Xilogravura na Casa de Cultura Ivan Marrocos

Prossegue até o final de junho as aulas do Curso Livre de Xilogravura ministradas pela profª Angella Schilling às terças e sextas-feiras, das 14:00 ás 18:00 horas, na Casa de Cultura Ivan Marrocos.

Esta é uma das técnicas dos múltiplos utilizadas no setor das artes plásticas, cuja matriz é a madeira.

Teve seu início na pré história, quando imprimiam as mãos nas paredes.
Depois, no antigo Egito, já gravavam na madeira e imprimiam as pequenas gravuras nos sarcófagos, nas paredes, etc, formando frisos.
Na China e Índia imprimiam em tecidos…e no mundo ocidental teve seu início na Idade Média, em torno de 1350 e 1400. Não existe um registro exato de quando esta técnica iniciou no ocidente, mas sabe-se que a primeira gravura encontrada é uma xilogravura datada de 1370, de um autor anônimo chamada “ O centurião e os Dois Soldados”.

Grandes artistas descobriram que através da xilogravura havia a possibilidade de divulgar mais sua pintura, escultura ou outra técnica, pois tratava-se de múltiplos. Assim a tiragem de uma gravura alcançava um número muito maior de pessoas do que uma pintura.

Apesar desta técnica não ser conhecida nem utilizada na região norte do Brasil, ela é amplamente difundida em todos os cantos do mundo. Existem Salões, Mostras e Bienais em vários países e no Brasil também.

O nordeste tem nas capas da literatura de cordel xilogravuras de grande criatividade e expressão.
No sul e sudeste a gravura é amplamente divulgada e apreciada como obras de arte. Sendo que o custo de uma gravura sempre é mais acessível que uma pintura para o amante das artes plásticas.

O Brasil é reconhecido no exterior por ter grandes nomes nesta técnica, onde nossos artistas obtiveram prêmios significativos em Bienais Internacionais, divulgando assim a arte brasileira.

É uma técnica de grande importância na história das artes e deve ser levada ao conhecimento do público todo o processo da xilogravura ,até sua impressão para o papel para que esta não caia no esquecimento.

Esta é uma oportunidade para que os artistas plásticos, professores de arte e pessoas interessadas tenham contato com esta arte, aprendam a técnica e possam usá-la como meio de expressão e divulgação. Todos estão convidados a visitarem a oficina e assistirem ao andamento do processo de uma xilogravura.

Angella Schilling fez Licenciatura em Desenho e Plástica na Universidade FEEVALE – em Novo Hamburgo – RS.

5 Comentários

Arquivado em Notícias

5 Respostas para “Xilogravura na Casa de Cultura Ivan Marrocos

  1. Magali

    Como é bom saber que a arte, a cultura, a informação e a alegria de dividir conhecimentos e e moções estão nos 4 cantos do nosso querido Brasil.
    Bom proveito a todos que estão envolvidos neste Projeto.
    Recife, dia 21/04/10

  2. Maria Regina C. V.

    Parabéns Beto, pela bela apresentação desta tão maravilhosa arte!
    Parabéns Ângela! Grata e orgulhosa por também fazer parte deste grupo seleto.
    Sucesso,Luz e Paz: Maria Regina

  3. Helena

    Boa tarde! Li o artigo e estou encantada! Parabéns
    Angella pelo trabalho e pelo merecido sucesso!!! Rondônia só tem a ganhar com sua ilustre presença!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s