Valverde vence o debate da TV RO e mostra ser o mais preparado para governar o Estado

Foi morno e sem muitas provocações  o debate protagonizado pela TV Rondônia, emissora da Rede Amazônica de Televisão e afiliada à TV Globo. Mas mostrou que o deputado Eduardo Valverde(PT) da coligação “Rondônia Melhor para Todos”(PT-PSB) é o candidato mais preparado para governar o Estado nos próximos 4 anos. Valverde foi sereno e conseguiu demonstrar segurança em todos os assuntos debatidos, mostrando intimidade com as câmeras e conseguindo passar a importância das parcerias com o Governo Federal para Rondônia. O pior, seguramente foi o Gov. João Cahulla(PPS) – coligação Avança Rondônia, que se mostrava inseguro o tempo todo, sempre estourando os tempos estipulados e falando sozinho sem o microfone estar aberto. Se resumiu o tempo todo à catilinária ensinada pelo seu mentor, sempre com falas vagas como “nos quatro cantos de Rondônia nós vamos fazer” , como se o seu grupo político não estivesse no poder já há 8 anos. Confúcio Moura(PMDB)da coligação“Aliança por uma Rondônia Melhor para Todos” se resumiu a mostrar suas ações no município de Ariquemes, onde foi prefeito, numa tentativa de compará-las com as do Estado. Expedito Jr.(PSDB), da coligação “Unidos para Avançar” que ainda está sendo “fritado” em água fervente no TSE não apresentou nenhuma proposta concreta e também não explicou porque desmanchou o “noivado” do seu grupo com o de Cassol. Marcos Sussuarana, do PSOL, talvez tenha dito a frase mais contundente da noite quando disse que o ex-governador e o atual sabem “cuidar de bois mas não cuidam direito das crianças”.

1 comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Uma resposta para “Valverde vence o debate da TV RO e mostra ser o mais preparado para governar o Estado

  1. Gabriel Neto

    Na sessão desta terça-feira (28-09-2010), em julgamento do recurso do candidato ao governo de Alagoas, R. Lessa (RO 86514), o relator do caso, Ministro Carvalhido, votou pelo DEFERIMENTO DO REGISTRO DE SUA CANDIDATURA, sustentando o entendimento de que a sanção de inelegibilidade por três anos imposta a este candidato expirou em outubro de 2007, por se tratar de eleição realizada em outubro de 2004.
    Entendeu o Ministro Carvalhido que a dita sanção de inelegibilidade por três anos, uma vez exaurida em outubro de 2007, não podia ser majorada por mais cinco anos, para, assim, chegar aos oito anos de que trata a Lei da Ficha Limpa.
    Para ele, uma vez já tendo sido cumprida a pena, de três anos, a Lei da Ficha Limpa não pode impor ao candidato Lessa manter-se inelegível por mais cinco anos.
    Após o voto deste Ministro, pediu vista do processo o Ministro Aldir (Corregedor-Geral), ficando este julgamento suspenso.
    A tese do Ministro Carvalhido é favorável ao candidato Expedito, cuja pena de inelegibilidade por três anos findou-se em outubro de 2009, por se tratar de eleição ocorrida em outubro de 2006.
    E isto representa uma concreta possibilidade de o próprio TSE conferir-lhe o registro de sua candidatura, este indeferido pelo TRE de Rondônia.
    É uma ótima notícia para o candidato Expedito e para todos os demais que se encontram em semelhante situação, em todo o Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s