Arquivo do mês: julho 2010

Incríveis cidades a beira do abismo (via Viverde Eco)

Incríveis cidades a beira do abismo 1- Ronda (Espanha) A cidade está assente sobre uma meseta rochosa a 739 metros acima do nível do mar. Está dividida em duas partes por um precipício conhecido como “el Tajo de Ronda” (penhasco de Ronda – O precipício natural com mais de 120 metros com vistas fantásticas sobre a Cordilheira de Ronda “Serranía de Ronda”), por onde passa o rio Guadalevín, afluente do rio Guadiaro. … Leia Mais

via Viverde Eco

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações, Reblog

Morre o salesiano Marcelo Bertolusso

Faleceu nesta quarta-feira o padre Marcelo Bertolusso, de 76 anos e que, com muito sucesso, comandou durante muito tempo o Centro  do Menor de Porto Velho . É uma perda irreparável para a cidade que ele amou. Marcelo Bertolusso, com carinho, conseguiu tirar da marginalidade centenas de adolescentes , lhes dando um futuro.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

O planeta é nosso

Deixe um comentário

Arquivado em Delírio Cotidiano

Redução de consumo e emissões poluentes entram na pauta do Congresso SAE BRASIL 2010

Painéis do Comitê de Veículos Leves apresentarão, dia 5 de outubro, em SP, as evoluções tecnológicas dos automóveis para reduzir o impacto ambiental

As pressões para reduzir o consumo e o nível de emissões dos automóveis têm provocado uma revolução na indústria automobilística. De um lado, esforços são direcionados no desenvolvimento de tecnologias aplicadas ao trem-de-força, chassi e aerodinâmica para reduzir o impacto dos veículos no meio ambiente enquanto os carros elétricos  são vistos como importante alternativa. O assunto terá dois painéis do Comitê de Veículos Leves, dia 5 de outubro, no Congresso SAE BRASIL 2010, em São Paulo, SP.

Fábio Ferreira, chairman do comitê, destaca que em resposta à necessidade de preservação do planeta, a indústria intensifica investimentos para desenvolver veículos mais ‘verdes’. “Novas tecnologias voltadas à máxima eficiência dos motores e transmissões, além de materiais mais leves e melhorias aerodinâmicas também são as apostas para redução do consumo de combustíveis e da emissão de gases de efeito estufa”, diz.

O painel ‘Soluções para reduzir o consumo de combustíveis e emissões’ trará quatro palestras sobre tecnologias voltadas à eficiência dos motores e transmissões, com o emprego de recursos como turbocompressores, controle de comando de válvulas e injeção direta, e também sobre novas gerações de motores elétricos, além da aplicação de novos materiais e preocupação com o conceito aerodinâmico.

“O painel trará uma visão ampla da evolução dos veículos leves em trem-de-força, chassis e aerodinâmica para a diminuição do impacto no meio ambiente”, ressalta Fábio Ferreira.” Também há  intensa atividade no setor automotivo mundial para desenvolvimento de veículos elétricos e híbridos. O uso dessas tecnologias em veículos leves também são vistas como soluções para reduzir as emissões. No entanto, há ainda várias questões a serem resolvidas, como disponibilidade de pontos de carga, oferta de baterias e tecnologias para maior autonomia do veículo”, diz o diretor de Veículos Leves do Congresso SAE Brasil. A eletrificação será tratada no painel “A evolução da tecnologia para eletrificação do carro”, que fornecerá a visão de montadoras, sistemistas e concessionárias de energia elétrica sobre o assunto.

O Congresso  contará ainda com mais 19 painéis, nas áreas de duas rodas, caminhões e ônibus, aeroespacial, ferroviário, tecnologia da informação, educação, internacional, gestão, máquinas agrícolas e construção e manufatura/qualidade.

Além dos painéis, o Congresso SAE BRASIL 2010 reunirá novamente em sua mostra tecnológica as principais marcas nacionais e estrangeiras na área da mobilidade, entre montadoras, sistemistas e demais empresas do setor, que irão apresentar tecnologias e serviços em seu estado de arte, em mais de 130 estandes. O evento terá, ainda, 136 trabalhos técnicos, de profissionais de indústrias e universidades, sobre diversas áreas da mobilidade. As inscrições podem ser feitas no site www.saebrasil.org.br

A SAE Brasil  (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade) é uma associação sem fins lucrativos e que congrega pessoas físicas (engenheiros, técnicos e executivos) unidas pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial. Ela foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrirem as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Hoje, conta com mais de 5 mil associados e 10 seções regionais.

A SAE Brasil é filiada à SAE International, uma associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Thomas Edison e Orville Wright, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 5 mil normas geradas e mais de 85 mil sócios distribuídos por 93 países.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Vimeo realiza festival e premiação de videos (via Minha Barra De Espaço Quebrou)

Vimeo realiza festival e premiação de videos Estão abertas as inscrições para o vimeo Festival + Awards. Videos de diversas categorias podem participar do evento em diversas categorias que vai de animações à documentários passando por remixes e videoclipes musicais. Mas, porque se inscrever? O vimeo te dá 25 mil motivos! Em dolares!  Além da grana, a chance de ser visto por uma ilustre comissão julgadora composta por cineatas, djs e entenditos do meio cinematográfico online.     Dentre eles … Read More

via Minha Barra De Espaço Quebrou

Deixe um comentário

Arquivado em Reblog

Show de Nasi comemora a aprovação da Lei da Ficha Limpa nesta sexta. Mas há o que comemorar ?

Nasi se apresenta nesta sexta, dia 30, no Clube dos Advogados, na Av. Rio de Janeiro, bairro Lagoa, em Porto Velho. O ingresso é um quilo de alimento não perecível. O presidente da Seccional, Hélio Vieira da Costa, disse que todo o alimento arrecadado será doado, em cestas básicas, para famílias ribeirinhas carentes. “Depois de separar e organizar tudo em cestas básicas, desceremos o Madeirão (rio Madeira) para entregar os alimentos a pessoas carentes”, reitera.  A coleta dos alimentos é feita em postos instalados no Tribunal de Justiça (TJ), na Justiça Federal, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/14), no Sindicato da Polícia Federal (PF), no  sindicato da policia civil (Sinsepol), no Sintero e na própria OAB.  O ato show acontece logo após o ato cívico que será realizado, às 18h do dia 30, no auditório Agenor de Carvalho na sede da OAB-RO. Hélio Vieira, que tem se mostrado defensor intransigente da política limpa, sem compra de votos, e do voto consciente, diz que a OAB promoverá ato cívico para colher assinatura dos candidatos num termo de compromisso por uma campanha sem compra de voto e por uma administração transparente.  De acordo com Hélio Vieira, o ato comemora a aprovação da Lei da Ficha Limpa e envolve a sociedade na cobrança pela aplicação do projeto. A festa , no entanto, só poderá ser completa no dia 5 de agosto, quando sairá a lista final dos inelegíveis pelos Tribunais Eleitorais , que receberam centenas de impugnações pela Lei da Ficha Limpa. Começam a pipocar indícios de todos os lados de que a Lei não emplacou como o povo realmente esperava e é facilmente derrubada por candidatos “ficha-suja” , condenados no passado por compra de voto, integrantes de máfias que dilapidaram o erário público e otras cositas mais. O negócio é curtir o Nasi e na hora de votar botar a consciência na ponta do dedo.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Como minimizar o efeito do óleo de cozinha no ambiente?

Gordura despejada nas pias é considerada uma grande inimiga quando o assunto é tratamento de água e esgoto. Caso o tratamento de caixas de gordura não seja feito rotineiramente, fluxo barrado pela gordura poderá voltar às residências, empresas ou comércios.

Muitas donas de casa, assim como empregadas domésticas, diaristas e, em alguns casos, até homens do lar, tomam algumas medidas no combate à preservação do meio ambiente. Seja separando resíduos de alimentos, ou, então, reciclando o lixo gerado por sua residência. Entretanto, um fato, que para alguns pode parecer simples, faz toda a diferença quando falamos em preservação ambiental: o descarte inadequado de produtos como óleo e gordura nos esgotos das residências.

Estima-se que uma família gere 1,5 litro de óleo de cozinha por mês. Para servir de parâmetro, 1 litro de óleo é responsável pela poluição de 1 milhão de litros de água, segundo a mesma companhia.

Para Franz Souza, diretor de planejamento da Mariano e Souza Ambiental, empresa que realiza tratamento dos efluentes e outros poluentes gerados por diversas instituições, “o óleo e a gordura utilizados em frituras não se misturam com a água, pois são insolúveis. Se o mesmo for despejado na pia ou descartado inadequadamente, os riscos ao meio ambiente são enormes, podendo causar entupimento das tubulações da própria residência ou mesmo das galerias e redes de esgotos”.

Após estes empecilhos causados aos sistemas de esgotos, o problema ambiental se agravará quando este mesmo óleo de fritura chegar aos rios, córregos e lagoas. O especialista explica que “com a formação de uma camada sobre a água, serão aglomerados entulhos e lixos dos mais variados tipos. Assim sendo, o acúmulo dificultará a passagem da luz, evitando a oxigenação e a evaporação da água. Causando imediatamente a morte de qualquer tipo de vida aquática, como a fauna e a flora brasileira dos rios, lagos e lagoas.

No caso do óleo ser despejado diretamente no solo, a impermeabilização da terra é o primeiro resultado. Dificultando, assim, a passagem da água de chuva e propiciando enchentes. Souza lista seis alternativas para contribuir pela preservação do meio ambiente e fazer o descarte correto do óleo utilizado nas frituras; Utilize-o na fabricação doméstica de sabão. Muitas pessoas fazem este produto e necessitam de doações do produto queimado; Envie-o para uma entidade que o reaproveite. Há muitas delas espalhadas por diversos municípios brasileiros; Realize o tratamento de sua caixa de gordura eventualmente. Isso irá contribuir para que o esgoto gerado por sua residência ou comércio chegue da forma correta aos rios e esgotos; Espere o óleo esfriar e coloque-o em garrafas PET. Quando reunir uma quantidade significativa vá a uma das muitas redes de varejista que fazem a coleta do produto; Também é possível transformar o óleo usado em combustível, mais precisamente em biodiesel. Porém, não é possível fazer isto em casa. Informe-se sobre os locais de descarte adequados; E nunca, em hipótese alguma, despeje o mesmo na pia, ou, mesmo, nos esgotos de sua rua ou avenida.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias