Arquivo do dia: 11/09/2010

chamar isso de adiante

Por Letícia Bertagna

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

De caubói e carro conversível, Tarcísio Meira grava novela das oito (via PORTAL VOZ CRITICA)

Tarcísio Meira se vestiu de caubói – com direito a camisa de franja e fivelão – para gravar “Afinal o que querem as mulheres”, série de Luiz Fernando Carvalho, no bairro do Leme, no Rio de Janeiro, nesta sexta, 10. Como um rico viúvo, o ator vai fazer uma participação especial na trama. Tarcísio Meira grava ‘Insensato Coração’ … Read More

via PORTAL VOZ CRITICA

2 Comentários

Arquivado em Reblog

Quem comeu o coronel ?

Para o dono de uma lanchonete de Penedo, a 170 km de Maceió (AL), tratava-se de uma estratégia de marketing. Mas, para o comandante da Polícia Militar na cidade, era uma ofensa à Corporação. E assim, por batizar os sanduíches da casa com patentes militares, Alberto Lira, 38 de idade, dono da lanchonete Mister Burg, acabou detido por ordem do comandante da PM local. Afinal, entendeu o militar, não ficaria bem alguém chegar na lanchonete e pedir: “quero um coronel mal passado”. Ou sair de lá dizendo: “acabei de comer um sargento”. Na delegacia foi lavrado boletim de ocorrência e, face ao tumulto havido, a casa comercial fechou durante algumas horas. Contudo, como o delegado de plantão entendeu que não havia motivo para prisão, Lira foi liberado horas mais tarde. Os cardápios da lanchonete foram recolhidos para avaliação e a casa reaberta em seguida. Aproveitando-se da inesperada repercussão, a lanchonete quer manter o cardápio, que tanto desagrada à PM.  A casa oferece lanches como o “coronel” (que é o filé com presunto), o “comandante” (um prato com calabresa frita), e por aí vai. A brincadeira foi demais para o parco humor dos policiais militares, que dizem que os nomes dos pratos provocavam chacotas e insinuações contra os policiais, entre os moradores da cidade de Penedo, 60 mil habitantes. Lira, o dono da lanchonete, diz que não teve, nem tem, nenhuma intenção de brincar ou ofender à Corporação. O cardápio – garante o dono da lanchonete – pretendia ser uma homenagem à hierarquia militar. O prato mais caro era o “comandante”. O comerciante contratou o advogado Francisco Guerra, para entrar com uma denúncia por abuso de autoridade contra o comandante local da PM e uma ação reparatória, por dano moral, contra o Estado de Alagoas. Nela, vai salientar que não existe nenhum texto legal que impeça um restaurante de incluir, no seu cardápio, “lula à milanesa”, “filé a cavalo” ou “coronel mal passado”, etc. O advogado já pediu habeas corpus preventivo, para evitar outra detenção de seu cliente. A peça sustenta que “se o argumento do comandante fosse válido, nenhuma festa de criança poderia ter brigadeiro”. Como se sabe, brigadeiro – além de ser a mais alta patente da Aeronáutica – é também o nome do docinho obrigatório nos aniversários de crianças. “Em Penedo, comer brigadeiro pode, mas comer coronel, está proibido” – ironizam os advogados da cidade.

fonte:http://ipaumirim.net

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

O triste fim da edição impressa

O presidente do Conselho de Administração da The New York Times Company e publisher do jornal The New York Times, Arthur Sulzberger Jr., admitiu em público, pela primeira vez, que o futuro de um dos mais influentes jornais do mundo, fundado em 1851, será com a publicação de notícias e imagens exclusivamente em plataformas digitais.

O colunista Tutty Vasques , do jornal  “”O Estado de São Paulo” comentou que “se até o NYT anuncia o fim da edição impressa, é uma mostra que novamente o JB está a frente do seu tempo”. O Jornal do Brasil, o velho JB em atitude pioneira, já é 100% digital desde o dia 1º de setembro, passando a cobrar pelo acesso ao conteúdo. O gaúcho Zero Hora, mantém a edição impressa mas está cobrando desde o dia 8 de setembro pelo acesso on-line.

– É certo que vamos parar de imprimir o New York Times em algum momento, em data a ser definida – afirmou Sulzberger Jr., segundo notícia publicada no site do New York Observer – Daily Transor, sob o título “Arthur Sulzberger Jr. admite o inevitável.Vamos parar a impressão do New York Times no futuro’”.

O NYT gasta US$ 200 milhões/ano com a redação. A geração de receita online seria em torno de  US$ 150 milhões/ano. O New York Times e o Google trabalham juntos numa ferramenta batizada como Primeiro Clique Livre, que servirá como degustação para leitores que, em seguida, poderão tornar-se assinantes do jornal digital. O NYT planeja incrementar o sistema de pagamento pelo acesso a partir do próximo ano.

Resta agora observar o que acontecerá com os jornais regionais, principalmente os pequenos. Talvez a saída seja um pacote misto, como vem fazendo a Zero Hora, um gigante do Grupo RBS, de Porto Alegre.

JB , ZH e Beto Bertagna.com

Leia também “A Ditadura Google” > http://wp.me/pKJQL-29c

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Revista desmascara filha de Serra (via @ N I L N E W S)

A revista Carta Capital, em sua edição que chegou às bancas no dia de hoje, em irrespondível matéria do jornalista Leandro Fortes, demonstra que a Decidir.com – empresa de Verônica Serra, filha do candidato do PSDB à presidência da República – após conseguir de forma irregular junto ao Banco do Brasil (por lobby do papai), o poderoso e vasto banco de dados de mais de 60 milhões de cidadãos brasileiros através de acordo operacional … Read More

via @ N I L N E W S

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Revista desmascara filha de Serra (via @ N I L N E W S)

A revista Carta Capital, em sua edição que chegou às bancas no dia de hoje, em irrespondível matéria do jornalista Leandro Fortes, demonstra que a Decidir.com – empresa de Verônica Serra, filha do candidato do PSDB à presidência da República – após conseguir de forma irregular junto ao Banco do Brasil (por lobby do papai), o poderoso e vasto banco de dados de mais de 60 milhões de cidadãos brasileiros através de acordo operacional … Read More

via @ N I L N E W S

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Filme amador feito em "chroma key" assusta muita gente na net

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano