Drogas mais nocivas e baratas invadem periferia de cidades de Rondônia e Acre

O crack, forma menos pura da cocaína , com um poder infinitamente maior de gerar dependência, pois a fumaça chega ao cérebro com velocidade e potência extremas , infelizmente chegou às cidades do noroeste do Brasil.

Por ser mais barato, a sua invasão nestes novos “mercados”pode se tornar devastadora nas camadas mais pobres da população.

Ainda não se sabe exatamente como Rondônia e Acre se tornaram alvo dos traficantes das novas drogas, mas uma autoridade policial acreana que preferiu não se identificar, sugere que “é em função da transferência de presos perigosos para os novos presídios da região, e que a partir disto uma nova “geração” de renda foi necessária para influenciar as atividades criminosas a partir destes presídios.”
O que intriga é o fato de que ambos os “mercados” ficam nas proximidades da fronteira com a Bolívia , pois não há ainda evidências mais concretas no Amazonas, Roraima, Amapá e Pará.

Recentemente o jornal “O Estadão do Norte”, de Rondônia provocou uma polêmica ao atribuir a um bairro da capital do Estado, Porto Velho, o título de “rei do tráfico”. Os moradores protestaram em diversas manifestações no bairro e na imprensa.

Para os usuários destas drogas mais nocivas,mais impuras e mais baratas, os efeitos são os mais maléficos possíveis.  Além de se tornarem alvo de doenças pulmonares e circulatórias que podem levar à morte, os usuários se expõem à violência e a situações de perigo que também podem matá-lo.
Com uma série de consequências extremamente danosas para a saúde, os usuários de crack passam por danos como a intoxicação pelo alumínio, que se desprende da lata de refrigerante aquecida para inalar o crack. O metal entra na circulação causando danos irreparáveis ao cérebro , pulmões e rins. Além do mais o organismo do dependente cobra uma vigília quase permanente em função da droga. O usuário quase não come ou dorme, o que provoca um rápido emagrecimento. Sem contar as inevitáveis lesões nos pulmões, o coração também sofre com a dopamina, que eleva a quantidade de adrenalina e o aumento da pressão arterial e o número de batimentos cardíacos. Nos músculos esqueléticos, pode haver a degeneração irreversível chamada de rabdomiólise.O crack provoca lesões no cérebro, causando perda de função de neurônios. Isso resulta em deficiências de memória e de concentração, oscilações de humor, baixo limite para frustração e dificuldade de ter relacionamentos afetivos. Em razão da ação no cérebro, quadros psiquiátricos mais graves também podem ocorrer, com psicoses, paranoia, alucinações e delírios
O desejo sexual diminui. Os homens têm dificuldade para conseguir ereção.Pacientes podem morrer de doenças cardiovasculares (derrame e infarto) e relacionadas ao enfraquecimento do organismo (tuberculose).

Veja também : http://betobertagna.com/2010/02/11/novo-crack-invade-porto-velho/

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s