Arquivo do dia: 20/03/2010

Livros que ajudam a entender Rondônia – 2 Amazônia, Último Paraíso Terrestre

Há uma riqueza imensa na Amazônia, não só na terra e nas águas, mas também na plantas e animais. Tudo está cheio de vida e muita vida ainda desconhecidas. Os cientistas se encontram, cada passo, diante de muitas novidades. Dentro de uma folha de árvore ou das entranhas de um sapo pode estar cura de uma doença rebelde.

Entretanto, constata-se pouca sabedoria nos homens que chegam aqui para trabalhar; alguns querem fazer da Amazônia a terra do boi, outros, a terra da soja.

Ninguém vê que a Amazônia é rica assim como ela está.

Nós somos míopes e caolhos: só vemos riquezas no ouro, na cassiterita, na soja e no boi… A Amazônia é rica  em tesouros… Quem abrirá nossas mentes e nossos olhos e, principalmente, nosso coração, para termos a sensibilidade e o dom da sabedoria para não destruí-la.

José Joaquim Pillon, professor emérito da Universidade Federal de Santa Maria, RS, onde exerceu o magistério por quase 25 anos, com dedicação especial à História da Filosofia da Arte, matéria que lecionou também no Colégio Máximo Palotino e Faculdade Nossa Senhora Conceição, na mesma cidade.
Em Rondônia desde 1982, tanto em Porto Velho, como na FIAR de Ariquemes, prosseguiu no magistério superior, lecionando Introdução à Filosofia, Antropologia Filosófica, Ètica Filosófica, Geologia e ministrando inúmeras palestras sobre Educação e Ecologia. Mas foi na freqüente convivência com a natureza, índios e seringueiros que se apaixonou pelo estudo e defesa da Amazônia.

Deixe um comentário

Arquivado em Livros para entender RO

Ao norte – 9

Descendo a Av. Carlos Gomes, em Porto Velho, rumo ao rio Madeira foto : Z. Santos

Deixe um comentário

Arquivado em Ao Norte

Gente que encontrei por aí… Armandinho

Foto: B. Bertagna

Armandinho, nasceu em Belém/PA tem 83 anos  é dono de um timbre de voz inconfundível . Já morou com Jamelão no Rio de Janeiro

Agora toca todas as quintas e sextas-feiras no Mirante III.

Seu repertório preferido vai de Jamelão a Lupicínio Rodrigues passando, é claro, por outros ícones da música brasileira.(certa feita lhe presenteei, para seu imenso prazer,  com uma coletânea de todas as músicas do Lupi, célebre criador do Hino do Imortal Tricolor por ocasião da sua homenagem cinquentenária… 50 anos de glória, deste imortal tricolor….etc,etc…)

No passado teve uma banda chamada Armandinho e seus Boys, que devia ser uma “brasa, mora”!

Experimente escutar Armandinho executando “Nervos de Aço” com sua voz aveludada, vendo um por do sol no Madeira e terás uma experiência única, ainda mais se estiver bem acompanhado(a).

Deixe um comentário

Arquivado em Gente que encontrei por aí

Ceiça Farias é atração no Canteiro´s

A cantora Ceiça Farias está de volta às noites porto-velhenses com show aos sábados  no  Canteiros Bar na companhia dos músicos Edgar Melo, Bira Lourenço e Adriano Pato.

O show ‘Algum Tempo’ traz um repertório renovado, mas sempre primando pela qualidade. “Nos preocupamos em trazer para o público uma seleção musical que passa por vários gêneros. Vamos resgatar canções e também apresentar sucessos atuais para quem estava sentindo falta do nosso som”, comentou a cantora.
A escolha da casa para o retorno se deu pela afinidade entre o espaço, os artistas e o público.

-“É um local que está acostumado a receber amantes da música popular brasileira e também nossos admiradores. Temos certeza que será mais uma vez uma temporada de sucesso. No último sábado já tivemos casa lotada e a animação seguiu até a madrugada do domingo”, complementa Ceiça Farias.
O show começa às 22 horas e deve seguir no ritmo que o público já conhece. “Vai mais uma noite de som e integração com nossos fãs”, completa.

Deixe um comentário

Arquivado em Efêmeras Divagações

Fest Cineamazônia chega ao Baixo Madeira

A

Chegou a vez de Manicoré (AM) receber o Fest Cineamazônia Itinerante, pelo roteiro da região Norte. A exibição será no domingo (21/03), no Centro Juvenil Salesiano, a partir das 19h30, com entrada grátis para público livre. A cidade do interior do Amazonas fica á margem do rio Madeira e tem expressiva influencia cultural. O festival terá apoio da Prefeitura de Manicoré e Secretaria de Cultura e Turismo, através da secretária professora Maria Madalena.

A jornada itinerante do festival na região Norte iniciou em Manaus (AM), no dia 09/03. Seguiu por Boa Vista (RR) em 11/03, Macapá (AP) no dia 13, Belém (PA) no dia 15, Palmas (TO) no dia 17, e em Rio Branco (AC) no dia 19. Em cada capital, foi exibido como convidado um filme produzido por diretor local.

Para o curador do Fest Cineamazônia, Jurandir Costa, essa etapa do festival itinerante foi muito produtivo, tendo contato com diretores de todas as capitais. “Uma forma de capitanear mais cineastas para que enviem seus filmes para o festival”, destacou.

O festival itinerante tem o objetivo de formar novas platéias e ampliar a divulgação de filmes e vídeos nacionais.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias