Arquivo do dia: 12/12/2010

FestCineamazônia estréia em Nova Mutum/Rondônia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Antônio Alves

Entre a saudade da velha Mutum e o conforto do novo lugar para onde foram levados, os moradores da Nova Mutum ainda se mostram reticentes quanto à vantagem da opção pelo moderno. Queixosos da falta de árvores, especialmente frutíferas; da criação de animais domésticos e de outras atividades campesinas, muitos se perguntam se a decisão de morar na nova cidade foi a mais sábia. Mas no último sábado, 11/12, essa espécie de banzo foi deixada de lado com a chegada da trupe do FestCineamazônia. Apesar de naquela noite acontecessem várias atividades  simultaneamente, um grande número de moradores deu prioridade à arte e mergulhou no mundo mágico do cinema e do circo. Como nas mostras anteriores, o Palhaço Bicudo exerce um fascínio indescritível sobre as crianças. Mas até os adultos se pegam em estridentes gargalhadas diante das palhaçadas envolventes do artista circense. “Eventos como esse nos ajudam a não perder o senso de responsabilidade que precisamos manter com a natureza. Tudo precisa ser feito para que o progresso não prejudique tanto o homem e o planeta. Mas o Bicudo nos alerta que isso pode ser feito sem raiva”, diz Sâmela, 17, estudante. “Eu sei que toda criança precisa estudar, mas sei também que é muito importante brincar e sonhar. Mas não é só a gente que precisa disso, os adultos também precisam ser mais alegres”, considera Mateus, 8 anos. Ao final do espetáculo, Bicudo, ou Sérgio Bustamante, agradeceu a acolhida dos moradores de Nova Mutum e lhes deixa uma mensagem: “é natural que vocês sintam saudades do lugar onde viveram por longos anos, mas continuem brincando e sonhando que a vida será bem melhor. E será!”

Fortaleza do Abunã

Erguida sobre um imenso rochedo, e dotada de uma beleza própria da Amazônia, Fortaleza do Abunã e seus 300 moradores fixos estimativos levam uma vida livre e tranqüila. Mas a cada ano, durante a estiagem, a rotina da comunidade é quebrada ao ser invadida por cerca de 10 mil pessoas para o badalado Festival de Praia e uma das etapas do disputado Campeonato Brasileiro de Vôlei de Praia. É quase uma semana de muita festa na pequena vila.Mas na noite de quinta-feira, 9/12, foi a magia da arte que mudou o dia-dia do lugar. As famílias de Fortaleza do Abunã foram ao cinema e ao circo e se deixaram inebriar pela sétima arte e pelas peraltices do Palhaço Bicudo.

Frustração

Na sexta-feira, 10/12, Abunã era toda expectativa diante do FestCineamazônia. Os moradores se mobilizaram, as crianças chegaram a fazer coro com o Palhaço Bicudo convocando todos para o festival de arte. “Hoje tem espetáculo?”, gritava Bicudo; “tem sim senhor!, respondia a criançada pelas ruas da comunidade. Não teve. A Eletrobras Rondônia não deixou, frustrando o sonho de muita gente. Os apagões constantes na região têm trazido prejuízo econômico e de toda ordem. E agora da arte. “A gente tem tão pouco disso, e quando chega a oportunidade de se conhecer mais sobre tudo, a falta de energia não deixa. Isso é muito ruim!”, lamenta Cica Mota.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Monstros Marinhos (via ultralafa )

Monstros Marinhos

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

China vai comprar caças Su-35 Flanker da Rússia. E o Brasil vai de quê?


Até hoje, a Rússia sempre recusou vender os seus mais avançados aviões de combate à China. Até hoje. Tudo indica que Moscou vai aceitar vender o mais recente avião da Sukhoi, o Su-35 à China.O Su-35 Flanker E é propulsado por dois motores 117S com impulso vetorial, combinando assim elevada manobrabilidade com a capacidade para atacar vários alvos ao mesmo tempo. O modelo deverá começar a ser fabricado a partir de finais de 2011 e a China deverá receber os seus primeiros aparelhos entre 2011 e 2015. No total, e segundo algumas fontes, a China poderá adquirir entre 40 a 50 aviões deste modelo.
Apesar de se tratar do último modelo do Su-35, a Rússia vai vender uma “versão de exportação” o que na linguagem russa significa uma versão com menos capacidades que a versão original. Esta decisão inédita pode ter sido potencializada pela patente necessidade chinesa por várias centenas de aviões de combate modernos e pela necessidade russa de manter a China como um dos seus principais clientes. Vale lembrar que esta mesma versão foi proposta ao Brasil no Projeto FX-2 e descartada. E nós, vamos de quê mesmo ? Rafale, Grippen ou F-18 Hornet ?

Via Spacewar

3 Comentários

Arquivado em Efêmeras Divagações

Construção industrializada aposenta canteiro de obras

Mais rápido e sem geração de resíduos, o sistema poupa recursos financeiros e evita descartes de materiais inertes.O uso de processos industrializados na construção civil, como o de pré-moldados e o de paredes duplas, vem trazendo progressos na execução de cada uma das etapas da obra e também nas questões que envolvem o desenvolvimento sustentável.O retorno mais rápido sobre o investimento, pela agilidade na entrega, é apenas um dos atrativos que geram economia. Outro fator inerente à difusão do processo tem sido o ganho quanto à utilização racional de recursos, inclusive de mão-de-obra, um gargalo em tempos de aquecimento do setor. A customização de fábrica e o uso planejado de materiais completam as vantagens, que enxugam o canteiro de obras, ao evitar incorreções e desperdícios comumente associados ao sistema tradicional de alvenaria.Sem a necessidade de pilares e vigas para sustentação e sem seguir medidas modulares, no sistema industrializado as paredes ou lajes são produzidas de acordo com o projeto e com as facilidades de montagem.  Estima-se que tais características representem até 30% mais de agilidade no cumprimento de contratos do que a construção convencional.Segundo o engenheiro e diretor da Sudeste Pré-Fabricados, Fabio Casagrande, a precisão do projeto e a não geração de resíduo já valeriam o investimento em produtos sustentáveis. “O sistema artesanal de construção é um agente de degradação do meio ambiente, dado o volume de descarte de materiais inertes que produz. Na construção industrial, além de não haver geração de resíduo, ainda é possível aproveitar materiais como borracha reciclada na hora de contruir”, afirma. Para o engenheiro, a conscientização tem sido um dos pontos-chave na hora de optar pelo sistema de pré-fabricados e de paredes-duplas. “Outro fator de atração é a economia e a organização no canteiro de obras, sem desperdício de material ou compras inexatas. O sistema industrializado é poupador de mão-de-obra e a qualidade pode ser rastreada, como se a parede ou laje tivesse um código de barra” , salienta o engenheiro referindo-se ao controle de fábrica da produção.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

A Interpretação Gnóstica do Xadrez (via Portugal Esotérico.org)

O Jogo da Vida vulgarmente conhecido como Xadrez, é o Jogo que representa simbolicamente a Vida em si, o percurso de cada um em cujo objectivo é ascender, transmutar, como em alquimia, as energias e eliminar os nossos egos, limpando o nosso transfundo para de Seres Lunares (o que somos) ascendermos a Seres Solares (o que pretendemos ser). Porém a vida é um tabuleiro de xadrez, no qual cada um dos nossos atos é uma jogada. …

Continue Lendo via Portugal Esotérico.org

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações