Encontro marcado

Por Antonio Alves

Uma prosa com Odair Cordeiro era certeza de sair da conversa mais sabedor das coisas. Ele não era unanimidade. Nem a queria. Só a quer os medíocres.

Quando cutucado, replicava na bucha, categórico.”Félas da Puta!” era um dos seus jargões prediletos.

Ledor de bons livros, sabia contar causos como ninguém. Entre um gole de cerveja e outro, rechaçava a tirania de Deus. Era um inveterado humanista.

Se hoje cometo a temeridade de escrevinhar em campanhas políticas, a culpa é dele. “Essas tuas mal traçadas linhas podem ser aproveitadas na moagem política. Um dia, quem sabe, você aprende a escrever”, brincava.

O Odair é culpado de muito mais coisa. É, por exemplo, culpado da disseminação da leitura ao doar livros a bibliotecas e instituições sociais.

Ele tinha uma ideologia para viver, e a viveu intensa e coerentemente. Tínhamos uma reunião agendada para esta sexta-feira, 17/12. Ele faltou ao encontro marcado.

1 comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Uma resposta para “Encontro marcado

  1. João Cordeiro

    É, Toniquinho, você conheceu bem o meu velho. Já sabia disso e apenas confirmei ao ler tuas linhas.
    Obrigado!
    Suas homenagens ao meu pai são muito bem recebidas por nós, familiares.
    Tens agora um compromisso comigo e com os livros do velho, não se esqueça!
    Abraço!
    João

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s