de um país realmente desenvolvido.

Foi assim no mundo grego e na antiga Roma. Foi assim na Idade Média, quando a força da Igreja e o saber cultivado nas bibliotecas dos mosteiros garantiram a sobrevivência da cultura greco-romana. Foi assim no Renascimento, com o poder dos mecenas (incentivadores das artes), que permitiu a glória de gênios como Da Vinci, Michelangelo, Bernini e tantos outros. Foi assim nos grandes descobrimentos e na Revolução Industrial. Até na derrota da encarnação do mal, o nazifascismo, o conhecimento foi determinante – apesar da terrível destruição causada pelas bombas atômicas sobre o Japão e do ainda presente risco de uma hecatombe nuclear.

No mundo contemporâneo, um dos exemplos mais marcantes do poder do conhecimento vem dos chamados “tigres” asiáticos, que hoje se equiparam aos grandes países desenvolvidos da Europa e com os Estados Unidos. Seguindo o exemplo do Japão do pós-guerra, ganharam esse selo Hong Kong, Coréia do Sul, Cingapura e Taiwan, por suas elevadas taxas de crescimento e rápida industrialização entre as décadas de 1960 e 1990. A esse time se integraram depois Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia e as agressivas economias da China e da Índia. As grandes transformações basearam-se em acesso à educação e na infraestrutura de transportes, esta vital para exportações competitivas.

Desses “tigres”, atenção especial merece o caso de Cingapura. Aliás, um dos mentores da contínua transformação do país, Lee Sing Kong, diretor do prestigiado Instituto Nacional de Educação, estará em abril de 2011 em São Paulo para explicar os segredos dessa mudança. Ele participará do evento “Escola de Alto Desempenho – II Seminário Internacional de Práticas Inovadoras para a Educação”, promovido pela Vitae Futurekids. A fórmula que revolucionou a educação em Cingapura e criou as bases para fazer do país um dos “tigres” asiáticos se baseou e se baseia em ações como: incentivar os jovens mais talentosos a seguir o magistério; dar status, prestígio e remunerar professores iniciantes com salários de engenheiros; formar educadores por meio de intensa prática pedagógica (espécie de residência médica); administrar escolas públicas como empresas – os melhores ganham bônus; e priorizar o uso produtivo de recursos tecnológicos na escola.

Ao Instituto Nacional de Educação (Faculdade de Formação de Professores) credita-se muito do rápido e contínuo avanço da educação em Cingapura, que estava em um patamar semelhante ao africano nos anos 60 do século passado. Hoje, o país é reconhecido entre os melhores do mundo em sala de aula, tendo um dos três melhores sistemas educacionais em matemática e ciências. No plano econômico, Cingapura tem crescido a taxas de cerca de 10% ao ano. Esse pequeno país, bem menor que o estado de Alagoas, tem conseguido a proeza de ter renda per capita de quase US$ 49 mil, acima dos EUA. Tudo isso resultado de investimento constante em educação ao longo das últimas décadas.

Na China, a educação também é componente fundamental para o crescimento estrondoso do país. A prova está nos recentes resultados do PISA 2009, programa da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) que avalia o desempenho de estudantes de 15 anos, de vários países, em matemática, ciências e leitura. Os alunos da província chinesa de Xangai, que participaram pela primeira vez do exame, ficaram em primeiro lugar em todas as disciplinas avaliadas, superando todos os países da OCDE. Os chineses obtiveram 38 pontos acima do segundo colocado, Cingapura, 113 pontos acima dos Estados Unidos e 214 pontos acima da média dos alunos brasileiros.

Os casos acima são apenas indicativos do quanto ainda temos que avançar para fazer da educação, ao lado da saúde, a grande prioridade de nosso país. O Plano Nacional de Educação para a década 2011-2020, lançado pelo governo, contém metas ambiciosas, com prioridade para a qualificação dos professores e melhoria da gestão escolar. Que ele se torne realidade. Afinal, é na escola, em todos os níveis, que podemos ganhar o conhecimento necessário para uma transformação duradoura de nosso Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações

The Economist adere ao comunismo e propõe o calote da dívida externa (via Professor Hariovaldo Almeida Prado)

Todos nós estranhamos quando a outrora respeitável publicação inglesa trouxe uma capa mentirosa elogiando o desgoverno Lula. E agora, fica claro que aquele magazine degenerou-se para as raias do marxismo satânico passando a espargir ideias socialistas retrógradas e falidas. Vejam só, amados leitores fiéis, a falta que faz para um órgão de imprensa profissionais qualificados do gabarito de uma Míriam Leitão, Carlos Sardenberg, Arnaldo Jabour, Boris Casoy … Continue lendo este libelo contra o comunismo talqualmente falido

via Professor Hariovaldo Almeida Prado

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Humorista 'Shaolin' sofre grave acidente e está em estado crítico (via Blog do Marcelo Loureiro)

Humorista 'Shaolin' sofre grave acidente e está em estado crítico O humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, de 39 anos, o ‘Shaolin’, que trabalha para a TV Record, sofreu um grave acidente, por volta da 0h40 (horário de Brasília) desta quarta-feira, 19, ao bater o carro contra outro veículo e capotar na Alça Sudoeste, via localizada no bairro Mutirão e uma das principais avenidas de Campina Grande (PB), a 130 quilômetros da capital João Pessoa … Read More

via Blog do Marcelo Loureiro

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Humorista ‘Shaolin’ sofre grave acidente e está em estado crítico (via Blog do Marcelo Loureiro)

Humorista 'Shaolin' sofre grave acidente e está em estado crítico O humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, de 39 anos, o ‘Shaolin’, que trabalha para a TV Record, sofreu um grave acidente, por volta da 0h40 (horário de Brasília) desta quarta-feira, 19, ao bater o carro contra outro veículo e capotar na Alça Sudoeste, via localizada no bairro Mutirão e uma das principais avenidas de Campina Grande (PB), a 130 quilômetros da capital João Pessoa … Read More

via Blog do Marcelo Loureiro

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Curto. Dia curto. Curto o dia, o dia é curto. (via Denis Luque – Weblog)

Tão bem começo a deslanchar nas atividades em que mais descanso e o dia já está no fim. O cansaço é só um efeito colateral abestado na manhã, à tarde eu estou apenas no automático, criando, ralando, acordando de um estado de letargia psicológica daquilo que move o meu ser, para então, ao crepúsculo, romper a tênue seda que limita meu invólucro de hibernação alucinógena para a explosão da energia de criação noturna! O prazo para o fim não é só mar … Read More

via Denis Luque – Weblog

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

A Paisagem que queremos

Clique na imagem para ampliar

Por Rud Prado

Com a construção da ponte na região da Balsa, o acesso à margem esquerda do rio Madeira ficará fácil. Fácil demais. Por conta disso já se anuncia e já se inicia uma grande especulação imobiliária. A cidade, devido a esse impedimento natural, durante todo esse tempo resistiu à tentação de ocupar a outra margem. Agora deve fincar no coração da floresta  que teima em existir os alicerces do que chamam “progresso”. Mas a que custo para natureza? A que custo para nossa identidade cultural, para o nosso patrimônio paisagístico? Um dia viramos as costas para rio. Agora não podemos virar as costas o iminente desaparecimento da mata do lado esquerdo do Madeira. Se nada fizermos, a nossa paisagem, a mata ciliar – ou o que dela resta -, vai desaparecer. De um dia para o outro o sol pode não mais encontrar o naco de mata onde repousa. Sim, o por do sol mais belo do mundo pode estar com os dias contados. Se ficarmos calados, inertes, o nosso cartão postal, registrado todas as tardes pelos ávidos cliques das máquinas digitais, poderá ser deletado para sempre. A ganância não tem limite. Sua sede de lucro draga o rio, envenena a água, assassina os peixes, mata a mata. A ganância não dá margem à razão, tratora a emoção. A história de várias gerações é substituída por outra que caiba no balanço anual. Não podemos deixar que arranquem com as árvores, nossa identidade. Não podemos deixar que tirem nosso orgulho, nossa história. Precisamos tirar o grito de nossas gargantas. Porque é certo que virão as máquinas barulhentas. Bocas escancaradas cheirando a óleo diesel, famintas. Comendo casas de pássaros, moradas de caboclos, mastigando a vida.

Mas nós podemos evitar isso. Nós podemos pensar. Nós podemos sentir. Nós podemos gritar. Nós podemos nos juntar. Juntos, vamos impedir que nossa paisagem desapareça. Exigir que se crie um parque, uma reserva florestal urbana. Vamos fazer com que se respeite a mata ciliar da margem esquerda do  Rio Madeira. Porque isso está na lei. Lei da qual nem se falava quando destruímos tudo do nosso lado direito. Quando sobre palafitas foi-se edificando a miséria. Mas agora a margem esquerda pode se tornar um imenso parque horizontal. O tamanho que terá esse parque? Ora vamos debater, ampliar o debate também. Mas é preciso que nele, além da paisagem onde pousa nossos olhares e repousa o sol,  tenha espaço para a arte, para a música, para o teatro. Para o abrir das flores, para a  contemplação. Com o Parque dos Beradeiros, com o nosso parque, podemos dar um passo rumo à sustentabilidade. Fazer de Rondônia um bom exemplo para o mundo. Que a cidade vai se estabelecer do outro lado, não há dúvida. Mas que venha depois da floresta. Do parque que vamos criar. Que se respeite a mata Ciliar, que não se construa na margem do Rio. E que, para essa cidade de lá e de cá, seja pensado um sistema de tratamento esgoto, para não transformarmos o Rio Madeira num imenso canal de dejetos . Para não dar margem à destruição, para salvar a mata do Beradão. Vamos criar juntos o Parque dos Beradeiros.

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte